• newsbr badge

Os executivos do "The Ellen Show" prometem mudanças após acusações de má conduta, mas os funcionários continuam céticos

"É o fim de qualquer cultura de medo", os produtores executivos disseram aos funcionários.

Dave Kotinsky / Getty Images

Os produtores executivos do The Ellen DeGeneres Show conversaram com os funcionários em uma série de reuniões pelo Zoom prometendo "mudanças concretas" em meio às acusações de racismo e má conduta sexual nos bastidores, de acordo com fontes.

"É o fim de qualquer cultura de medo", os produtores executivos Andy Lassner, Mary Connelly e Derek Westervelt disseram aos funcionários.

Em vez de fazer uma única reunião de equipe com todos os colaboradores, Lassner, Connelly e Westervelt realizaram reuniões separadas pelo Zoom com os diferentes departamentos do programa. Os produtores executivos também disseram aos funcionários que "não sabem nada sobre a investigação" e que eles serão atualizados "à medida que a investigação se desenrolar". Eles também constataram a falta de supervisão em relação ao rápido crescimento do programa ao longo dos anos e deram aos funcionários o nome de um representante específico do RH com quem eles poderiam compartilhar algum comentário ou preocupação.

As reuniões se seguiram aos recentes relatos do BuzzFeed News nos quais dezenas de antigos funcionários de Ellen disseram que os produtores executivos se envolveram em má conduta ou assédio sexual desenfreado. Outra matéria do BuzzFeed News de meados de julho detalhando relatos de ex-funcionários sobre racismo, medo e intimidação por parte dos principais gestores também levaram a Warner Bros. a iniciar uma investigação interna.

"The Ellen DeGeneres Show é, e sempre almejou ser, algo que traz positividade para o mundo. E, embora nem todas as denúncias tenham sido comprovadas, ficamos decepcionados pelos resultados preliminares da investigação indicarem algumas deficiências relacionadas à administração cotidiana do programa", a Warner Bros. disse em um comunicado na quinta-feira. "Indicamos diversas mudanças de pessoal, além de medidas adequadas para abordar os problemas levantados, e estamos dando os primeiros passos para implementá-las.”

Fontes contaram ao BuzzFeed News que não houve menção ao produtor executivo Ed Glavin nas reuniões do Zoom na segunda-feira. Cinco mulheres que trabalhavam no programa acusaram Glavin de tocá-las de uma maneira que as deixaram desconfortáveis, colocando a mão em volta e abaixo da cintura e alisando seus ombros e costas. Dezenas de ex-funcionários também disseram que Glavin "tinha fama de ter uma mão boba com as mulheres", principalmente na sala de controle.

Glavin não respondeu às solicitações de comentários do BuzzFeed News a respeito das alegações.

Um(a) ex-funcionário(a) de longa data disse que eles estão preocupados por não ter havido nenhum anúncio formal sobre Glavin.

"Eu acho bem flagrante que esse homem possa fazer o que fez por 17 anos e ainda manter seu salário e não ser despedido", disse.

O(a) ex-funcionário(a) também disse que DeGeneres "não apenas fechou os olhos" para o que mais de 50 ex-funcionários chamaram de ambiente de trabalho tóxico.

"Você não pode chegar para um público grande como o dela todo santo dia durante 17 anos e dizer as palavras 'sejam gentis uns com os outros' e fazer o que ela fez", disse.

Um(a) funcionário(a) de longa data que ainda trabalha no programa disse ao BuzzFeed News estar cético(a) em relação às verdadeiras mudanças que serão feitas pelos produtores executivos, pois "ninguém está se responsabilizando; eles só deram desculpas".

Tony Okungbowa, que foi DJ no The Ellen Show de 2003 a 2006 e, depois, de 2007 a 2013, falou sobre sua experiência no programa em uma postagem no Instagram na terça-feira.

"Embora eu seja grato pela oportunidade que isso me proporcionou, realmente vivenciei e senti a toxicidade do ambiente", Okungbowa escreveu. "E estou ao lado dos meus ex-colegas em sua missão para criar um ambiente de trabalho mais saudável e inclusivo à medida que o programa segue adiante."

Este post foi traduzido do inglês.

Krystie Yandoli is an entertainment reporter for BuzzFeed News and is based in New York.

Contact Krystie Lee Yandoli at krystie.yandoli@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here

Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.