As 14 maiores vergonhas que as pessoas já passaram em família

    Família é tudo igual, mas é uma história melhor que a outra.

    Pedimos que os membros do grupo do BuzzFeed Brasil no Facebook contassem as maiores vergonhas que já passaram em família. Reunimos aqui algumas das melhores histórias.

    1. "Um tio meu foi encontrado dentro do guarda-roupa."

    "Natal de 2014, quando a família quase toda ficou bêbada. A ex do meu tio foi parar em cima do capô do carro e rolava em cima como se fosse a palheta do parabrisa, um tio meu foi encontrado dentro do guarda-roupa no dia seguinte, eu fiquei tão bêbado que não sentia minhas pernas e ia rastejando pela casa. Quanto ao resto, só deu PT mesmo." — Kaike Renes

    2. "O padre parou até de mastigar."

    "No aniversário da minha avó fizemos um almoço em família e chamamos o padre da nossa paróquia. Eu estava no celular conversando com um amigo, e ele me mandou um link pra trollar uma outra amiga nossa. Quando eu cliquei no link, começou a tocar o gemidão. Tipo, meu celular tava no último volume. Todo mundo parou de conversar e o padre parou até de mastigar. Enfim, nem consegui prestar atenção porque fiquei paralisada olhando pra parede com o celular na mão e o gemidão tocando." — Maria Eduarda de Almeida

    3. "Não sei por que meu pai convida tanta gente que não é da família!"

    "Esses dias estava tendo uma festa em casa e meu pai convidou muita gente que eu não conhecia. Eu já estava meio pistola porque tinha uma galera meio sem educação e comentei com a minha tia: 'Não sei por que meu pai convida tanta gente que não é da família! Tinha um cara de camisa laranja aqui agora há pouco revirando a geladeira, deu vontade de mandar ele embora!' Ela riu sem graça e saiu sem falar nada...

    Minutos depois ela me apresenta o novo namorado — o único vestindo laranja na festa." — Camila Sant'ana

    4. "Pô, fala sério, trazer criança pra um lugar desses, isso lá é mãe?"

    "Estava na festa de aniversário de 30 anos uma amiga, muita bebida, cigarro etc. Estava no início de um namoro, fui ajudar a organizar as bebidas e uma menina veio ajudar. Quando olhei pro salão tinha uma mesa com uma senhora e duas crianças de sete e dois anos. Comentei com a menina que estava me ajudando: 'PUTA QUE PARIU, é muita irresponsabilidade trazer crianças pra uma festa dessa, né??' A menina sorriu e perguntou: 'Quê?' Eu completei: 'Pô, fala sério, trazer criança pra um lugar desses, isso lá é mãe?' A menina não respondeu, mas parou de me ajudar e foi pra mesa.

    Aqueles eram os filhos e a mãe dela.

    A menina é irmã do namorado na época.

    Eu casei com esse menino." — Liz Reis

    5. "Nós saímos felizes e gritando no meio de todo mundo que acharam piolho na nossa cabeça."

    "Quando eu tava na pré-escola, a professora resolveu olhar a cabeça das crianças pra ver se tinha piolho e dar o shampoo pra poder matar. Aí meu primo e eu fomos os únicos que não ganhamos o shampoo, mas começamos a chorar e a professor resolveu dar pra gente se acalmar. Quando minha mãe e minha tia foram nos buscar, nós saímos felizes e gritando no meio de todo mundo que acharam piolho na nossa cabeça. Aí meu primo gritou: 'Mãe, na minha tinha até uma barata!'

    Minha mãe quase morreu de vergonha e meu primo levou uma surra que nunca mais esqueceu." — Iago Pavani Almeida

    6. "De repente eu grito 'EU QUERO CAGAR!'"

    "Quando eu era criança, tinha tanta vergonha de falar que queria ir ao banheiro que meu intestino era super ressecado. Então meus pais falaram: 'Filha, cagar é normal, todo mundo caga, não precisa ter vergonha de ir ao banheiro por isso.'

    Pois bem. Um dia estávamos todos reunidos na casa do meu avô, a parentada toda na beira da mesa almoçando, e de repente eu grito 'EU QUERO CAGAR!' e minha mãe olha pra mim com aquela cara de quem gostaria de me mandar calar a boca. E eu ainda repeti: 'EU QUERO CAGAAAAAAAR!!!'

    Ela me levou ao banheiro, eu tava meio ressecada, fiz o serviço pela metade e ainda voltei pra mesa falando em alto e bom som: 'EU CAGUEI SÓ UM POUCO, AINDA SOBROU BOSTA!'" — Ju Lhana

    7. "Na bolsa tinha nada mais nada menos que um vibrador ENORME."

