go to content

23 coisas que todas as pessoas com seios precisam saber

Eu não sei(o), mas acho que você vai precisar favoritar isso para a vida. Desculpe o trocadilho, mas precisava fazer.

publicado

1. A maioria das pessoas tem peitos irregulares e rugosos.

5ph / Getty Images / Via thinkstockphotos.com

O termo médico para isso é alterações fibrocísticas da mama, e refere-se ao tecido mamário que é particularmente irregular, com pequenos cistos cheios de líquido. "Isso costumava ser chamado de doença fibrocística da mama, mas na verdade é algo que afeta mais da metade das mulheres em algum momento, por isso os médicos eliminaram a palavra "doença", diz Dra. Sandhya Pruthi, especialista em pesquisa de prevenção do câncer de mama na Clínica Mayo, ao BuzzFeed Life.

Você provavelmente vai notar mais nódulos, dor no peito e sensibilidade quando você se aproximar de sua menstruação, e é mais comum entre as idades de 20 e 50 anos (isso geralmente se abranda depois da menopausa). Basicamente, é totalmente normal e não há nada para se preocupar. Mas se a dor piorar ou se detectar novos nódulos duros, irregulares e imóveis, confira com seu médico.

2. Café pode tornar seus seios mais sensíveis.

instagram.com

Há indícios de que a cafeína pode aumentar a dor do peito e a sensibilidade, especialmente em pessoas com alterações fibrocísticas da mama, diz Dra. Elisa Porta, chefe de cirurgia de mama no Mount Sinai Medical Center e codiretora do Dubin Breast Center no Monte Sinai, ao BuzzFeed Life. Mas as bebedoras de café assíduas podem escolher ter um pouco menos de dor levando uma vida sem cafeína. Então, faça a sua escolha.

3. Seu exercício poderia lhe causar dor nos seios.

Paramount Pictures / Via reddit.com

Aquela coisa de sentir o peito dolorido pode ter a ver com a dor muscular atrás do seu seio, diz Pruthi. Então, se você tem feito um monte de flexões ou exercícios de peito, pode ser que seus músculos peitorais realmente estejam sofrendo.

4. Ou os seus seios poderiam se ferir por toneladas de razões diferentes.

Universal Pictures / Via gifs-andthings.tumblr.com

Os hormônios são a causa mais comum destas dores — pode ser uma flutuação normal do seu ciclo ou gravidez ou uma sensibilidade ao estrogênio em pílulas anticoncepcionais ou terapia hormonal, diz Pruthi. Algumas pessoas são mais sensíveis aos efeitos do estrogênio do que outras, por isso realmente depende da pessoa.

Mas a dor no seio também pode ser causada por uma série de movimentos com um sutiã sem apoio, ou você pode estar confundindo a sensibilidade do peito com a dor na parede torácica ou caixa torácica, diz Pruthi. Se persistir, fica pior ou ocorrer apenas em uma mama, verifique isso com o seu médico.

5. Orgasmos de mamilo realmente existem.

instagram.com

"Algumas pessoas experienciam orgasmo apenas com a estimulação do mamilo", diz Debby Herbenick, Ph.D., autora de The Coregasm Workoutao BuzzFeed Life. "Isso é raro, mas acontece".

6. O tamanho do seio está relacionado basicamente à genética e ao peso.

FOX / Via fuckyeaharresteddevelopment.tumblr.com

Se você tem um bojo P ou EG, isso normalmente se resume ao DNA e ao tamanho total do corpo, diz Pruhti. Como os seios contêm tecido adiposo, seu tamanho tende a aumentar ou diminuir quando você ganha e perde peso.

7. Qualquer pessoa com tecido mamário pode ter câncer de mama.

instagram.com

Mulheres, homens, cisgêneros, transgêneros — qualquer pessoa com tecido mamário pode ter câncer de mama. Cerca de 1 em cada 8 mulheres vai ter alguma forma de câncer de mama em algum momento da vida, e a taxa para os homens é de cerca de 1 em cada 1.000, de acordo com a American Cancer Society. As mamas masculinas são muito semelhantes às femininas, embora elas normalmente tenham mais tecido gorduroso do que tecido conjuntivo, pois estão produzindo menos estrogênio, diz Pruthi. Mas se os homens forem expostos ao estrogênio na forma de medicamentos ou drogas que são tomadas, eles podem ter mais risco de desenvolver câncer de mama.

Embora não haja estatísticas disponíveis para a prevalência de câncer de mama em indivíduos transgêneros, é importante lembrar que qualquer um está em risco. Se você está na transição de mulher para homem, você ainda pode ter câncer de mama, já que você ainda tem seios, diz Pruthi. E se você está fazendo a transição de um homem para uma mulher e toma hormônios, o seu médico poderá aconselhá-lo a seguir as mesmas diretrizes de monitoramento de câncer de mama como mulheres cisgêneras (vamos falar mais sobre as diretrizes de monitoramento daqui a pouco).

