41 fotos feministas ao redor do mundo: antes e agora

Feministas radicais, no passado e agora. Imagens ligeiramente não recomendadas para ver no trabalho.

publicado

8. Maputo, Moçambique, 2012: Uma manifestante feminista segurando um cartaz com os dizeres: “Não há nada mais sexy que um homem feminista”.

10. Barcelona, Espanha, 2014: Mulheres com cartazes dizendo "Eu sou uma mulher livre" e "As feministas são diferentes" em um protesto contra os planos do governo espanhol de reformar as leis de aborto.

14. Ankara, Turquia, 2011: Mulheres marchando no Dia Internacional das Mulheres por punições mais duras aos autores de “crimes de honra” e de violência contra mulheres.

16. Varsóvia, 2012: Defensores da Pussy Riot em frente à embaixada russa, protestando contra a sentença de dois anos dada a três membros da banda.

18. Reino Unido, 1972 (esquerda): Marsha Rowe e Rosie Boycott, fundadoras do Spare Rib, em seus escritórios. Estados Unidos, 1972 (direita): Gloria Steinem, fundadora do “Ms.”.

19. Barcelona, Espanha, 2010: Duas mulheres usando mitras com os dizeres “Eu sou lésbica, adúltera, pró-aborto e uso camisinha” num protesto contra o Papa Bento XVI.

22. Reino Unido, 1913 (esquerda): Sufragista Annie Kenney sendo presa durante uma manifestação. Moscou, 2012 (direita): Uma simpatizante da banda Pussy Riot sendo detida pela polícia por protestar contra a sentença da corte judicial contra três integrantes da banda.

26. Paris, 2013: Integrante do Femen com a frase “Que os fascistas descansem no inferno” escrita em seus seios, sendo presa em frente à catedral de Notre-Dame.

27. Londres, 1914 (à esquerda): Emmeline Pankhurst sendo presa por se juntar à uma manifestação em frente ao Palácio de Buckingham. Paris, 2013 (à direita): Integrante do Femen sendo presa por protestar contra a prisão da ativista Amina Sboui pelo governo da Tunísia.

28. Londres, 1914 (esquerda): Uma mulher sendo detida por três policiais por manifestar do lado de fora do Palácio de Buckingham. Madrid, 2013 (direita): Uma ativista do Femen com a frase "Saia da minha vagina" escrita no seu peito, sendo detida pela tropa de choque por invadir uma manifestação antiaborto.

34. Chicago, 1922: Uma mulher sendo presa por usar um traje de banho de peça única e sem cobrir as pernas, o que era obrigatório por lei na época.

35. Bruxelas, 2013: Um segurança prendendo uma integrante de topless do Femen com uma gravata, depois que ela tentou impedir a saída do carro do primeiro-ministro da Tunísia de um edifício da União Europeia.

40. Sochi, Rússia, 2014: Membros do Pussy Riot - incluindo Nadezhda Tolokonnikova e Maria Alekhina - sendo atacadas por um militar cossaco depois de tentarem encenar uma apresentação de protesto contra as Olimpíadas de Sochi.