go to content

Atirador mata ao menos cinco e fere oito durante ataque em aeroporto da Flórida

A polícia prendeu um suspeito, que está sendo interrogado. Ele seria um ex-soldado do Exército americano vindo do Canadá — e despachou legalmente, em sua bagagem, a arma usada no ataque.

publicado

Ao menos cinco pessoas morreram e oito se feriram após Esteban Santiago, ex-soldado do Exército dos Estados Unidos, abrir fogo no aeroporto de Fort Lauderdale (Flórida).

Chamada às 12h55 (15h55 em Brasília), a polícia prendeu o atirador no local. Santiago desembarcou de um voo do Canadá, e havia despachado a arma usada no crime legalmente em sua bagagem — a lei americana permite que isso ocorra.

Santiago fez parte do Exército no Alasca e desertou em março de 2015, disse uma autoridade ao BuzzFeed News.

"O atirador está preso, não está machucado. A polícia não disparou nenhum tiro. Ele está sendo interrogado por uma equipe de agentes do FBI e por investigadores da polícia", disse o delegado Scott Israel.

O delegado não informou o tipo de armamento usado no ataque.

O investigador Chip LaMarca disse em um post no Facebook que o suspeito estava em um voo vindo do Canadá — e informou às autoridades que portava uma arma legalmente, em sua bagagem.

Segundo LaMarca, após recuperar a mala, o atirador foi ao banheiro, colocou munição, e voltou atirando na própria área de bagagem.

O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, escreveu no Twitter: "Monitorando a terrível situação na Flórida. Acabei de falar com o governador Scott. Orações a todos. Mantenha-se seguro!".

Em nota, a companhia Air Canada disse: "Estamos profundamente tristes por este trágico evento (...). Felizmente, entramos em contato com nossos clientes e empregados e todos estão seguros".

Reportagem de Tamerra Griffin, Tasneem Nashrulla e Mary Ann Georgantopoulos, de Nova York, e Salvador Hernandez, de Los Angeles.

Este post foi traduzido do inglês.

Contact BuzzFeed News at maggie.schultz+news@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.