    "Quando eu tinha uns seis/sete anos, estava procurando uma lancheira com a minha mãe nos armários de casa. Aí eu encontrei uma bolsa em que eu guardava umas tralhinhas minhas, mas pelo formato não eram elas (pobre criança). Então eu abri e tinha nada mais nada menos que um vibrador ENORME. Na mesma hora eu chamei o meu irmão mais velho e saímos balançando o vibrador por toda a casa, na frente das minhas tias, meus primos, avós e tudo mais." — Anônimo

    8. "Hoje eles contam isso rindo, mas na hora foi tenso."

    "Diz a lenda que o pai da minha mãe era bem generalzão. Aí quando minha mãe foi apresentar meu pai (primeiro namorado e tudo aquilo) pra ele, tava todo mundo da casa supernervoso. Nessa meu pai chega, cumprimenta e tal e minha vó oferece pra fazer chá (meu pai detesta chá, mas, né, não ia fazer a desfeita). Só que minha vó nervosa NÃO PÔS AS FOLHAS NO CHÁ e serviu água quente com açúcar pro meu pai (meu vô tomou café). E ele ainda pergunta: 'TÁ BOM O CHÁ?' (com aquela cara de 'fala que não tá bom pra você ver'). Aí meu pai bebeu toda a água quente com açúcar, pensando 'nossa, a situação financeira deve estar difícil", HAUAUHUAHUAHHAU. Hoje eles contam isso rindo, mas na hora foi tenso." — Letícia Duarte

    9. "Nunca mais os parentes vieram em casa."

    "Euzinha, 5 anos.

    Tinha visita em casa, uns parentes por parte de mãe e uns primos distantes. Minha mãe tava na sala com eles e eu tava andando pelo corredor. Acho que meu pai estava no banho quando chegaram, porque é o único motivo de ele ter saído de toalha amarrada na cintura do banheiro (que ficava na frente da sala). Como se já não bastasse essa vergonha, passei pelo meu pai e puxei a toalha dele (???), KKKKKKKKKKKKKKK.

    E FOI ASSIM QUE TODOS VIRAM O MALAQUIAS DO MEU PAI.

    Minha mãe não sabia onde enfiar a cara, apanhei bastante. Nunca mais os parentes vieram em casa." — Amanda Fidalgo

    10. "Quase que meus pais vão parar na delegacia."

    "Meu pai fazia caipirinha todo domingo antes do almoço. Eu pedia e ele me dava. Na real, o que ele me dava era um copo do suco antes de adicionar a cachaça, e eu sempre achei que aquilo fosse caipirinha. Limonada era suco aguado de saquinho, caipirinha era o suco do limão espremido/socado. Isso na minha cabeça de criança, né. Até o dia em que fomos a um restaurante, o garçom passa perguntando quais seriam as bebidas e eu peço caipirinha. Minha mãe soltou um sonoro 'NÃO' meio sem graça na frente do garçom, mas eu continuei insistindo e falando que tomava caipirinha todo domingo e queria caipirinha, sim. Foi um grande embaraço e quase que meus pais vão parar na delegacia." — Darlan Costa

    11. "Quando calei a boca passou a cena em que ele cheira cocaína na bunda de uma prostituta."

    "Depois de um almoço de Páscoa na casa do meu namorado, chamei a família pra sala pra assistirmos a um filminho. No dia anterior uma amiga minha estava dizendo o quanto 'O Lobo de Wall Street' era legal, só que... ela não falou que não era um filme de família. Coloquei o filme. A primeira cena era bem picante, e a segunda também... As duas avós dele ficaram horrorizadas, então eu disse: 'Gente, é só esperar um pouquinho que melhora.' Quando calei a boca passou a cena em que ele cheira cocaína na bunda de uma prostituta. Eu quis morrer. Meu namorado colocou outra coisa e foram curtir uma programação mais light. Eu não tive mais ânimo. 😪 Até hoje ele ri disso." — Denise Klelia

    12. "Ouvimos um diálogo desnecessário durante o coito."

    "Eu ouvi meus avós transando. Eu e meus primos estávamos dormindo no quarto ao lado, minha avó era meio surda, então falava alto. Ouvimos um diálogo desnecessário durante o coito. Ambos tinham 80 e poucos anos." — Mayara Cardoso

    13. "Eu era criança e minha mãe arrumou um boy lindo."

    "Eu era criança e minha mãe arrumou um boy lindo. Ele foi lá em casa pra vê-la e na hora que ele chegou ela estava no banheiro e me pediu pra atender a porta.

    Abri a porta, falei 'oi, minha mãe tá no banheiro cagando' e fechei a porta." — Fernanda Lemes Gomes

    14. "Minha vó tinha feito uma cirurgia de hemorroida e estava no banheiro gemendo."

    "Euzinha, Amanda Oliveira, com cerca de quatro/cinco anos. Minha vó tinha feito uma cirurgia de hemorroida e estava no banheiro gemendo. Eu, uma criança muito religiosa, pedi pra fazer uma oração pra ela melhorar. Só que a minha oração foi a seguinte: 'Diabo desgraçado, sai do cu da minha vó', HAHA. Esta história é lembrada até hoje." — Amanda Oliveira

    Veja também:

    Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

    Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

    Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.