• newsbr badge

Folha Política, famosa por espalhar fake news, só foi banida hoje do Facebook

Rede social eliminou 68 páginas e 43 contas ligadas ao grupo Raposo Fernandes Associados. O motivo é uso de contas falsas e spam.

O Facebook removeu nesta segunda-feira (22) a Folha Política e mais 67 páginas e 43 contas associadas ao grupo Raposo Fernandes Associados (RFA), um dos mais importantes braços das redes sociais. A Folha Política figura como uma das propagadoras de notícias falsas da internet de viés de direita.

Em maio, o UOL revelou que os donos da RFA receberam dinheiro do líder do PSL na Câmara, o deputado Delegado Francischini, do Paraná, para atuar nas redes sociais do deputado. Foi um pagamento de R$ 24 mil.

Hoje mesmo, há uma matéria sobre Francischini, cujo título dá a entender que um delegado pediu buscas na sala onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso, em Curitiba. O "delegado", no entanto, é o deputado, que fez o pedido na condição de parlamentar.

Ou seja, o delegado não é encarregado de qualquer inquérito ou investigação sobre o ex-presidente.

Reprodução

Outra página famosa derrubada hoje é a Movimento Contra a Corrupção (MCC). O movimento foi criado pelos donos do grupo RFA durante os protestos de 2013.

Também fazem parte do grupo as páginas Correio do Poder, Política na Rede, Portal Curió e Humor 13.

As páginas foram eliminadas, segundo o Facebook, por violação da políticas de autenticidade e de spam da rede social.

Reprodução/ Facebook

"As pessoas por trás da RFA criaram Páginas usando contas falsas ou múltiplas contas com os mesmos nomes, o que viola nossas políticas. Eles então usavam essas páginas para publicar uma grande quantidade de artigos caça-cliques, com o objetivo de direcionar as pessoas para seus sites fora do Facebook. Esses sites, por sua vez, têm uma grande quantidade de anúncios programáticos e pouco conteúdo, funcionando como 'fazendas de anúncios'", afirmou o Facebook em comunicado à imprensa.

Segundo o Facebook, o banimento das páginas aconteceu porque "estavam usando contas falsas e repetidamente publicando spam -, e não pelo conteúdo que estavam postando".

A RFA é um grupo criado pelo casal Ernani Fernandes Barbosa Neto e Thais Raposo do Amaral Pinto Chaves. Os dois têm a empresa Novo Brasil Empreendimentos Digitais Ltda, que foi aberta em setembro do ano passado na Junta Comercial de São Paulo.

É por essa firma que o casal recebeu dinheiro _ cerca de R$ 24 mil _ do delegado Francischini. Segundo o site Intercept Brasil, o PRTB, partido do vice de Bolsonaro, Hamilton Mourão, também deu dinheiro ao casal da RFA.

Reprodução/Facebook

O BuzzFeed News não conseguiu entrar em contato com os advogados do grupo Raposo Fernandes Associados.


Tatiana Farah é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ela pelo email tatiana.farah@buzzfeed.com.

Contact Tatiana Farah at Tatiana.Farah@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here

Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.