Livros para estudar e ajudar a combater o racismo

    Para mudar a realidade é preciso conhecer a história.

    Esperamos que você goste dos produtos que recomendamos! O BuzzFeed pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página. Os preços informados e a quantidade disponível condizem com os do momento da publicação deste post.

    1. Escravidão – Vol. 1: Do Primeiro Leilão de Cativos em Portugal até a Morte de Zumbi dos Palmares - Laurentino Gomes (R$29,99)

    Amazon/ Reprodução. / Via amazon.com.br

    "Depois de receber diversos prêmios e vender mais de 2,5 milhões de exemplares no Brasil, em Portugal e nos Estados Unidos com a série 1808, 1822 e 1889, o escritor Laurentino Gomes dedica-se a uma nova trilogia de livros-reportagem, desta vez sobre a história da escravidão no Brasil.

    Resultado de seis anos de pesquisas e observações, que incluíram viagens por doze países e três continentes, este primeiro volume cobre um período de 250 anos.

    Do primeiro leilão de cativos africanos registrado em Portugal, na manhã de 8 de agosto de 1444, até a morte de Zumbi dos Palmares. Entre outros aspectos, a obra explica as raízes da escravidão humana na Antiguidade e na própria África antes da chegada dos portugueses, o início do tráfico de cativos para as Américas e suas razões, os números, os bastidores e os lucros do negócio negreiro, além da trajetória de alguns de seus personagens mais importantes, como o Infante Dom Henrique, patrono das grandes navegações e descobrimentos do século XV e também um dos primeiros grandes traficantes de escravos no Atlântico. Esta é uma história de dor e sofrimento cujos traços ainda são visíveis atualmente em muitos dos locais visitados pelo autor, como Luanda, em Angola; Ajudá, no Benim; Cidade Velha, em Cabo Verde; Liverpool, na Inglaterra; e o cais do Valongo, no Rio de Janeiro.Os dois volumes seguintes, a serem publicados até as vésperas do bicentenário da Independência Brasileira, em 2022, serão dedicados ao século XVIII, o auge do tráfico de escravos, e ao movimento abolicionista que resultou na Lei Áurea de 13 de maio de 1888, chegando até o persistente legado da escravidão que ainda hoje assombra o futuro dos brasileiros."

    2. Educação e Libertação: a Perspectiva das Mulheres Negras - Angela Davis | exclusivo em eBook Kindle (GRATUITO)

    Amazon/ Reprodução. / Via amazon.com.br

    "Neste e-book extraído da obra Mulheres, raça e classe, Angela Davis trata do tema da educação e de seu potencial libertador, a partir da perspectiva das mulheres negras. Mulheres, raça e classe é a mais importante obra de Angela Davis, onde a filósofa e ativista traça um poderoso panorama histórico e crítico das imbricações entre a luta anticapitalista, a luta feminista, a luta antirracista e a luta antiescravagista, passando pelos dilemas contemporâneos da mulher. O livro é considerado um clássico sobre a interseccionalidade de gênero, raça e classe."

    3. The Underground Railroad: Os Caminhos para a Liberdade - Colson Whitehead (R$22,10)

    Amazon/ Reprodução. / Via amazon.com.br

    "Vencedor do Pulitzer 2017. Cora não consegue imaginar o mundo que há além da fazenda de algodão ― e nem poderia. Das poucas coisas que lhe era permitido saber, ela sabia que a Geórgia não era um estado amigável para fujões. As cores do sangue derramado e o som dos gritos dos escravos eram claros na sua mente, e seus sonhos eram habitados pela angústia de suas companheiras de senzala. Em uma alma sedenta por liberdade, qualquer convite para ver o mundo além das cercas parece uma fonte cristalina. Cora não sabia dos segredos que se escondiam nas veias de seu país. Até que Caesar, um jovem escravo, contou-lhe sobre a ferrovia subterrânea que os levaria até os Estados Livres, onde não há mais escravidão. Cora terá que atravessar os Estados Unidos e enfrentar terríveis desaventuras. Mas nada pode conter sua coragem para transgredir as condições que lhe foram impostas – ela fará de tudo para ser livre."

    4. Eu sei Por Que o Pássaro Canta na Gaiola - Maya Angelou (R$26,89) e ebook Kindle (R$9,98)

    Amazon/ Reprodução. / Via amazon.com.br

    "RACISMO. ABUSO. LIBERTAÇÃO. A vida de Marguerite Ann Johnson foi marcada por essas três palavras. A garota negra, criada no sul por sua avó paterna, carregou consigo um enorme fardo que foi aliviado apenas pela literatura e por tudo aquilo que ela pôde lhe trazer: conforto através das palavras. Dessa forma, Maya, como era carinhosamente chamada, escreve para exibir sua voz e libertar-se das grades que foram colocadas em sua vida. As lembranças dolorosas e as descobertas de Angelou estão contidas e eternizadas nas páginas desta obra densa e necessária, dando voz aos jovens que um dia foram, assim como ela, fadados a uma vida dura e cheia de preconceitos. Com uma escrita poética e poderosa, a obra toca, emociona e transforma profundamente o espírito e o pensamento de quem a lê."

    5. Contos Negreiros - Marcelino Freire (R$33,68)

    Amazon/ Reprodução. / Via amazon.com.br

    "Um dos expoentes da nova geração de escritores brasileiros, Marcelino Freire se inspirou em clássicos brasileiros como Cruz e Sousa, Lima Barreto e Jorge de Lima para criar os contos deste livro. Apresentando uma releitura moderna do preconceito, Contos Negreiros esquadrinha, com ironia e bom humor, questões como o homossexualismo e o conflito de classes."

    6. O Olho Mais Azul - Toni Morrison | nova edição exclusiva em eBook Kindle (R$29,62)

    Amazon/ Reprodução. / Via amazon.com.br

    "Uma tentativa de dramatizar a opressão que o preconceito racial pode causar na mais vulnerável das criaturas: uma menina negra. Considerado um dos livros mais impactantes de Toni Morrison, o primeiro romance da autora conta a história de Pecola Breedlove, uma menina negra que sonha com uma beleza diferente da sua. Negligenciada pelos adultos e maltratada por outras crianças por conta da pele muito escura e do cabelo muito crespo, ela deseja mais do que tudo ter olhos azuis como os das mulheres brancas — e a paz que isso lhe traria. Mas, quando a vida de Pecola começa a desmoronar, ela precisa aprender a encarar seu corpo de outra forma. Poderosa reflexão sobre raça, classe social e gênero, O olho mais azul é um livro atemporal e necessário."

    7. O Atlântico Negro - Paul Gilroy (R$41,40)

    Amazon/ Reprodução. / Via amazon.com.br

    "Referência indispensável nos estudos culturais contemporâneos, Gilroy tenta definir a modernidade a partir do conceito de diáspora negra, que constituiu uma cultura (ou contracultura) específica a desafiar simplificações étnicas ou nacionalistas.

    'Um dos livros mais importantes da atualidade sobre identidade e cultura negras.' (Patricia Pinho, Novos Estudos)"

    8. Quando Me Descobri Negra - Bianca Santana (R$24,48)

    Amazon/ Reprodução. / Via amazon.com.br

    "Com uma escrita ágil e visceral, denuncia com lucidez – e sem as armadilhas do discurso do ódio – nosso racismo velado de cada dia, bem brasileiro, de alisamentos no cabelo, opressão policial e profissões subjugadas. Quando me descobri negra fala com sutileza e firmeza de um processo de descoberta inicialmentedoloroso e depois libertador. Bianca Santana, através da experiência de si, consegue desvelar umprocesso contínuo de rompimento de imposições sobre a negritude, de desconstrução de muroscolocados à força que impedem um olhar positivo sobre si. Caminhos que aos poucos revelam novas camadas, de um ser ressignificado.

    'Considero este livro um presente, é algo para se ter sempre às mãos e ir sendo revisitado. Bianca, ao falar de si, fala de nós.' – DJAMILA RIBEIRO colunista da Carta Capital, pesquisadora na área de filosofia política e feminista."

    9. Racismo Estrutural - Silvio Almeida (R$15,92)

    Amazon/ Reprodução. / Via amazon.com.br

    "Nos anos 1970, Kwame Turu e Charles Hamilton, no livro "Black Power", apresentaram pela primeira vez o conceito de racismo institucional: muito mais do que a ação de indivíduos com motivações pessoais, o racismo está infiltrado nas instituições e na cultura, gerando condições deficitárias a priori para boa parte da população.

    É a partir desse conceito que o autor Silvio Almeida apresenta dados estatísticos e discute como o racismo está na estrutura social, política e econômica da sociedade brasileira."

    10. E Eu Não Sou Uma Mulher? Mulheres Negras e Feminismo (R$33,90)

    Amazon/ Reprodução. / Via amazon.com.br

    "Uma obra fundamental sobre a mulher negra e os preconceitos socioculturais ainda presentes. Clássico da teoria feminista, Eu não sou uma mulher? tornou-se leitura obrigatória para as pessoas interessadas nas questões relacionadas à mulheridade negra e na construção de um mundo sem opressão sexista e racial. Além de examinar o impacto do sexismo nas mulheres negras durante a escravidão, a desvalorização da mulheridade negra, o sexismo dos homens brancos e negros, o racismo entre as feministas, os estereótipos atribuídos a mulheres negras, o imperialismo do patriarcado e o envolvimento da mulher negra com o feminismo, Hooks pretende levar nosso pensamento além das suposições racistas e sexistas. O resultado é um trabalho revolucionário, um livro imprescindível, a ser lido por todas as pessoas que lutam para tornar o mundo um lugar livre de opressões de raça, cor, classe e gênero."

    11. Pantera Negra. Uma Nação Sob Nossos Pés - Livro Três - Ta-Nehisi Coates (R$17,30)

    Amazon/ Reprodução. / Via amazon.com.br

    "Agora, T’Challa deve lutar como nunca pelo futuro de sua nação — e um de seus aliados mais antigos está de volta ao seu lado. E, quando a batalha final se aproxima, o glorioso passado de Wakanda pode ser sua arma mais poderosa. Mas será a queda do Povo suficiente para a manutenção do monarca? Com os Anjos da Meia-Noite, as Dora Milaje, os Hatut Zeraze, Tetu, Zenzi, Dobra e muito mais na jogada, as peças estão todas em suas posições. Chegou o momento de Ta-Nehisi fechar com chave de ouro sua revitalização do Pantera Negra! De um jeito ou de outro, Wakanda adentrará uma nova era!

    Este volume de 148 páginas reúne as edições 9 a 12 de Black Panther, escritas por Ta-Nehisi Coates e ilustradas por Brian Stelfreeze e Chris Sprouse, além de excertos das edições 18, 21 e 24 de New Avengers."

    12. Quem Tem Medo do Feminismo Negro? - Djamila Ribeiro (R$23,90)

    Amazon/ Reprodução. / Via amazon.com.br

    "Um livro essencial e urgente, pois enquanto mulheres negras seguirem sendo alvo de constantes ataques, a humanidade toda corre perigo.

    Quem tem medo do feminismo negro? reúne um longo ensaio autobiográfico inédito e uma seleção de artigos publicados por Djamila Ribeiro no blog da revista Carta Capital , entre 2014 e 2017. No texto de abertura, a filósofa e militante recupera memórias de seus anos de infância e adolescência para discutir o que chama de “silenciamento”, processo de apagamento da personalidade por que passou e que é um dos muitos resultados perniciosos da discriminação. Foi apenas no final da adolescência, ao trabalhar na Casa de Cultura da Mulher Negra, que Djamila entrou em contato com autoras que a fizeram ter orgulho de suas raízes e não mais querer se manter invisível. Ela também aborda temas como os limites da mobilização nas redes sociais, as políticas de cotas raciais e as origens do feminismo negro nos Estados Unidos e no Brasil, além de discutir a obra de autoras de referência para o feminismo, como Simone de Beauvoir."

    Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

    Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.