11 histórias da Copa que vão fazer você se emocionar

O pessoal anda jogando bonito fora de campo também.

publicado

O pessoal do Impedimento juntou 10 exemplos de solidariedade e camaradagem que rolaram pelo Brasil desde o início da Copa. Veja estas -- e outras -- histórias que estão transformando o campeonato na Copa das Copas.

1. O americano que trocou um ingresso por companhia para ver o jogo de abertura no Itaquerão.

Reprodução/TV Globo / Via g1.globo.com

Eli, de San Francisco, veio ver a Copa e ficou hospedado em Itaquera. Estava andando pelas imediações do estádio que sediou a abertura quando viu uma casa com o portão aberto e uma família em festa. Convidado a entrar e participar, Eli decidiu dar o ingresso para o dono da casa, o motoboy Wellington. Os dois foram assistir à partida entre Brasil e Croácia juntos.

2. O jogador de Gana que quis visitar o entorno do estádio e distribuiu dinheiro em Maceió.

Agência Alagoas/Divulgação

Sulley Muntari quis visitar a vizinhança do Estádio Rei Pelé, em Alagoas, e disse que lembrava a comunidade dele. Tirou fotos, deu autógrafos e... distribuiu dinheiro.

4. O taxista de São Paulo que devolveu 40 ingressos, para diversos jogos, esquecidos por dois mexicanos no seu carro.

Reprodução/TV Globo / Via g1.globo.com

Adilson foi limpar a bagunça que os torcedores tinham feito no táxi quando encontrou uma bolsa com os ingressos. Dirigiu até o hotel onde tinha apanhado os mexicanos para entregar tudo de volta.

5. A enfermeira de Natal que achou nove ingressos em uma mochila esquecida no ônibus, mobilizou meio mundo e encontrou o dono -- também mexicano.

Reprodução/Uol / Via copadomundo.uol.com.br

Luzimar pegou a mochila esquecida por um homem no ônibus, achou os ingressos dentro e deu um jeito de encontrar Eric Tejeda, que ficou muito agradecido.

6. As dezenas, talvez centenas de peladas que estão rolando pelo Brasil afora misturando estrangeiros e locais que se entendem sabe Deus como.

Teve um rachão bonito no Pelô, contado aqui pelo Segue o Jogo, e outro em Curitiba, publicado pelo Impedimento.

9. A doação de doce de leite para a seleção uruguaia, que teve seu carregamento original apreendido.

Reprodução / Via Facebook: doce.leite.vicosa

Depois que as autoridades sanitárias proibiram a entrada do dulce de leche que os hermanos uruguaios traziam na bagagem, uma fábrica de Viçosa, MG, resolveu mandar um presente para a Celeste Olímpica.