back to top

Tudo o que você precisa saber sobre a regra dos 5 segundos

PARE! Antes de comer esse salgadinho que caiu no chão, leia isto.

publicado

Todos fazemos isto — nem adianta negar.

NBC / Via wibblywobblywrackspurt.tumblr.com

Derrubou algumas batatas fritas? Um cookie? Uma rosquinha recém-saída do forno? Desde que a comida não tenha passado mais do que cinco segundos no chão, não há problema — certo?

Segundo a regra, se a comida ficar no chão por apenas alguns segundos, não acumulará uma quantidade de germes que a torne inapropriada para o consumo.

Mas... isso é verdade? Entramos em contato com o especialista em germes Charles Gerba, professor de microbiologia na Universidade do Arizona (EUA), para descobrir se realmente há um limite de tempo seguro para comer alimentos que caíram no chão.
Lofilolo / Getty Images / Via thinkstockphotos.com

Mas... isso é verdade? Entramos em contato com o especialista em germes Charles Gerba, professor de microbiologia na Universidade do Arizona (EUA), para descobrir se realmente há um limite de tempo seguro para comer alimentos que caíram no chão.

A verdade: a comida absorve instantaneamente todos os germes do chão quando cai. Então a famosa regra é uma furada.

Os germes não esperam. No momento em que o alimento entra em contato com o chão, qualquer germe que esteja na área vai se transferir para a comida. Bactérias e vírus não pulam ou se movem, então não é como se eles estivessem lentamente subindo em um alimento no chão, aumentando de número a cada segundo. "Inúmeros estudos demonstraram que a comida acumula a mesma quantidade de germes após cair no chão, quer tenha se passado 5 segundos ou 10 minutos", afirma Gerba. Em resumo, a regra é mais psicológica do que científica.
Greg Williams / Pengo / Wikimedia Commons / Via en.wikipedia.org

Os germes não esperam. No momento em que o alimento entra em contato com o chão, qualquer germe que esteja na área vai se transferir para a comida. Bactérias e vírus não pulam ou se movem, então não é como se eles estivessem lentamente subindo em um alimento no chão, aumentando de número a cada segundo.

"Inúmeros estudos demonstraram que a comida acumula a mesma quantidade de germes após cair no chão, quer tenha se passado 5 segundos ou 10 minutos", afirma Gerba.

Em resumo, a regra é mais psicológica do que científica.

O mais importante é onde você derrubou a comida e o tipo de bactérias e vírus do local.

http://www.thinkstockphotos.com/image/stock-photo-floor-tiles/87466104/popup?sq=dirty%20floor%20/f=CPIHVX/p=3/s=DynamicRank
https://www.instagram.com/p/BEg7TF7NJ48/

Caso o chão esteja contaminado com algum patogênico (germes que causam infecções), a comida que entrar em contato com a superfície também será contaminada. Obviamente esse risco depende do "tipo" de chão — um abatedouro é muito pior do que um quarto. Mas carpetes podem ser particularmente perigosos, já que é muito difícil remover bactérias deles. E qualquer área com um fluxo muito intenso é muito ruim, já que todo tipo de coisa pode ser transportada por pessoas e animais.

Fato interessante: quase todo chão que fica em ambientes internos tem coliformes fecais, diz Gerba, que são transportados pelos seus sapatos do banheiro. É, geralmente há cocô e diarreia no chão. Além disso, no chão ainda podem aparecer bactérias infecciosas como Escherichia coli ou salmonela se o cocô for de alguém doente.

Quanto mais grudenta, úmida ou gordurosa for a comida, mais germes ela absorverá.

