• newsbr badge
  • Coronavi­rus Brasil badge

Lucas ficou 2 anos preso por causa de 10g de maconha. Morreu de Covid dias antes de um novo julgamento.

O presídio onde ele morreu tem capacidade para 193 presos – e 159 deles foram contaminados pelo novo coronavírus.

Lucas Morais da Trindade estava deitado no sofá à meia-noite do dia 27 de novembro de 2018, quando policiais entraram em sua casa, na periferia de Espera Feliz (MG), sem mandado. Eles atendiam a uma denúncia de tráfico de drogas. O rapaz tinha menos de dez gramas de maconha no bolso da calça. Foi o suficiente para ser levado preso e condenado como traficante a 5 anos e 10 meses de prisão.

Quase dois anos depois, no último sábado (4), Lucas morreu vítima do novo coronavírus, que contraiu na cela do presídio de Manhumirim (MG). Ele aguardava para 30 de julho o julgamento do recurso que poderia lhe dar a liberdade. Lucas havia completado 28 anos apenas dois dias antes de morrer.

Álbum de família

Lucas, em foto de família.

Lucas trabalhava em um armazém de café. Primeiro com carteira assinada, depois como prestador de serviço. Anos antes, fora condenado por roubo, mas já havia pago sua dívida com a Justiça. "Ele tinha se endireitado. Era um rapaz tranquilo, trabalhador", contou ao BuzzFeed News seu advogado de defesa, Felipe Peixoto, nesta quinta-feira (9).

Reprodução

O atestado de óbito do jovem: coronavírus.

A história de Lucas mudou quando um adolescente abordado pela polícia disse ter comprado maconha dele. O menor de idade o teria reconhecido durante o inquérito policial. Mas, no processo judicial, esse adolescente jamais foi ouvido. Lucas afirmou em juízo não conhecer o adolescente.

"Não foi encontrada balança, droga, nada que indicasse que ele seria traficante. A polícia encontrou apenas uma porção de maconha. Eram menos de dez gramas. E o Lucas mesmo afirmou que a maconha era dele e que era usuário", disse o advogado.

Na sentença, o juiz Leonardo Bergamini considerou como prova plásticos de sacolé encontrados na casa. Lucas foi condenado em setembro do ano passado aos 5 anos e 10 meses de prisão.

Ele ficou detido no presídio de Manhumirim até ser encontrado desmaiado na cela na manhã de sábado. O boletim de ocorrência informa que a Polícia Militar foi acionada e o encaminhou para o hospital local, onde Lucas chegou com uma parada cardíaca. Ele morreu no hospital.

Reprodução

A Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais (Sejusp) afirmou que Lucas estava com Covid-19 desde o dia 25 de junho. "Entretanto, até a última sexta-feira (3/7), não apresentava qualquer sintoma da doença. Também não tinha histórico de outras doenças nem fazia uso contínuo de medicamentos", diz a nota da Secretaria.

Segundo a nota da Sejusp, a morte ainda está sendo investigada, "em razão da possibilidade de o óbito estar atrelado a uma suposta ação de outro detento".

O presídio de Manhumirim, na Zona da Mata mineira, tem capacidade para 193 presos. A lotação atual não foi divulgada pelo governo, que diz não informar esses dados por "questões de segurança'. Entre os presos, segundo levantamento feito pela Sejusp às 10h desta quinta-feira, 159 foram diagnosticados com o novo coronavírus.

Tatiana Farah é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ela pelo email tatiana.farah@buzzfeed.com.

Contact Tatiana Farah at Tatiana.Farah@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here

Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.