back to top

O que você precisa saber sobre o primeiro debate entre Trump e Hillary Clinton

* Trump disse muitas besteiras. Por exemplo, que Clinton lutou contra a facção terrorista Estado Islâmico (EI) durante "toda a sua vida adulta" — algo impossível, já que o EI surgiu há poucos anos — e repetiu a mentira de que foi contra a Guerra do Iraque e que nunca negou a mudança climática.

publicado

Reportagem por Tasneem Nashrulla, de Nova York; Tarini Parti, Paul McLeod, e Emma Loop em Washington; e Rosie Gray, Ruby Cramer, McKay Coppins, Darren Sands, Kyle Blaine e Adrian Carrasquillo em Hempstead, New York. Tradução e adaptação para o português: Luísa Pessoa.

Pool / Getty Images

* Hillary Clinton e Donald Trump, os dois principais candidatos à Presidência dos Estados Unidos, participaram de seu primeiro debate cara a cara nesta segunda (26). Eles discutiram ferozmente sobre raça, policiamento, comércio e as declarações de impostos não divulgadas de Trump. De maneira geral, Clinton liderou o debate, enquanto Trump ficou na defensiva.

* Trump disse muitas besteiras. Por exemplo, que Clinton lutou contra a facção terrorista Estado Islâmico (EI) durante "toda a sua vida adulta" — algo impossível, já que o EI surgiu há poucos anos — e repetiu a mentira de que foi contra a Guerra do Iraque e que nunca negou a mudança climática.

* O tom de voz e a linguagem corporal de cada candidato foram reveladores. Trump repetidamente interrompeu Clinton. Já ela, às vezes, parecia incrédula com as declarações do rival.

* O BuzzFeed News transmitiu ao vivo o debate (em inglês) com emojis e depois fez uma compilação dos melhores memes do evento.

* Donald Trump fez barulhos estranhos com o nariz e estava com a voz nasalada, o que fez Howard Dean, ex-governador do Estado de Vermont, sugerir que ele havia usado cocaína — mais tarde, o candidato republicano disse que seu microfone estava "com defeito".

* De maneira geral, MUITA coisa aconteceu: uma repórter gritou "thank you, bitch" antes do evento e virou uma celebridade na internet; as pessoas lamentaram a forma como o assunto da tensão racial foi debatido e, bom, houve muitos memes.

Ok, mas vamos com calma. Se você perdeu o debate e quer ver ele na íntegra (em inglês), você pode assisti-lo aqui (e com emojis)!

Facebook: video.php

Os emojis mostram o que estava passando pela cabeça de todo mundo durante o debate.

O momento mais acalorado ocorreu quando os candidatos falaram sobre raça e a atuação da polícia. Entrou em debate a prática "stop-and-frisk" (quando policiais param pessoas consideradas suspeitas na rua para revistá-las).

Donald Trump defendeu a prática e disse que ela deveria ser implementada para combater a criminalidade em algumas cidades do país, como Chicago: "Temos gangues nas ruas. Em muitos casos, de imigrantes ilegais que têm armas e atiram nas pessoas. Temos que ser duros e vigilantes".

O moderador do debate, Lester Holt, então lembrou que o "stop-and-frisk" havia sido declarado inconstitucional em Nova York por atingir majoritariamente e discriminatoriamente "jovens hispânicos e negros".

Trump discordou. Para o republicano, as armas precisam ser tiradas de "pessoas más que não deveriam tê-las". "Você precisa ter o stop-and-frisk."

Clinton, por sua vez, disse que lamentava a forma como Trump via as comunidades negras do país. Segundo ela, há "formas corretas" de proteger a população e "formas ineficientes". "Stop-and-frisk foi considerado inconstitucional em parte porque era uma prática ineficiente."

Para a candidata, existe um racismo sistêmico na Justiça criminal dos EUA e a "epidemia de armas é a principal causa das mortes de jovens negros no país".

Paul J. Richards / AFP / Getty Images

Outro momento tenso aconteceu quando os dois debateram comércio internacional — assunto importante para Trump e seus apoiadores. Para Clinton, Trump vive "em uma realidade própria".

