go to content

Como pedir pelo o que você quer durante o sexo

No Sex Q&A dessa semana, perguntamos a um terapeuta como lidar quando as coisas estão meio chatas na cama.

publicado

Bem-vindo ao BuzzFeed Sex Q&A, onde você pode nos fazer suas perguntas estranhas, confusas, grosseiras, embaraçosas ou instigantes e nós vamos fornecer as respostas dos principais especialistas em saúde sexual. Tem uma pergunta sobre sexo ou saúde sexual? Envie-a para sexQs@buzzfeed.com.

A pergunta desta semana: Como posso ter aquele *bom* sexo de volta?

HBO / Via deeperthantherabbithole.tumblr.com

Meu parceiro e eu estamos juntos há cinco anos e meio, aproximadamente. Tivemos um rompimento de cerca de um ano nesse período, durante o qual tivemos algum tipo de caos emocional e, honestamente, o sexo tornou-se muito diferente agora. Quando estávamos juntos anteriormente, era normalmente pervertido, excitante, apaixonado e quase renovador. Podíamos ter relações sexuais até 12 vezes dentro de um período de 10 horas. Quando nos encontrávamos, era uma noite de paixão inesquecível.

Agora, estamos nos aproximando do nosso aniversário de um ano juntos de novo e eu estou percebendo que eu nunca estou completamente satisfeita. Eu sempre fui delicada e fácil de machucar, ainda assim eu sempre gostei de dor durante o sexo. Puxar o cabelo, bater, morder e até mesmo arranhar de leve era agradável. Uma das minhas coisas favoritas é ser amarrada, mas cada vez que eu tento iniciar uma brincadeira mais bizarra e agressiva no quarto, acaba com ele sendo delicado e gentil. Eu expliquei repetidamente que não há problema em me machucar um pouco e que eu não vou deixá-lo ir longe demais, mas ele sempre retoma suas preocupações de que ele vai me machucar. Eu tentei descobrir suas fantasias com a esperança de apimentar as coisas para ele também, mas há tanta insistência da minha parte que ele não aparece com nenhuma.

Estou completa e totalmente perdida sobre como comunicar minhas questões sem ferir o orgulho dele.

Mari—

Oi Mari! Agradecemos à sua pergunta! Para ajudar a respondê-la, falamos com a terapeuta sexual e de relacionamentoBrandy Engler, Ph.D., autora de The Women On My Couch. Aqui está o que ela tem a dizer:

É totalmente normal o sexo cair em uma rotina em relacionamentos de longos. Ainda assim, isso é uma bem chato.

instagram.com

Engler vê isso o tempo todo em sua prática — casais que inicialmente tinham uma química sexual incrível e, em seguida, caem na rotina em algum ponto. E mesmo que você esteja citando algumas solicitações sexuais específicas aqui, parece que o que você realmente quer é paixão, diz Engler.

Quando as pessoas pedem mais paixão, Engler percebe que muitas vezes cometem esse erro comum de pedir certas coisas que elas associam com isso. Neste caso: sexo mais bruto e pervertido. Mas a paixão é mais do que apenas uma combinação de atos sexuais. "Você não pode simplesmente pedir coisas como 'puxe meu cabelo', se ele não estiver realmente sentindo vontade disso". Então, em vez de se concentrar no que adicionar para dar mais paixão, Engler sugere olhar para o que está bloqueando-a em seu relacionamento.Puxar o cabelo e outras adições pervertidas são uma consequência.

Tenha em mente que qualquer alteração na sua vida sexual pode ter a ver com alguma coisa mais profunda no relacionamento ou estado emocional.

instagram.com

"É muito revelador que você note que o sexo tem sido diferente desde que [vocês se juntaram novamente]", diz Engler. É definitivamente possível que possa haver algumas sobras emocionais, ressentimento, medos ou ansiedades que contribuem para isso. Isso pode ter um efeito entorpecente que pode levar a problemas com a excitação, desejo e até mesmo o funcionamento sexual, diz Engler. E não é sempre algo sobre o qual você está sempre consciente sobre — você (ou seu parceiro) pode pensar que tudo parece bem, mas seu corpo está reagindo a tudo o que está acontecendo.