"Alimentos pouco consistentes têm risco maior porque sua textura faz com que acumulem mais organismos", afirma Gerba. Além de ser bem nojento quando você percebe que há sujeirinhas ou cabelos naquela fatia de queijo ou de maçã que você pegou do chão da cozinha.Alimentos mais consistentes ou "secos" são menos arriscados por não absorverem tanto lixo, diz Gerba. Mas qualquer coisa minimamente úmida ou grudenta é como uma fita adesiva para as bactérias do chão.
Joebelanger / Getty Images / Via thinkstockphotos.com

"Alimentos pouco consistentes têm risco maior porque sua textura faz com que acumulem mais organismos", afirma Gerba. Além de ser bem nojento quando você percebe que há sujeirinhas ou cabelos naquela fatia de queijo ou de maçã que você pegou do chão da cozinha.

Alimentos mais consistentes ou "secos" são menos arriscados por não absorverem tanto lixo, diz Gerba. Mas qualquer coisa minimamente úmida ou grudenta é como uma fita adesiva para as bactérias do chão.

A boa notícia? A maioria dos germes que estão no chão não vão deixá-lo doente.

A maioria das bactérias do chão são do ambiente ou encontradas nos seres humanos — elas podem até ser consideradas "bons germes". "Mesmo que haja um patogênico, a comida tem de cair em uma parte específica do chão e absorver aquele organismo específico para deixá-lo doente", afirma Gerba. As chances de tudo isso ocorrer são relativamente baixas. Sempre há um risco pequeno, no entanto, porque coliformes fecais podem espalhar doenças. Mas não entre em pânico — comer um salgadinho do chão não fará com que você acabe internado em um hospital.
Taylor Miller / Via buzzfeed.com

A maioria das bactérias do chão são do ambiente ou encontradas nos seres humanos — elas podem até ser consideradas "bons germes".

"Mesmo que haja um patogênico, a comida tem de cair em uma parte específica do chão e absorver aquele organismo específico para deixá-lo doente", afirma Gerba. As chances de tudo isso ocorrer são relativamente baixas. Sempre há um risco pequeno, no entanto, porque coliformes fecais podem espalhar doenças. Mas não entre em pânico — comer um salgadinho do chão não fará com que você acabe internado em um hospital.

Basicamente, quando você come algo que caiu no chão, é como se estivesse lambendo as solas dos seus sapatos, afirma Gerba.

Comedy Central / Via giphy.com

A comparação é nojenta, mas esse é provavelmente o modo mais lógico de analisar os germes que passam para sua comida quando ela toca no chão.

"Cerca de 90% dos sapatos possuem bactérias fecais em suas solas, provenientes de humanos ou animais", diz Gerba. Reforçando, na maioria das vezes isso não vai ocasionar uma doença grave, mas ainda é uma questão de higiene e limpeza.

"Se você não se importa e está disposto a assumir os riscos, vá em frente — mas saiba que o risco existe."

Então a regra dos cinco segundos é mais uma desculpa para comer alimentos imundos que você provavelmente deveria limpar ou jogar fora.

Mesmo se o chão estiver limpo e se você não usar sapatos dentro de casa ou no ambiente em que derrubou a comida, não dá para ter certeza que não há germes ali, afirma Gerba. Bactérias são microscópicas, você não consegue vê-las a olho nu. Caso prefira não correr riscos ou se achar que o chão está sujo, jogue fora a comida. Ou, se deixou cair algo com uma superfície lisa, como frutas e vegetais, lave bem na pia. Caso contrário, tenha cuidado.
Instagram: @ahuff3123 / Via instagram.com

Mesmo se o chão estiver limpo e se você não usar sapatos dentro de casa ou no ambiente em que derrubou a comida, não dá para ter certeza que não há germes ali, afirma Gerba. Bactérias são microscópicas, você não consegue vê-las a olho nu.

Caso prefira não correr riscos ou se achar que o chão está sujo, jogue fora a comida. Ou, se deixou cair algo com uma superfície lisa, como frutas e vegetais, lave bem na pia. Caso contrário, tenha cuidado.

OU NÃO DEIXE ESSA COMIDA CAIR POR NADA NESSE MUNDO!

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.