As 16 fases desagradáveis ao romper com um amigo online

Excluir, deixar de seguir, bloquear, ignorar. Chorar muito até dormir, soluçar no chuveiro, ouvir “You Got a Friend” repetidas vezes…

Você chegou à horrível constatação de que alguém de quem você certa vez gostou bastante é, na realidade, um saco.

HARPO / Via channel24.co.za

“O problema é… que na realidade eu meio que odeio você.”

E isso é desagradável porque, supostamente, vocês são amigos. Talvez até bons amigos.

FOX / Via splatter.com

Amizades entre adultos são difíceis de se conduzir, e ter amigos tanto online quanto na vida real pode ser complicado. Muitas amizades chegam naturalmente ao fim, mas a dinâmica das amizades - não importa quão antigas sejam - pode ficar bastante complicada quando as mídias sociais estão envolvidas.

Começa devagar. Talvez você não os veja com tanta frequência. Talvez eles nunca arranjem tempo para você. Talvez vocês simplesmente não tenham mais muita coisa em comum.

Seja qual for o motivo, vocês simplesmente não são mais próximos. Eles não fazem parte da sua vida de fato. Mas, você olha para o seu telefone, e LÁ ESTÃO ELES, e você não pode negar que…

Os tweets deles agora te fazem revirar os olhos.

As atualizações dos blogs deles, antes informativas e interessantes, agora parecem tediosas e auto-indulgentes.

SIM. SUA VIDA É MARAVILHOSA. NÓS JÁ ENTENDEMOS.

E nem vamos começar a falar de todas as SELFIES no Instagram.

E agora você sabe a verdade: é hora de romper com eles na internet. Você terá que excluí-los online.

Você já se afastou deles pessoalmente. E está na hora de dar o próximo passo.

Então, lentamente você se enche de coragem, prepara o espírito e parte para matar.

Estes são os estágios que você atravessará.

1. O bloqueio “Chega-de-me-perseguir” no Foursquare.

Paramount Pictures / Via bettyconfidential.com

Claro, é conveniente saber onde eles estão, que fazem coisas com pessoas que não são você, mas de verdade, eles não precisam saber onde você está. Chega de perseguição à distância.

2. A exclusão “Vamos ver se eles percebem” do mural do Pinterest.

Na realidade, você não precisa saber sobre os planos de reforma do banheiro do seu “amigo”… mas você também tem muito medo de excluí-lo de uma vez.

3. A exclusão completa “Ok, isto está ficando sério” do Pinterest.

BBC / Via pinterest.com

“Eu não quero ouvir nenhuma droga de ideia sobre tatuagem, nem saber o quanto você gosta de cangurus!”

4. A mensagem “Não há corações para você” do Instagram.

Você vai ficar praticamente semanas sem tocar duas vezes nas fotos deles.

E para piorar, chama a sua atenção o fato de que eles literalmente não curtem nenhuma de suas fotos há meses. MESES.

5. O unfollow “Já estou de saco e-cheio” do Instagram.

NBC

 

Este é provavelmente o mais fácil de se safar, a menos que o “amigo” que você nunca vê pessoalmente e raramente lhe escreve esteja verificando ativamente se você o segue de volta no Instagram.

É uma sensação muito libertadora, porque você não precisa mais ver todos os #coquetéis #superdivertidos para os quais eles não te convidaram!

6. O lance “Vamos ver se você percebe ISTO” de optar pelo Perfil Limitado no Facebook

“Você não consegue ver a maioria das minhas atualizações e somente as minhas fotos do Instagram! HA!”

7. A exclusão (Provavelmente bêbado) do Facebook.

Isto significa alguma coisa, especialmente considerando que vocês ainda têm amizade com um monte de gente que conheceram em eventos de networking em 2007, mas eles PRECISAM SABER que vocês não são mais AMIGOS.

E você deseja secretamente que ele lhe mande imediatamente uma mensagem dizendo: “O quê? Não somos mais amigos no Facebook?” aí você pode dizer tipo: “Não somos nem amigos na VIDA REAL.” Bum.

8. O bloqueio (Com certeza bêbado) no Facebook.

BBC / Via shemazing.net

Agora eles não podem nem te procurar. MUAHAHAHAHA.

9. O unfollow “A coisa agora é real” do Twitter.

Disney / Via enjin.com

Este é o maior lance “agora já chega MESMO (na internet)” que você pode dar, bom, logo depois do…

10. Bloqueio “BASICAMENTE, EU TE ODEIO” do Twitter.

Disney / Via pinterest.com

Se você bloquear alguém no Twitter, será o equivalente a passar de carro pela casa dele no meio da noite, e jogar pela janela e no jardim dele as coisas que ele deixou na sua casa, com uma mensagem dizendo “fica com a sua merda”.

Entretanto, todos esses bloqueios e exclusões podem significar que suas ações talvez tenham ramificações incômodas, do tipo:

11. A mensagem “Oi! vamos beber mais tarde? xx” no Facebook.

CBS / Via laslow.net

Que você ignora, obviamente.

12. “Esta coisa maravilhosa aconteceu comigo, blá blá blá, como você está?” Mensagem no Whatsapp.

Boa tentativa.

13. Então, também pode haver o email “Que merda está acontecendo?” que eles enviam seis meses depois, quando finalmente percebem que você os deletou de cada uma das mídias sociais.

FOX

 

Estão todos: “Como assim, até do Google+? Sério? EU NEM USO ESTE.” E então você: “NINGUÉM USA O GOOGLE+, MAS ESSE NÃO É O PONTO.”

O que depois provoca…

14. “MAS O QUE FOI QUE EU FIZ?” Numa espiral descendente.

BRAVO / Via brightfutura.com

Tantos sentimentos. Tantas lembranças. TANTOS CONFLITOS INTERNOS.

15. É aí que você tem uma recaída e passa horas se debulhando sobre antigas fotos dos dois juntos no Facebook. Você persegue o Instagram dele e acompanha o Twitter na navegação modo Incógnito do Chrome.

16. Entretanto, ao fazer isto, você se enfurece outra vez, e logo em seguida lembra a si mesmo de como eles são irritantes, e porque razão você os excluiu de todas as maneiras possíveis.

Infelizmente, isto não facilita o processo de perder um amigo, mas significa que, pelo menos, você não terá um lembrete de uma amizade fracassada todas as vezes que checar as notificações.

Check out more articles on BuzzFeed.com!

 
  Sua reação
 

Reações

Buzzing agora