• newsbr badge

Caso Fifa: testemunha afirma que Del Nero e Marin receberam propina de US$ 4 milhões

No julgamento do caso Fifa, dirigente de empresa reclamou que brasileiros cobravam propina mas não davam instruções de como receber o dinheiro. Del Nero nega as acusações.

by ,
Nelson Almeida / AFP / Getty Images

Marco Polo Del Nero e José Maria Marin.

O apelido "brasileiro" era usado para se referir a Marco Polo Del Nero, atual presidente da Confederação Brasileira de Futebol, como um dos recebedores de propina.

No total, de acordo com uma testemunha do caso Fifa, em Nova York, o atual presidente da CBF recebeu quase US$ 4 milhões junto com José Maria Marin, seu antecessor no cargo.

Marin e Ricardo Teixeira, outro ex-presidente da CBF, também levavam a mesma alcunha, de acordo com uma testemunha do caso Fifa no julgamento que acontece em Nova York.

Nesta quarta-feira (29), quem depõe é Eladio Rodriguez. Ele era dirigente da empresa argentina Torneos, que administrava os direitos de transmissão da Libertadores e da Copa Sul-Americana.

Ele fez um acordo de delação com o governo americano, em março deste ano. Eladio Rodriguez passou a colaborar com as investigações e pagou multa de US$ 675 mil.

Sobornos a Jose Maria Marin y Marco Polo del Nero fueron hechos con el sobrenombre "Brasileiro" según testimonio de… https://t.co/ithSkpJuCi

De acordo com Eladio, o codinome "brasileiro" era usado na lista de propinas da empresas como forma de controlar as propinas para Del Nero, Marin e Teixeira.

Segundo ele, José Maria Marin, que está preso em Nova York, e Marco Polo Del Nero receberam US$ 3 milhões pela Copa América.

Esse pagamento, de acordo com a testemunha, ocorreu em 5 de julho de 2013. Houve, ainda, US$ 900 mil, referentes à Libertadores, que foram pagos um mês antes, no dia 7 de junho.

Eladio Rodriguez apresentou uma espécie de livro com dados das transações, que ele mantinha em segredo num servidor no Uruguai.

Outro citado no mesmo contexto é Julio Grandona, ex-presidente da confederação argentina, morto em 2014. Ele tinha o codinome “Papa” e recebia em dinheiro vivo. No total, quase US$ 5 milhões. Esse foi um exemplo de anotação "5/8/13 Entrega efectivo al Papa $300,000".

De acordo com o depoimento, Alejandro Burzaco, chefe de Eladio, disse que estava preocupado, mas depois autorizou o pagamento de US$ 900 mil. Ele mandou um e-mail: "vamos correr o risco!".

In May 2013, Jose Maria Marin and Marco Polo del Nero asked for a $900,000 bribe for Copa Libertadores to be paid i… https://t.co/q6K0C1MJYe

RECLAMAÇÃO

No depoimento, Eladio disse que reclamava da relação com Marin e Marco Polo Del Nero, que cobravam a propina mas não davam instruções de como receber o dinheiro. "Para nenhum deles tenho formas de cumprir e a culpa é deles", registrou Eladio em e-mail a seu chefe, Alejandro Burzaco.

"¡¡¡Que no se hagan los boludos y ponerse de malhumor ¡¡¡ para ninguno de ellos tengo formas de cumplir, y en todo… https://t.co/tDbDErDho5

Procurado pelo BuzzFeed News, o advogado de Marco Polo Del Nero, José Roberto Batochio, negou as acusações e criticou o depoimento.

"É um depoimento inseguro, movediço. Não merece credibilidade e não é verdade. Marco Polo não recebeu qualquer valor. Se recebeu, quando? Qual a conta? Qual banco? Uma acusação dessa só deveria vir a público com essas informações. Porque falar é grátis, pode falar qualquer coisa", disse o advogado.

Veja também:

Globo pagou propina por direitos da Libertadores e da Sulamericana, diz delator do caso Fifa

Ken Bensinger is an investigative reporter for BuzzFeed News and is based in Los Angeles. He is the author of "Red Card," on the FIFA scandal. His DMs are open.

Contact Ken Bensinger at ken.bensinger@buzzfeed.com.

Filipe Coutinho é repórter do BuzzFeed News, em Brasília

Contact Filipe Coutinho at filipe.coutinho@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here

Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.