8. Mais de 80% das pessoas que contraem câncer de mama não tem nenhum histórico familiar.

instagram.com

Eles são seu histórico familiar, diz Pruthi. Portanto, não assuma que a genética seja tudo no câncer de mama.

9. Os mamilos e as aréolas pode vir em todas as formas, cores e tamanhos.

instagram.com

Sejam os seus mamilos grandes, pequenos, escuros ou claros — eles são normais! Sua aréola (a pele corada ao redor do mamilo) também pode variar totalmente. Algumas pessoas também têm mamilos invertidos, o que significa que penetram na pele em vez de apontar para fora. Basicamente, os mamilos não são padronizados, e todos eles são totalmente normais e ótimos (se você tiver uma mudança na aparência de seus mamilos, porém, isso é algo para se ver com um médico).

10. Os seus seios não aumentarão automaticamente com o método contraceptivo.

EA Games / Via reddit.com

Algumas pessoas notam um aumento no tamanho, enquanto outras permanecem com o mesmo, diz Pruthi. Mais uma vez, isso depende do seu peso, genética e de como você é sensível aos efeitos dos hormônios em seu método contraceptivo (ou se o seu método contraceptivo contém hormônios).

11. Os seus seios são compostos de algumas coisas diferentes.

instagram.com

Seus seios têm uma grande quantidade de tecido funcional, o que inclui os dutos de leite e os lóbulos, diz Port. Há também tecido conjuntivo fibroso para ajudar a manter tudo junto, e todo o resto é basicamente gordura.

12. A densidade da sua mama é uma equação entre o tecido funcional e o tecido adiposo.

Bill Mulder / Creative Commons / Via Flickr: bilbord99

Você provavelmente já ouviu falar de mamas densas, que podem ser mais difíceis de se ler com uma mamografia. Isso significa que há mais tecido funcional (como dutos de leite, lóbulos e tecido conjuntivo) do que tecido adiposo. E seus seios realmente tornam-se menos densos à medida que envelhecem, uma vez que você está produzindo menos estrogênio, diz Pruthi. Não há nenhuma maneira de saber a densidade da sua mama sem uma mamografia, mas o seu médico deve dizer isso a você.

13. Seios flácidos são praticamente inevitáveis.

instagram.com

Mais uma vez, culpe o envelhecimento. Conforme você envelhece e para de produzir estrogênio, a maioria de suas glândulas mamárias e ductos de leite regride e se transforma em tecido adiposo. Isso torna seus seios menos densos, e pode até mesmo torná-los menores e menos firmes, diz Pruthi. Adicione a isso o fato de que sua pele fica mais elástica à medida que envelhece, e você é deixada com seios flácidos. Basicamente, a gravidade pode ser uma vadia cruel.

14. Aumento de mama ainda é o procedimento de cirurgia plástica mais popular de todos.

instagram.com

Aconteceram 286.254 deles nos EUA em 2014, de acordo com a Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos. Isso é um monte de implantes.

15. A amamentação não sempre é superfácil e descontraída.

instagram.com

"A amamentação pode ser incrivelmente difícil", diz Dra. Katharine O'Connell White, MPH, chefe da divisão de ginecologista geral na Bay State Health ao BuzzFeed Life. "As pessoas esperam que seja fácil e natural, mas a maioria das pacientes tem muita dificuldade com isso, o que pode deixá-las realmente desanimadas". Se você está tendo problemas e quer fazer isso funcionar, consultoras de amamentação em hospitais podem ajudar.

Ah sim, e a amamentação pode vir com rachaduras, sangramento e dor em seus mamilos. O'Connell sugere Lanolina (ou uma pomada similar) para se manter hidratada entre as mamadas, mas se isso não ajudar, você pode verificar com o seu médico, uma vez que é possível obter uma infecção por fungos durante a amamentação (o que dói).

16. Seus mamilos podem vazar mesmo se você não está amamentando.

instagram.com

SIM, isso pode acontecer. Pode ser uma resposta normal para o fato de ter sua mama ou mamilo apertado firmemente (como quando você está fazendo uma mamografia), como Port disse ao BuzzFeed Life. Mas também poderia ser um sinal de problemas, por isso consulte o seu médico se isso acontece de forma aleatória, se sangrar ou se isso só acontece em um dos seios.

17. Saber sentir se seus peitos estão normais é mais importante do que uma autoverificação mensal.

MTV / Via mtvgirlcode.tumblr.com

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), não há nenhuma evidência de que autoexames mensais da mama são eficazes no monitoramento do câncer de mama. Mas a maioria dos especialistas em câncer de mama fortemente sugere que você sinta os seus seios para saber como eles são em um estado normal. Isso é chamado de autoconsciência mamária, e tem a ver como saber como seus seios normalmente são e como você os sente durante todo o dia e durante todo o seu ciclo menstrual.

Existem algumas maneiras de fazer isso, mas Pruthi sugere fazer um movimento de varredura em direção ao seu mamilo em um padrão de relógio. Assim, a partir de sua clavícula (o que seria 12:00) e varrendo para baixo em direção ao seu mamilo e, em seguida, 01:00, 02:00, etc. A melhor maneira de saber o que é normal é se familiarizar com suas mamas uma vez por mês, de preferência uma semana depois de seu período menstrual (isso não vale se você estiver lidando com mais alterações fibrocísticas da mama).

Você estará se acostumando aos seus seios, então você saberá quando algo estiver errado. Mas se acontecer de você sentir algo duro, de forma irregular ou fixa (não está se movendo com o seu tecido mamário, mas fixado em um lugar), informe o seu médico. Lembre-se: estas não são regras rígidas e rápidas, diz Port, mas elas podem ajudá-la a distinguir quando algo está errado.

18. Exercícios de peito não vão realmente dar-lhe um par mais empinado.

Nicki Minaj Vevo / Via wifflegif.com

Claro, isso poderia aumentar os músculos peitorais, que ficam atrás de seus seios. Isso poderia levantar a parede torácica (e talvez fazer seus amigos parecerem um pouco maiores), mas não há nenhuma prova de que pode realmente afetar o levantamento dos seios, diz Pruthi.

19. A lateral de seu seio poderia ser mais sensível do que seus mamilos.

instagram.com

Os mamilos não são sempre a estrela do show. Às vezes é o topo, a lateral ou a parte inferior dos seios, disse Herbenick ao BuzzFeed Life.

20. A maioria das pessoas com mamas deve começar a realizar mamografia aos 40 anos, mas isso nem sempre é o caso.

Bartosz Wardziak / Getty Images / Via thinkstockphotos.com

A Sociedade Americana de Câncer, o Colégio Americano de Obstetrícia e Ginecologia e a National Comprehensive Cancer Network, todos recomendam mamografias anuais para as mulheres a partir dos 40 anos. O U.S. Preventative Services Task Force não recomenda exames regulares antes dos 50 anos, mas sugere tomar uma decisão individual com o seu médico sobre quando começar o exame. Eles recomendam a mamografia a cada dois anos a partir de 50 anos de idade.

Então, por que todas as contradições e polêmica? Bem, algumas pessoas temem que muitas mamografias levam à ansiedade e falsos positivos desnecessários, enquanto outras valorizam a ênfase acrescida na detecção precoce. Pruthi diz que adota a recomendação de exame anual a partir dos 40 anos, mas ela faz questão de aconselhar as pacientes sobre os riscos e as limitações da mamografia — como o fato de que ela não encontra tudo, e poderia eventualmente levar a falsos positivos ou biópsias desnecessárias.

Algumas pessoas com maior risco de câncer de mama podem precisar ser monitoradas até mais cedo. Se você tem um parente de primeiro grau (mãe, pai, irmã, irmão) com câncer de mama, é recomendável que comece a fazer mamografias 10 anos antes da idade em que eles estavam quando foram diagnosticados (então, se sua mãe tinha 45 quando teve câncer de mama, faça o exame aos 35).

NOTA: Não há recomendações explícitas para os indivíduos transgêneros, mas se você tem seios ou está tomando hormônios para a transição para uma mulher, converse com seu médico sobre a frequência com que deve ser examinado.

21. O exame de câncer de mama nem sempre é feito através de mamografias.

instagram.com

As mamografias são o instrumento de triagem mais comum, mas não são sempre a melhor ou única opção. Em mulheres com tecido mamário denso, pode ser mais difícil encontrar um tumor em uma mamografia (porque ambos os tumores e tecido mamário denso não aparecem no teste). Em alguns casos, o médico também pode sugerir um ultrassom, que foi mostrado detectar mais cânceres, bem como mais falsos positivos. Mulheres com maior risco de câncer de mama também podem precisar obter uma ressonância magnética, que pode ser capaz de detectar alguns tipos de câncer que você poderia perder com a mamografia sozinha, diz Pruthi.

Outra ferramenta de triagem nova com a qual Pruthi está animada é a mamografia 3D, ou tomossíntese, que pode ser capaz de dar uma melhor imagem dos tecidos mamários e reduzir a necessidade de visitas repetidas, diz ela.

22. Beber menos álcool e manter um peso saudável são duas grandes formas de reduzir o risco de câncer de mama.

instagram.com

Pesquisas mostram que quanto mais álcool você bebe, maior será o seu risco de câncer de mama, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos. Outra forma de reduzir o risco é manter um peso saudável, uma vez que a obesidade aumenta o risco de contrair câncer de mama e o risco de recorrência, para o caso de quem já teve câncer, diz Port.

23. A maioria dos seios não é exatamente do mesmo tamanho.

instagram.com

É totalmente normal se seus seios não são perfeitamente simétricos, diz Pruthi. Poderia variar até mesmo no tamanho de um bojo. Mas, realmente, isso não é incomum. Seja qual for o tamanho/forma/cor que seus peitos tenham, eles são foda demais, nós juramos.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss