go to content

Estes 23 fatos sobre o orgasmo vão fazer você tremer

Venha, você pode aprender alguma coisa.

publicado

1. Orgasmos aleatórios (não relacionados ao sexo) podem acontecer.

imgur.com

Algumas pessoas têm orgasmo durante o exercício, durante a meditação ou até mesmo quando ficam super ansiosas. Veja mais informações sobre tipos estranhos de orgasmos aqui.

2. Orgasmos durante o sono também são possíveis — para homens e mulheres.

Disney / Via buzzfeed.com

Os homens têm realmente mais probabilidades de ter sonhos molhados durante a puberdade e adolescência (antes de eles fazerem sexo regularmente), enquanto as mulheres podem tê-los praticamente em qualquer momento.

3. E orgasmos pelos mamilos também existem.

instagram.com

Sim, poucas pessoas chegam ao clímax apenas com estimulação dos mamilos. (Veja mais informações sobre assuntos relacionados aos mamilos aqui.)

5. Seu cérebro fica alucinado no exato momento antes de um orgasmo.

Há um aumento gradual na atividade neurológica, conforme o neurocientista comportamental Dr. Barry Komisaruk, coautor de The Orgasm Answer Guide já havia dito ao BuzzFeed Life. Primeiro, sua genitália envia um sinal para seu sistema límbico (o centro de controle emocional), depois a atividade aumenta no giro do cíngulo e no córtex da ínsula e finalmente o hipotálamo e o núcleo accumbens são ativados quando você atinge o orgasmo.

6. Essas caretas e os dedos dos pés encolhidos? Há uma explicação científica pra isso.

youtube.com

Durante o orgasmo, a atividade no seu cerebelo aumenta continuamente, e ele é o responsável pela tensão muscular que ocorre em resposta ao estímulo sexual. Também ocorre alguma atividade em áreas do cérebro responsáveis pelo prazer e pela dor, o que pode explicar as caretas durante o orgasmo. Aqui há mais informações sobre o que acontece com o seu cérebro durante um orgasmo.

7. Mais orgasmos pode reduzir o risco de câncer de próstata.

vevo.com / Via BuzzFeed

Mas sabe como é, se você tiver uma próstata. Um estudo descobriu que homens que ejaculavam 21 ou mais vezes por mês corriam um risco menor de contrair câncer de próstata do que homens que gozavam apenas de quatro a sete vezes por mês.

8. A oxitocina provavelmente não faz você ~criar laços~ com alguém que te faça gozar.

ABC / Via lost-in-arizona.tumblr.com

Os pesquisadores sabem que a oxitocina é um hormônio e neurotransmissor que é liberado quando você goza. Mas... isso é praticamente tudo o que sabemos. Não há evidências verdadeiras de que ela realmente produza ligações emocionais, conforme Komisaruk já disse antes ao BuzzFeed Life.

9. Mas você talvez tenha mais tendência a conversar sobre ~coisas profundas~ após um orgasmo.

lovehouse.tumblr.com

A troca de confidências após o coito é realmente normal. Um estudo de 2014 no periódico Communication Monographs descobriu que quando as pessoas gozavam, elas acabavam revelando coisas mais sérias e positivas aos seus parceiros (em comparação àquelas que não gozavam).

10. A ejaculação feminina não necessariamente acompanha um orgasmo.

Disney / Via imgur.com

Um estudo recente descobriu que a ejaculação feminina (squirting) é basicamente uma mistura de urina e outros fluidos que às vezes são liberados com muito estímulo no ponto G. MAS essa ejaculação não necessariamente acontece ao mesmo tempo que um orgasmo, e algumas pessoas não acham isso nem um pouco prazeroso. Portanto se você curtir isso, LEGAL. Mas se não curtir ou não conseguir fazer, não esquente com isso.

11. Usar lubrificante pode ajudar você a ter um orgasmo.

vevo.com / Via BuzzFeed

Provavelmente ele fique guardado em mais criados-mudos do que você imagina. Mais de dois terços dos homens e quase o mesmo número de mulheres usam lubrificante durante o sexo, de acordo com pesquisa do Centro de Promoção da Saúde Sexual da Universidade de Indiana. E destes usuários de lubrificantes, em torno de metade deles declaram que isso facilita o orgasmo.

12. É TOTALMENTE normal não ter um orgasmo sempre que você faz sexo.

youtube.com / Via peytongifs.tumblr.com

Sério, nós prometemos que você não "veio com defeito". Um estudo recente no Jornal de Medicina Sexual descobriu que as mulheres só gozam em 62,9% das vezes com um parceiro fixo, enquanto homens gozam em 85,1% das vezes, conforme o BuzzFeed Life já reportou anteriormente (claro que isso varia de pessoa para pessoa, mas essa é a média). Além disso, só 40% das mulheres heterossexuais e 80% dos homens heterossexuais relataram gozar durante a última vez que fizeram sexo casual, de acordo com um estudo da American Sociological Review.

Portanto se você não "chega lá" sempre — ou mesmo na maioria das vezes — não entre em pânico pensando que você está completamente sozinho nisso. Você não está.

13. As lésbicas têm mais orgasmos que mulheres hétero ou bissexuais, de acordo com um estudo.

vevo.com / Via complex.com

Os pesquisadores descobriram que lésbicas relataram ter um orgasmo em 74,4% das vezes com uma parceira fixa, o que é uma frequência maior do que no caso das mulheres heterossexuais (61,6% das vezes) e bissexuais (58% das vezes). Curiosidade: a frequência do orgasmo masculino realmente não teve diferenças baseadas na orientação sexual.

14. Se você tiver uma vagina, você talvez simplesmente não goza com penetração.

gifbay.com

E isso é completamente normal. Na verdade, faz muito sentido. "A maioria das mulheres têm orgasmos com o estímulo no clitóris", conforme a pesquisadora de sexo e relacionamentos Drª Kristen Mark declara ao BuzzFeed Life. E apesar de haver pesquisa que indique que parte do clitóris se estende mais fundo vagina adentro, a maioria das terminações nervosas ficam na glande (a parte externa sob prepúcio do clitóris). E a maioria das pessoas precisa de estímulo ali para alcançar o orgasmo.

Durante a penetração vaginal típica (com um pênis ou um consolo), não há muito contato com o clitóris, portanto se quiser um orgasmo durante a penetração, certifique-se que o clitóris esteja ~incluído~.

Novamente: não fique pensando que você é alguma anomalia estranha por não ter orgasmos durante a penetração com um parceiro.

16. E as pessoas fingem orgasmos por vários motivos diferentes.

NBC / Via reddit.com

E nem sempre é só pro sexo acabar logo (mas sim, às vezes esse é o motivo). Outros motivos possíveis para fingir são para proteger os sentimentos do seu parceiro, tentar estimular sua própria excitação ou para evitar insegurança e outras emoções negativas, de acordo com um estudo nos Arquivos do Comportamento Sexual.

Agora um lembrete de utilidade pública: todo mundo realmente deveria parar com isso de fingir orgasmos. Não só isso é mentir, como não é nada produtivo se você quiser ter orgasmos de verdade.

17. Fazer mais ~coisas~ durante o sexo pode aumentar suas chances de um orgasmo.

instagram.com

Combinar vários atos sexuais diferentes (como sexo oral, anal, estimulação manual, uso de brinquedos eróticos, penetração, etc) pode aumentar a probabilidade de homens e mulheres alcançarem o orgasmo, de acordo com um estudo do Journal of Sexual Medicine.

18. Há TANTAS coisas que podem afugentar um orgasmo.

Destination Films / Via chrisevans-sexualfrustrations.tumblr.com

Pra começar, qualquer tipo de stress, ansiedade ou pressão pode dificultar que você goze, diz Mark. Outros inibidores do orgasmo incluem certos medicamentos, álcool, algumas doenças, seus hábitos de masturbação ou mesmo problemas de relacionamento. Aqui há mais informações sobre por que homens têm dificuldades com orgasmos e por que mulheres têm dificuldades com orgasmos.

19. Algumas pessoas nunca (ou raramente) têm orgasmos.

MTV / Via theglossdotcom.tumblr.com

A anorgasmia é definida como a dificuldade de alcançar o orgasmo após estímulo sexual adequado. Pode ser crônica, adquirida ou situacional, e os pesquisadores nem sempre têm certeza da causa. Mas lembre-se, isso é depois do estímulo sexual adequado. Portanto pode ser que você simplesmente não tenha descoberto o que é bom pra você ou você pode estar com um parceiro que não está realmente se dedicando a fazer você gozar. Se você tiver problemas, confira alguns de nossos artigos sobre dificuldades em chegar ao orgasmo para homens ou mulheres e depois converse com um médico ou terapeuta sexual caso ainda tenha dificuldades.

20. Colocar piercings nas suas partes íntimas não garante orgasmos incríveis.

ABC / Via failgif.com

~Talvez~ facilite na hora de gozar ou talvez não, mas não há muita pesquisa a respeito. Além disso, algumas pessoas acham desagradável o estímulo excessivo em determinadas áreas (por exemplo, caso o contato direto com o clitóris for estímulo demais pra você), diz Mark. Portanto isso realmente depende da pessoa.

21. Eis o que realmente acontece durante um orgasmo, se você tem um pênis:

Universal Pictures / Via imgur.com

No tempo que leva até o orgasmo, os testículos aumentam de tamanho e ficam totalmente levantados, a pele do escroto engrossa, a glande pré-ejacula e a próstata aumenta, diz Mark. Durante o orgasmo, há várias contrações acontecendo nas vesículas seminais, os vasos deferentes, o esfíncter anal e a próstata. Também há contrações penianas e uretrais, que ajudam a expelir a ejaculação. E BUM!, aí está.

22. Eis o que realmente acontece durante um orgasmo, se você tem uma vagina:

Castle Rock Entertainment / Via imgur.com

Levando até o orgasmo, o clitóris aumenta e se retrai por baixo do prepúcio clitoriano enquanto os pequenos lábios aumentam de tamanho, diz Mark. Os dois terços mais internos da vagina expandem e se alongam, e o terço externo incha e se torna mais rígido e rugoso. Quando você alcança o orgasmo, as contrações acontecem na vagina, no útero e em áreas vizinhas antes que tudo volte ao normal. Yay, orgasmo!

23. ~Talvez~ existam tipos diferentes de orgasmos vaginais — mas não temos certeza total.

instagram.com

Orgasmos vaginais, clitorianos, do ponto G... os pesquisadores não estão completamente convencidos de que haja formas diferentes de gozar ou se são todas variações da mesma coisa. "A evidência de que diferentes tipos de orgasmo existem é forte", diz Mark. Mas as pesquisas têm tido resultados variados — "alguns estudos mostram que todas essas áreas estão conectadas, na verdade e que partes do clitóris alcançam bem no fundo da vagina (ou seja, tudo ~tecnicamente~ seria um orgasmo clitoriano), enquanto outros estudos mostram que nem todos os estímulos genitais são iguais.

Mas... isso realmente importa? "O que isso pode nos dizer é que talvez exista muita variação individual nos orgasmos. Talvez focar no tipo não seja muito benéfico. Se você estiver gozando e tendo uma vida sexual prazerosa, que assim seja", diz Mark. Amém.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss