back to top

22 coisas que você deveria saber sobre a sua bunda

Vamos falar sobre bundas e afins.

publicado

1.

Acne no bumbum é totalmente comum e também é tratável.

Ela pode ser tratada com medicação tópica e também com laser, diz ao BuzzFeed Life a Dra. Michele S. Green, dermatologista na cidade de Nova Iorque. "Nós fazemos muito isso", diz ela.

2.

Lenços umedecidos podem fazer mal para o seu bumbum.

"Muitas pessoas têm reações alérgicas e contraem dermatite com lenços umedecidos", explica Green. "Ao invés disso, seria melhor usar água e sabão e papel higiênico normal". Se você tem um bumbum particularmente sensível, use um sabonete suave sem essências adicionais.

3.

Você pode adquirir melanoma (a forma mais nociva de câncer de pele) mesmo se nunca pegou sol na bunda.

"Eu tenho vários pacientes que têm melanoma nas nádegas", diz Green. "É um dos lugares mais comuns a serem diagnosticados e é também o lugar mais comum a ser esquecido". Aqui diz como realizar um autoexame de pele, da American Cancer Society. E consulte seu médico sobre como você pode se proteger do câncer de pele baseado no seu histórico pessoal e familiar.

Publicidade

4.

É incrivelmente comum sentir coceira ou "queimação cutânea" na região do seu traseiro.

"Muitos pacientes têm psoríase ou eczema nessa área e não percebem", diz Green. Pode ser também alergia ao papel higiênico ou cremes que você use. Coceira e ardência podem ocorrer nas nádegas, na fenda interglútea ou até mesmo ao redor do ânus.

5.

Você deveria procurar um médico.

E logo, para o seu bem! Caso você tenha suspeita de uma doença cutânea como psoríase ou eczema: "Há vários cremes, emolientes, dermocorticoides... tem várias coisas que as pessoas podem fazer", diz Green. Não há do que se envergonhar em passar creme na bunda.

Se o problema é hemorroida ou outra coisa (como câncer anal ou colorretal... ou ainda mais), seu médico deverá examinar você e determinar os próximos passos no tratamento.

6.

Há várias razões para você ter intestino preso.

Você pode não estar comendo fibra o suficiente. Você pode estar desidratado. Certas medicações podem fazer você ficar com intestino preso. Pode ser um sintoma de Síndrome do Intestino Irritável. Todo o tipo de coisa!

Se você tem constipação crônica, diga ao seu médico. Ele pode te ajudar a descobrir o que está acontecendo e como tratar.

Publicidade

7.

Há também algumas razões para as pessoas terem diarreia.

Tipo estar perto do seu período menstrual, por exemplo. Ou você comeu alguma coisa que não agradou. Ou você tem um vírus ou uma infecção bacteriana. Se a sua diarreia continuar, quando você tiver vários sintomas por mais de um dia ou dois, vá para o médico o mais rápido possível. Pode ser uma possibilidade grande de desidratação, o que é perigoso, e você vai precisar se hidratar (e ser examinado para descobrir se não há nada seriamente errado).

8.

Hemorroidas surgem quando os vasos sanguíneos do ânus estão inchados, comprimidos ou dilatados.

Isso pode acontecer quando você está constipado OU quando você tem diarreia, diz ao BuzzFeed Life a Dra. Roberta Muldoon, cirurgiã colorretal e presidente do Comitê de Relações Públicas da Sociedade Americana de Cirurgiões de Colón e Reto. Basicamente, toda vez que você faz um esforço, tensão ou, por outro lado, faz pressão na área ao redor do seu ânus, você arrisca irritar seus vasos sanguíneos e criar hemorroidas.

9.

Você pode tratar hemorroidas em estágio inicial com mudanças na sua dieta.

"O tratamento típico para hemorroida em estado inicial consiste em uma dieta rica em fibra e permanecer bem hidratado", diz Muldoon. É porque hemorroidas podem ser causadas por tensão (devido a constipações) e comer mais fibra e beber mais água pode fazer com que seja mais fácil fazer cocô. Fazer cocô macio = menos tensão = menos hemorroidas inflamadas.

Se você está constipado, é melhor se levantar e dar uma andada ao invés de sentar e fazer força, diz Muldoon.

vine.co
Publicidade

10.

Se suas hemorroidas são maiores e mais problemáticas, há outra forma de lidar com elas.

Como torniquetes, aonde o médico coloca elásticos de borracha nelas para deter o suprimento de sangue. "É doloroso, por isso evitamos fazer isso", diz Muldoon. Não tente fazer isto em casa.

11.

Ler no vaso pode fazer suas hemorroidas piorarem.

Quando você é distraído de fazer as suas coisas num modo rápido e eficiente, você pode gastar uma quantidade desproporcional de tempo em uma posição que seu bumbum não suporta (literalmente). Esta posição excessiva e sem apoio pode fazer com que os vasos sanguíneos sejam comprimidos.

12.

A gravidez também causa hemorroidas, e muito.

Para começar, o bebê empurra sua estrutura pélvica para baixo, que comprime os vasos sanguíneos lá embaixo, diz Muldoon. E gravidez pode andar lado a lado com constipação, o que significa mais tensão a fazer. E, depois, vem o parto, que é basicamente a maior tensão de toda sua vida.

Publicidade

13.

Um exame de hemorroida consiste em o médico examinar seu bumbum e fazer um exame digital (que significa tocar com os dedos).

"Tudo bem ser examinado pelo seu clínico geral ou médico da família, se você quiser ser examinado lá embaixo", diz Muldoon. "Mas se disserem 'aqui está um creme para hemorroida' e só, você não foi examinado. Isso não ajuda muito". Se o seu clínico geral não faz exame de hemorroida, peça para ser dirigido a um médico coloproctologista.

O exame externo consiste em ver a pele ao redor do ânus para concluir se há algo anormal ou problemático. "[Aí vem o] exame digital — tocar internamente para encontrar quaisquer protuberâncias ou áreas rígidas", diz Muldoon. Em algumas clínicas, como a que Muldoon trabalha, o médico também pode usar um pequeno instrumento chamado anuscópio, que é inserido no ânus para ele poder dar uma boa olhada na parte inferior do reto ou ânus.

14.

Na verdade, os sintomas da hemorroida são bem similares aos de outras coisas piores, então você deveria consultar o médico mesmo se você tiver 110% de certeza de que tem apenas hemorroida.

Muldoon diz que os sintomas clássicos da hemorroida podem variar e podem incluir um ou vários ou todos os seguintes:

- Coceira ao redor do ânus

- Pequeno sangramento quando você evacua

- Grande quantidade de sangue quando você faz cocô

- Uma saliência ao redor do seu ânus que pode ser percebida enquanto você se lava ou se esfrega

"Todos esses sintomas são de hemorroida, mas todos esses podem ser sintomas de câncer, também", diz Muldoon. NÃO É PARA TE PREOCUPAR, mas é por isso que é SEMPRE melhor fazer um exame ou o que quer que seja, só para ter certeza.

15.

Porque o câncer de cólon, quando descoberto no início, pode ser tratado ou até curado.

Então, sim, ir ao médico e dizer que o seu cu coça e às vezes sangra pode ser um pouco constrangedor. Mas vale a pena se for para encontrar um câncer a tempo de tratá-lo. Apenas... uma perspectiva.

Publicidade

16.

Se você sangra um pouco quando faz cocô e seu médico não encontra nenhuma hemorroida, você então será dirigido a um gastroenterologista ou a um cirurgião colorretal, que dará melhor uma olhada no que está acontecendo.

O médico provavelmente fará uma endoscopia, que é quando uma câmera com luz é inserida no seu bumbum para ver dentro do seu trato digestivo para descobrir a causa dos sintomas. Você pode ter úlceras ou inflamação, por exemplo. Ou é possível que você tenha um pólipo que esteja sangrando, que pode ser removido sem ser cirurgicamente. "Nós podemos tirá-los endoscopicamente, e aí não haverá mais chance nenhuma de virar um câncer e você não precisará fazer cirurgia", diz Muldoon.

17.

Se você não tem histórico familiar de câncer de cólon, você deve começar a fazer colonoscopias aos 50 anos.

Se você não tem nenhum pólipo ou nada preocupante, então você precisa fazer apenas a cada 10 anos.

Se você tem histórico na família — significa que alguém na sua família tem câncer de cólon ou pólipos — então você deve começar a fazer exames uns 10 anos antes da idade do membro da família na data em que ele foi diagnosticado, diz Muldoon. Isso quer dizer que, se sua mãe foi diagnosticada com câncer de cólon aos 45 anos, então você deve começar a fazer exames aos 35, ao invés de esperar até os 50.

18.

Quando você tiver de se "preparar" para uma colonoscopia, você tem que limpar o seu cólon completamente. Tendo muita diarreia.

É porque a colonoscopia consiste em olhar dentro do seu cólon com uma lente e, se ainda houver excremento sólido lá, a visão ficará obstruída, explica Muldoon.

É assim que funciona uma preparação: a maioria começa no dia antes do procedimento, apesar de alguns levarem uns 2 dias (uma "preparação dupla", ela diz). Dirão a você para beber líquidos claros no decorrer do dia, assim você fica hidratado — "água, suco, qualquer coisa que você possa ver através do líquido", diz Muldoon. Aí você vai precisar beber uma quantidade considerável de líquido misturado com um laxante específico. O laxante vai forçar você a ter muita diarreia. "Depois de você beber, vai parecer que está saindo água quando você for ao banheiro", diz Muldoon. É assim que tem que ser limpo — como se você estivesse urinando pelo reto".

Publicidade

19.

A Síndrome do Intestino Irritável, afeta duas vezes mais mulheres do que homens, de acordo com Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos.

Esta síndrome causa dor e desconforto no intestino grosso. Os sintomas incluem cãibras, gases, constipação e diarreia. Ela pode afetar pessoas diferentes de jeitos diferentes — alguns têm diarreia, outros têm constipação e outros podem ter um e outro.

20.

Para ser diagnosticado com a Síndrome do Intestino Irritável, os médicos devem excluir um monte de outras coisas, diz a Dra. Gina Sam, diretora do Mount Sinai Gastrointestinal Motility Center.

Em primeiro lugar, seu médico deve desconsiderar a doença celíaca (uma doença autoimune que, quando se ingere glúten, causa danos ao seu intestino delgado). Uma vez desconsiderada, "você não pode ter sangue nas fezes, nenhum sintoma alarmante, como anemia, e você deve ter sintomas por mais de três meses", diz Sam. Basicamente, os sintomas precisam ser constantes, crônicos e não causados por outras coisas. "E também, a dor tem de parar após uma evacuação", diz ela.

21.

Dois outros tipos de doenças gastrointestinais são a doença de Crohn e a colite ulcerosa. Ambas são doenças inflamatórias intestinais (DII).

Elas podem ser confundidas com Síndrome de Intestino Irritável, mas são doenças distintas. "Na doença de Crohn e na colite ulcerosa há inflamação na mucosa", diz Sam. "Mas na SII não há inflamação".

A inflamação causa feridas e úlceras dentro do seu corpo. "A colite ulcerosa afeta mais o cólon — o cólon inteiro fica inflamado e você tem diarreia com sangue", diz Sam. "Enquanto que a doença de Crohn pode afetar qualquer parte do trato gastrointestinal, intestino delgado e o cólon. Geralmente causa úlceras e inflamações que ignoram algumas áreas — então, parte do intestino delgado e parte do cólon. Colite ulcerosa é inflamação ao longo do cólon inteiro".

Estas doenças podem ser dolorosas, debilitantes, constrangedoras e incrivelmente angustiantes para as pessoas que as têm. Os sintomas incluem diarreia com sangue, diarreia incontrolável, dor e cãibra estomacal, perda de peso, perda de apetite, sangramento no reto e outros. Se você tem um desses sintomas, você deveria ir ao médico. Dependendo da sua condição e do seu nível de desconforto, seu médico pode te receitar uma medicação pesada ou providenciar uma cirurgia para remover uma parte ou todo o seu cólon e, após, você passaria a usar uma bolsa de ostomia.

22.

Veja este vídeo no YouTube

youtube.com

A Campanha #GetYourBellyOut foi feita para conscientizar as pessoas sobre a comunidade dos que têm SII.

As pessoas compartilham fotos delas mesmas mostrando a barriga, frequentemente exibindo cicatrizes de cirurgias, assim como bolsas de ostomia. Este vídeo dá mais detalhes sobre a campanha.

CONCLUSÃO:

Se você tem qualquer coisa curiosa ou dolorosa ou problemática ou coceira ou, no geral, incomum que tenha a ver com a sua bunda, o que sai dela ou o que está preso nela... vá ao médico.

Em primeiro lugar, porque esta lista não é DE JEITO NENHUM completa, pois tem muita coisa relativa à saúde da bunda que não foi dita aqui. E também: porque ir ao médico quando se tem problemas é bom para você.

"O problema com questões colorretais, em geral, é que ninguém quer falar sobre isso", diz Muldoon. Algo para se lembrar é que, enquanto você pode achar constrangedor, os médicos lidam com esses problemas todo santo dia. E cirurgiões colorretais e gastroenterologistas lidam com eles porque são seu TRABALHO. Apenas lembre-se: Quanto mais cedo você ser tratado de seus problemas, melhor você vai ficar.

Não há dúvidas por trás disso (no bom sentido).