• newsbr badge
Updated on 29 de nov de 2019. Posted on 28 de nov de 2019

Foi assim que criaram os impressionantes créditos iniciais de "Anne With An E"

Veja todos os belos detalhes que você pode ter deixado passar.

Se você está assistindo "Anne With an E" na Netflix — baseada no adorado livro de L.M. Montgomery, "Anne de Green Gables" — você provavelmente já notou a impressionante sequência de abertura.

Netflix

A sequência é baseada em oito pinturas personalizadas do artista Brad Kunkle, e foi criada pela Imaginary Forces, o estúdio de produção responsável pelas sequências de abertura de "Stranger Things", "Jessica Jones" e "Mad Men" (entre muitas outras).

Veja com exclusividade os bastidores do processo abaixo:

Facebook: video.php

O BuzzFeed News conversou com Alan Williams, diretor criativo da Imaginary Forces, Aleen Kim, chefe de produção da Imaginary Forces, e Brad Kunkle sobre o significado oculto por trás da linda abertura e sobre todos os detalhes que você pode ter deixado passar.

Netflix

As oito pinturas de Kunkle são todas compostas de óleo sobre linho ou madeira, e ele levou cerca de três semanas para concluir todas.

Courtesy of Brad Kunkle

As três que ele pintou da atriz Amybeth McNulty, que interpreta Anne na série, foram baseadas em fotos tiradas no set durante a gravação da série no Canadá.

Courtesy of Imaginary Forces

McNulty estava com maquiagem completa e figurino exuberante para as fotos.

Para criar a sequência em si, Williams e sua equipe pegaram as pinturas de Kunkle e as projetaram em modelos digitais 3D — tomando cuidado para não mudar a aparência principal do trabalho original.

Courtesy of Imaginary Forces

A sequência atravessa todas as estações, começando no inverno e terminando no outono.

Netflix

Williams queria que a transição entre estações representasse a jornada emocional de Anne. O inverno simboliza seu "passado sombrio e triste no orfanato e nos diferentes lares horríveis e abusivos", e as "estações mais bonitas representam quando ela está em Green Gables com Matthew e Marilla".

Nas cenas iniciais do inverno, há um pardal de cabeça para baixo. Nas cenas finais do outono, o pardal está de pé do lado direito. Esse também é um detalhe feito para simbolizar a jornada de Anne.

Netflix

Se você olhar atentamente, poderá ver que nenhum dos pardais tem olhos. Kunkle costuma usar pardais em seu trabalho e sempre os pinta sem olhos.

Netflix

"Os pássaros têm um sexto sentido de saber para onde voar. Adoro esse simbolismo; esses animais no planeta têm um ótimo sexto sentido, eles sabem para onde seguir em seu caminho", disse ele. "Achei que essa metáfora também era muito apropriada para Anne. O caminho dela é muito diferente do de todos os outros."

As citações que você vê riscadas nos galhos das árvores são citações do livro de Montgomery, escolhidas a dedo pelas produtoras Moira Walley-Beckett e Miranda de Pencier.

Netflix

As citações completas são:

Minha vida é um perfeito cemitério de esperanças enterradas.

Você promete ser meu amigo para todo o sempre?

Mas se você tem grandes ideias, tem que usar grandes palavras para expressá-las, não é?

Seria adorável dormir em uma cerejeira silvestre toda branquinha de flores à luz da lua.

Palavras esculpidas em madeira, um visual comum na obra de Kunkle, servem para representar o crescimento do amor com o passar do tempo.

Netflix

"Cresci caminhando muito na trilha dos Apalaches, e, se você cresceu perto da floresta, viu esses entalhes nas árvores", disse Kunkle, "geralmente, é a inicial do nome de uma pessoa com a inicial de sua paixão de escola e um coração em volta. O simbolismo por trás disso é que seu amor vai crescer com a árvore, então sou apaixonado por esse conceito."

Os animais principais da introdução — a raposa, a coruja e o beija-flor — são todos nativos da Ilha do Príncipe Eduardo (o cenário da série) e personificam as diferentes partes da personalidade de Anne.

Netflix

A raposa, sozinha no começo e com a cor semelhante ao famoso cabelo ruivo de Anne, simboliza as épocas na vida de Anne em que ela não tem ninguém além de si mesma. A coruja, com as garras erguidas, representa sua ferocidade. O beija-flor, sugerido por Moira Walley-Beckett, é incluído como um "prenúncio da alegria" — como Anne é para Green Gables.

A imagem de Anne fazendo um juramento de dedinho consigo mesma mostra, segundo Williams, "sua conexão e aceitação" dos dois lados muito diferentes de si própria.

Netflix

"De um lado, o cabelo dela é um pouco mais trançado e, do outro, as tranças são um pouco mais soltas e selvagens. Isso mostra as duas naturezas de Anne", disse ele. Também é uma referência ao fato de Anne chamar seu reflexo de Katie, sua "Amiga da Janela", e conversar com ela como amiga quando não tinha nenhum amigo no orfanato.

No final do processo, Kunkle deu uma das pinturas como presente para Williams, planeja guardar algumas para si e disponibilizará uma para colecionadores comprarem.

Netflix

"Lembro-me de dizer para a minha esposa", riu Williams, "eu com certeza morreria se tivesse uma dessas pinturas em minha casa. Ela está pendurada na minha casa e me traz muita alegria."

Este post foi traduzido do inglês.

TV and Movies

Get all the best moments in pop culture & entertainment delivered to your inbox.

Newsletter signup form