Posted on 13 de jun de 2018

    13 dicas para mulheres terem sexo seguro com outras mulheres

    Sim, mulheres lésbicas/bis precisam se cuidar também.

    1. É sério, mulheres. Levem isso A SÉRIO!

    Shutterstock

    "Proteção? Para quê?"

    Médicos afirmam: "Sexo entre mulheres nem sempre é seguro." Saúde sexual é importante para todos – independentemente da sua idade, do seu sexo ou de sua orientação.

    2. Muitas mulheres acham que fazer sexo com outras mulheres é uma prática de "baixo risco", mas muitas DSTs são transmissíveis mesmo no sexo entre mulheres.

    imgur.com

    Algumas práticas sexuais exigem um pouco mais de flexibilidade do que outras, é claro – mas estamos falando aqui de níveis de risco com relação a infecções e transmissão de doenças. Práticas consideradas de baixo risco incluem "abraço, toque, massagem e masturbação." Muitas mulheres acham que fazer sexo com outras mulheres é uma prática de "baixo risco", mas muitas DSTs são transmissíveis mesmo no sexo entre duas mulheres.

    3. Só porque VOCÊ não faz sexo com homens, não quer dizer que você não tem contato sexual com homens.

    gifemotions.tumblr.com

    Algumas mulheres que se identificam como lésbicas ou bissexuais já fizeram sexo com homens em algum momento. Então, se você ou sua parceira fizeram sexo com um homem – especialmente sexo sem proteção – seu risco de contrair certas DSTs é comparável ao das mulheres heterossexuais. Felizmente, a maioria das DSTs mais comuns são totalmente tratáveis.

    4. Você sabe o que são barreiras dentais?

    condommonologues.com

    As barreiras dentais são peças quadradas feitas de látex fino, utilizadas por dentistas durante cirurgias orais. No entanto, estas barreiras têm sido utilizadas por casais durante o ato sexual como forma de prevenção contra as infecções sexualmente transmissíveis, uma vez que previnem a troca de fluidos.

    Curiosidade: você também pode usar um preservativo masculino!

    5. Nunca subestime a importância de uma boa manicure.

    giphy.com

    Não é apenas por consideração à sua parceira, isso também é uma questão de higiene e segurança. Qualquer prática sexual que possa causar cortes ou sangramentos na mucosa vaginal aumenta o risco de contágio e infecção. Por isso, mantenha suas unhas bem aparadas para evitar acidentes indesejáveis.

    6. Falando em mãos, lave-as antes, depois e basicamente sempre que possível.

    media.giphy.com

    Por favor!

    7. Aqueles dias do mês aumentam as chances de transmissão para várias doenças.

    E não é simplesmente culpa da menstruação, e sim porque doenças como o vírus causador da AIDS são transmitidas através do contato com o sangue. Se você e sua parceira já fizeram todos os testes, e nenhuma das duas apresentou problemas, então não há porque se preocupar.

    8. Quem ama compartilha, desde que não sejam seus brinquedos.

    pandawhale.com

    Se você usa brinquedos sexuais e vibradores, limpe-os cuidadosamente antes de compartilhá-los. Você também pode usar preservativos, ou apenas não compartilhar seus brinquedinhos. Egoísta? Nada, é só questão de segurança.

    9. Você sempre deve prestar atenção no que acontece lá em baixo.

    itsyoursexlife.com

    Isso não significa só fazer um autoexame e conhecer sua condição "normal" – significa também que você precisa ir ao médico regularmente, e não só quando tem algo errado.

    10. VÁ AO GINECOLOGISTA!

    media.giphy.com

    O consultório do ginecologista pode ser assustador para as mulheres lésbicas e bissexuais, especialmente por conta de a maioria das perguntas serem baseadas em hábitos sexuais heterossexuais. "Esse fato, combinado ao medo de sofrer preconceito, que pode ser intensificado por todas essas assunções heterossexistas, pode fazer com que moças lésbicas fiquem relutantes em discutir seu histórico sexual com um médico. Até mesmo, ou talvez especialmente, quando seu histórico sexual inclui homens," explica a Dra. Elizabeth Boskeyem no seu artigo Safer Sex For Lesbians (Sexo Seguro para Lésbicas). Não tenha medo, um diálogo aberto vai ajudar o médico a entender sua situação e acelerar seu exame. Seja corajosa, você só tem a ganhar.

    11. Quando tiver dúvida, fique calma e faça um exame. É o único jeito de saber o que você tem.

    thebusinessweave.tumblr.com

    "Você está bem. Repita 8 vezes."

    12. Vamos ser honestas, a melhor forma de proteção é ter um diálogo franco e aberto com sua parceira.

    media.giphy.com

    Mesmo que seja esquisito/assustador/estranho – você ficará feliz em ter feito isso.

    13. O mais importante de tudo: Relaxe e divirta-se.

    media.giphy.com

    Afinal, é para isso que o sexo serve, não é?

    Veja também:

    Quanto você sabe sobre sexo gay?

    Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

    A tradução deste post (original em inglês foi editada por Victor Nascimento.

    Want to be the first to see product recommendations, style hacks, and beauty trends? Sign up for our As/Is newsletter!

    Newsletter signup form

    Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

    Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.