Updated on 12 de jul de 2018. Posted on 10 de jul de 2018

    Por que o clipe do Nego do Borel não agradou a comunidade LGBTQ?

    Vestido de mulher, o cantor beija modelo e é acusado de explorar a causa LGBTQ em troca de views.

    O funkeiro Nego do Borel lançou um novo clipe nesta segunda (09) em que aparece vestido de mulher e beijando um modelo, mas desagradou a comunidade LGBTQ.

    Reprodução/Kondzilla / Via youtube.com

    O clipe da faixa "Me Solta" já possui mais de 3 milhões de views e tem roteiro do próprio Nego do Borel.

    No clipe, Borel encarna uma personagem criada por ele chamada "Nega da Borelli".

    Reprodução/Kondzilla / Via youtube.com

    "Reencarnei uma personagem que fazia há tempos para lembrar de forma bem humorada que as pessoas são livres para escolherem o que querem ser. O respeito ao outro tem que estar acima de tudo", enfatizou em nota à imprensa.

    Uma das críticas ao clipe é de que Borel se aproveita da imagem de populações vulneráveis como a transgênera para fazer graça.

    Que o @NegodoBorel faça o que ele quiser com a cara dele, mas que a idiotização a qual ele se presta não venha atravessar as verdades construidas diariamente por tanta gente , visíveis e invisíveis!

    O youtuber Spartakus Santiago foi ao Facebook para explicar por que brincar com o estereótipo da "bicha preta" é ofensivo e por que o clipe é um desserviço à comunidade.

    Muitos também criticaram a tentativa do cantor de explorar a causa LGBTQ para causar polêmica, sendo que ele não é conhecido pelo seu ativismo.

    O G de LGBT não é de Grana, Nego do Borel. Seu clipe é lindo, estética periférica foda, bem filmado, coreô sensa demais, mas pode tirar seu cavalinho da chuva com relação a nossa comunidade que não é com beijinho e paródia escrachada de bicha afeminada que tu vai conseguir algo

    Inclusive, postagens antigas em que Borel interage com Jair Bolsonaro, famoso por suas declarações homofóbicas, ressurgiram para endossar as críticas ao cantor.

    Reprodução/Instagram

    Depois de posar com Bolsonaro e de comentar em uma publicação dele no Instagram, Nego do Borel reforçou as especulações de que apoiaria o político.

    Parece que a intenção de lucrar com o pink money (como é conhecida a economia movimentada por LGBTQs) ficou evidente, mas não é a coisa mais alarmante do clipe.

    eu até concordaria com a ideia de que Nego do Borel tá atrás de pink money se ele ainda tivesse pagando de aliado progressista desconstruído nesse vídeo mas nem isso ele tá só de deboche com a nossa cara mesmo é homofóbico e é misógino

    O espaço que o cantor ainda tem na mídia, mesmo depois de acusações de agredir a namorada e agora de explorar a causa LGBTQ, também foi alvo de críticas.

    Qualquer deslize de uma artista feminina é motivo pra acabarem com sua carreira. Enquanto isso Nego do Borel é acusado de agredir a ex-namorada, apoia Bolsonaro abertamente e agora lançou um clipe vestido de mulher pra se escorar nos LGBT. A hipocrisia e o machismo me dão nojo. https://t.co/AQuPVxf9xC

    Em resumo, a recepção negativa da comunidade LGBTQ mostra sua busca por representatividade.

    Se algum gay se sentiu representado pelo nego do borel, me desculpa, mas precisa rever os conceitos de representatividade, porque eu não me sinto representado, tendo uma imagem distorcida de gay caricato entretenimento pra hetero achar graça, me poupe!

    Veja também:

    Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

    BuzzFeed Daily

    Keep up with the latest daily buzz with the BuzzFeed Daily newsletter!

    Newsletter signup form