Trump criticou o Nafta (Tratado Norte-Americano de Livre Comércio) como o "pior acordo já assinado" e a Parceria Transpacífico (TPP).

No passado, quando trabalhava como Secretária de Estado do governo Barack Obama, a democrata apoiou a TPP. Depois, em campanha, mudou de posição, dizendo que o acordo prejudicava os trabalhadores americanos.

"Você era totalmente a favor da TPP quando ouviu eu dizer quão ruim ela era, então você disse: 'Eu não posso vencer esse debate'. (...) Então você ouviu o que eu disse e do nada ficou contra a TPP."

"Donald, eu sei que você vive na sua própria realidade, mas isso não é verdade", respondeu Hillary. Segundo a democrata, ela mudou de posição depois que leu a versão final da TPP que seria assinada.

E aqui estão as três principais mentiras contadas por Trump durante o debate.

1. Clinton lutou contra a facção terrorista Estado Islâmico durante "toda a sua vida adulta".

video-cdn.buzzfeed.com

Isso é impossível, já que a fação só surgiu após a invasão do Iraque.

2. Trump disse que ele nunca negou o aquecimento global.

Facebook: video.php

No vídeo:

Hillary Clinton: Pegue a energia limpa. Algum país será o líder em energia limpa no século 21. Donald pensa que a mudança climática é uma farsa espalhada pelos chineses. Eu acho que ela é real.

Donald Trump: Eu não, eu não

Hillary Clinton: Eu acho que a ciência é real

Donald Trump: Eu não disse isso

Hillary Clinton: E eu acho importante que nós...

(...)

Tuíte de Donald Trump de 6 de novembro de 2012:

“O conceito de aquecimento global foi criado pelos chineses e para os chineses para tornar o setor manufatureiro dos EUA não competitivo”

3. Trump disse que foi contra a Guerra do Iraque.

w.soundcloud.com

Acima, uma entrevista antiga (em inglês) com o republicano em que ele diz o contrário.

O BuzzFeed News já havia revelado que essa declaração era falsa em fevereiro deste ano.

O BuzzFeed checou a veracidade das principais declarações de Trump durante o debate. Confira aqui (em inglês).

Trump defendeu sua atitude de insinuar que o presidente Barack Obama não havia nascido nos Estados Unidos.

O empresário fez uma campanha para que Obama apresentasse publicamente sua certidão de nascimento. No entanto, mesmo após o presidente vir a público com o documento, ele continuou insistindo no assunto. "Acho que fiz um bom trabalho", disse Trump.

Clinton respondeu que Trump "começou sua carreira política baseado em uma mentira racista de que o nosso primeiro presidente negro não era um cidadão americano".

Aqui está uma montagem com todos os momentos das fungadas de Trump durante o debate. Ele colocou a culpa no microfone.

Facebook: video.php

Mais tarde, Trump reclamou que seu microfone estava com defeito e levantou a hipótese de que a falha foi intencional, para prejudicá-lo.

Alguns telespectadores brincaram que o barulho parecia com "fungadas".

Talvez o momento mais forte de Trump no debate foi quando ele falou do Estado Islâmico.

O republicano disse que prevenirá ataques terroristas nos EUA cometidos por cidadãos americanos levando uma força da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) ao Oriente Médico para lutar contra o EI. Ele também afirmou que a facção terrorista ganhou força após Hillary Clinton e Barack Obama criarem um "vácuo" na região.

Clinton lembrou que Trump já chamou mulheres de “porcas, patetas e cadelas":

video-cdn.buzzfeed.com

Trump disse que Hillary Clinton não tinha energia suficiente para ser presidente dos EUA.

Ela respondeu a partir de sua própria experiência política como secretária de Estado de Obama e em outros cargos: "Bom, assim que Trump viajar para 112 países para negociar acordos de paz, cessar-fogo, libertação de dissidentes e a abertura de novas oportunidade – ou assim que ele testemunhar durante 11 horas diante de um comitê do Congresso – ele pode vir falar comigo sobre energia".

Veja o bate-boca completo (em inglês):

video-cdn.buzzfeed.com

Leia mais sobre o assunto (em inglês) aqui.

E aqui está uma compilação de todos os momentos que Trump interrompeu Clinton.

video-cdn.buzzfeed.com
Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.