Se isso soa como algo que pode estar acontecendo com você, Engler sugere sentar e conversar sobre o que está rolando — fora do contexto de ter relações sexuais. Ela sugere algo como: "Talvez devêssemos verificar o que esteja acontecendo neste ano. Ainda há um pouco de raiva ou ressentimento? Talvez haja algo mal resolvido em algum de nós ou em cada um de nós que ainda esteja em processo e, talvez, que esteja vindo à tona quando estamos transando".

Além disso, os pedidos de BDSM podem ser particularmente complicados para algumas pessoas.

Xebeche / Getty Images / Via thinkstockphotos.com

Engler notou que os pedidos de BDSM, em particular, são muitas vezes derrubados por parceiros que preferem uma abordagem mais suave e sensível. "O que as pessoas não percebem é que, quando você está pedindo por uma abordagem mais agressiva, você está potencialmente pisando em uma mina terrestre de ansiedades da outra pessoa", diz ela.

vevo.com / Via machinerebellion.tumblr.com

Aqui estão algumas explicações possíveis do motivo pelo qual algumas pessoas não curtem realmente isso, com base no que Engler vê tipicamente na terapia:

- Elas não conseguem separar a brincadeira agressiva da agressão efetiva e violência. "Elas me dizem: 'Eu não consigo amar e respeitar minha parceira e passar a bater nela [na cama]'", diz Engler.

- Eles não ficam confortáveis entrando no papel dominante. Muitas pessoas sentem pressão ou insegurança sobre isso, diz ela.

- Suas vidas são difíceis e competitivas o suficiente — elas querem apenas sexo sensível. "Às vezes, o cara está apenas desejando delicadeza e isso não é para ser subestimado", diz Engler.

- Ou eles realmente apenas não curtem. E isso é totalmente normal, também!

Então aqui está como pedir o que você quer (sem destruir o ego do seu parceiro):

Esquire / Via reddit.com

- Traga isso à tona quando você não estiver fazendo sexo. Pedir a alguém para bater em você/sufocá-la/puxar seu cabelo enquanto você está transando pode soar como uma demanda por desempenho — o que pode ser muito estressante para algumas pessoas. Mas se você sussurrar em seu ouvido no jantar/em uma caminhada/no supermercado, isso será mais uma fantasia divertida. Em seguida, eles têm a oportunidade de flertar com a ideia, sem ter que descobrir como eles se sentem e agem sobre isso imediatamente, diz Engler.

Fox / Via weheartit.com

- Mostre, não diga. Às vezes, fazer com ele(a) o que você quer que seja feito em você pode funcionar, diz Engler (ou fazer para si mesma, dependendo do que é). Desta forma, você não está apenas esperando que a pessoa tome as rédeas, mas está mostrando que você pode brincar disso, também.

- Pergunte se ele(a) curte isso. A maioria das pessoas simplesmente assume que, se elas forem ousadas, seu parceiro ficará amarradão. Mas certas coisas podem trazer à tona sentimentos e inseguranças que você nunca previu, por isso sempre verifique com eles e tenha uma conversa real se eles não ficarem imediatamente animados a experimentar.

E aqui você aprende como perguntar o que eles(a) quer e fantasiar sobre (sem fazê-los sentir superdesconfortáveis e estranhos):

instagram.com

- Mais uma vez, fale sobre isso em algum lugar "normal", fora do contexto da cama. "Precisa soar como se você estivesse contando uma história erótica, como 'eu faria isso com você' ou 'eu gostaria que você fizesse isso comigo'", diz Engler. Você está tendo a conversa, mas ignorando toda aquela pressão para executar ou agir imediatamente. Além disso, você está provando que as fantasias podem ser apenas isso — fantasias.


- Considere por que eles poderiam estar resistindo.
Pode ser um problema com autoexpressão, ele(a) pode se sentir como se não pudesse se abrir para você sobre essas coisas ou ele(a) poderia estar tão desconectado que realmente não acha que têm alguma fantasia, diz Engler. Essas são todas as coisas com as quais vocês podem trabalhar juntos, por isso certifique-se de que ele(a) saiba que você está totalmente aberto, interessado e que não vão passar por qualquer julgamento.

Você tem uma pergunta que quer que seja respondida pelos nossos especialistas em sexo? Envie-nos um e-mail para exQs@buzzfeed.com.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss