1 de jun de 2018

    12 histórias de masturbação que vão te fazer se contorcer de vergonha

    Para ler com uma mão no mouse e a outra... na consciência!

    1. Não creio!

    "Morávamos minha mãe, meu irmão e eu, que sou mulher. Quando era adolescente, acesso a pornografia era difícil, era só por revistas e CDs mesmo. Já encontrei tanta porcaria no quarto do meu irmão que não cabe num relato só, então estava acostumada. Certo dia, encontrei um vídeo no único computador da família. Era uma mão masturbando um pênis. Mas achei estranho, porque minha mãe nunca teria interesse em pornografia, então... só podia ser meu irmão quem baixou aquilo. 'Por que ele veria um cara se masturbando?', pensei primeiro. Aí reconheci a mão por uma pulseira que meu irmão usava. Que merda, tinha acabado de ver meu irmão se masturbando até gozar... Nunca contei, porque aquela imagem foi nojenta demais. Sorte a minha de não ter visto o vídeo com interesse sexual. Nunca me perdoaria se me masturbasse vendo meu irmão se masturbar, ecaaaaa!" - Anônima.

    2. Desculpa, Deus.

    "Quando comecei a me aventurar por esse mundo de sexo comigo mesma, eu era muito mais próxima da religião do que sou hoje em dia. Eu sempre me masturbava e logo depois rezava. Eu nunca podia rezar antes, porque senão nada de DJ. Hoje nem rezo mais, prioridades né". - Alicia

    3. Climão na família.

    "Estava viajando com meus pais e planejando de chegarmos na parte da tarde em casa, mas acabamos chegando de manhã. Desci do carro tranquilamente e me dirigi ao meu quarto, quando abri a porta, me deparei com meu irmão (que nem morava mais em casa) com a mão na massa. Segue o breve dialogo que se seguiu:

    Ele: "O que tá fazendo aqui?"

    Eu: "Eu? Eu moro aqui!"

    Silêncio constrangedor enquanto fecho a porta. Depois de uns cinco minutos ele aparece na sala (até hoje não sei se ele tava terminando o serviço ou era apenas vergonha)". - Anderson Souza

    Gam1983 / Getty Images

    4. Pelo bem da ciência.

    "Eu participei de um minicurso de reprodução assistida na faculdade. Daí os professores pediram que algum dos alunos arrumasse uma amostra de esperma. Todos mega constrangidos, mas um corajoso decidiu doar. Ele foi para o banheiro e todo mundo do lado de fora esperando (detalhe: não tinha nada de "estímulo"). Ele demorou, saiu todo suado e todo mundo bateu palmas pra ele com o potinho cheio na mão! A aula deu certo e ele todo orgulhoso ao ver seus 'meninos' no microscópio". - Anônimo.

    5. Tal pai, tal filho.

    "Eu acho que eu tinha uns onze anos e estava no meu quarto assistindo 'Cine Privê'. Minha mãe entra no quarto e me pega esfolando o Malaquias. Ela começou a gritar e foi chamar o meu pai. Quando ela entra no quarto dele (eles dormem separados por motivo de ronco) ele também estava vendo o mesmo filme e fazendo o mesmo que eu". - Anônimo

    6. Fecha essa janela.

    "Eu estava sozinha em casa, minha mãe estava trabalhando e meus irmãos na escola. Resolvi me masturbar e, por precaução, tranquei a porta e fechei a janela.

    Comecei e estava tão concentrada que não ouvi que alguém estava batendo na porta. Só me dei conta quando vi a janela se abrir. Meu irmão foi liberado mais cedo da escola e como ninguém abria a porta ele decidiu entrar pela janela. Me flagrou nua com um travesseiro entre as pernas. Nem eu, nem ele comentamos o ocorrido. Foi a maior vergonha que já senti na vida". - Anônima

    Ljupco / Getty Images

    7. Vovó????

    "Fui criada pela minha avó paterna e dormíamos no mesmo quarto. Eu sempre tive um sono de pedra, mas certa noite acordei ouvindo uns gemidos. Abri os olhos e vi minha avó de olhos fechados, com a mão entre as pernas e gemendo 'ai que delícia'. Eu peguei a minha avó se masturbando. Uma lembrança que eu tentei esquecer, mas não consigo." - Anônima

    8. Rimos muito. Broxamos.

    "Era uma das minhas primeiras vezes e nem eu mesma me conhecia. O menino veio fazer o DJ se achando o mestre na arte dos dedos. Só que até hoje, não sei porquê, senti um pouco de cócegas. Lá mesmo. Só que ele achou que eu tinha adorado e não apenas continuou como também aumentou a velocidade! Gargalhei. E alto! Broxamos ele e eu..." - Anônima

    9. Tarde demais.

    "Um dia fui aproveitar que estava sozinho em casa na cama de casal dos meus pais. Pornozão no celular e estava lá sem observar a movimentação na casa, quando vejo a porta da sala abrindo, com meu pai entrando. Nesse mesmo momento eu pulei e corri pro banheiro e me tranquei rezando que ele não tivesse visto. Passa dois minutos ele vem bater na porta do banheiro perguntando o que eu estava fazendo e deu pra perceber que ele não conseguia parar de rir". - Anônimo.

    Natasaadzic / Getty Images

    Throwing dice. Gambling concept.

    10. Dá o play!

    "No auge do descobrimento da minha sexualidade eu usava o controle do videogame que vibrava pra me masturbar lendo contos numas revistas da minha mãe. Até que um dia meu pai perguntou porque os controles todos estavam com cheiro de pomba". - Anônima

    11. Vai que cola.

    "Durante a faculdade eu morei em um pensionato só de meninas e um belo dia, estava carente, acordei com aquela vontade de tocar umazinha. Só que eu dormia em beliche então tive medo da menina da cama de cima perceber. Fui pra sala, sentei no sofá e comecei a me masturbar com cabeça jogada pra trás no encosto, quando aparece a minha colega na porta. Minha reação na hora foi deixar a mão dentro da calça, colocar a outra na testa e dizer que estava morrendo de cólicas. Não sei se a menina se convenceu. Nunca tocamos no assunto". - Anônima.

    12. Não precisa explicar...

    "Meu bebê estava começando a engatinhar e eu estava super animada. Eis que um dia ele finalmente conseguiu, bem na hora que o pai estava no banho. Eu não aguentei esperar e entrei correndo no banheiro pra contar pra ele. Nessa hora minha alegria foi para o ralo. Peguei ele no meio do ato! Fiquei toda sem graça e sai sem dizer nada. Ele terminou o banho e tentou me explicar (ou enrolar) dizendo que só estava lavando o amigo!" - Anônima

    Veja também: