• newsbr badge

O Dráuzio Varella explicou da maneira mais didática possível por que a sexualidade não é uma opção

"Tem gente que acha que chega uma fase da vida que a pessoa diz: 'Eu poderia ser heterossexual, mas como sou sem-vergonha eu vou ser homossexual'", disse o médico em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura.

O médico oncologista e escritor Dráuzio Varella explicou didaticamente ontem, em entrevista ao programa Roda Viva (TV Cultura), por que não é possível falar em "opção" sexual – e lembrou como homossexuais e transexuais são vítimas de preconceito no Brasil.

"Todo preconceito é fruto da ignorância". @drauziovarella fala sobre homossexualidade no centro do #RodaViva. Continue acompanhando a edição!

Reprodução/TV Cultura

Ele respondia à jornalista Roberta Jansen ("O Estado de S. Paulo"), que havia questionado o médico sobre a redução da idade mínima para terapias hormonais e procedimentos cirúrgicos relacionados à transição de gênero.

Dráuzio disse que não sabia detalhes da nova medida, mas que tem experiência em lidar com travestis pelo seu trabalho em cadeias e que a sociedade brasileira tem preconceito com o tema.

Reprodução/TV Cultura

"Quando você pega um menino ou menina, homossexual ou transexual, essas crianças sofrem porque começam apanhando em casa. Apanham do pai, do irmão mais velho, do tio que diz que na família dele não vai ter homossexual de jeito nenhum. Quando chega na adolescência, essas pessoas estão extremamente perdidas porque não se sentem adequados ao sexo anatômico que elas têm."

Reprodução/TV Cultura

Dráuzio falou sobre histórias que ouviu enquanto produzia uma reportagem para o Fantástico, da TV Globo, e também em estabelecimentos prisionais pelo Brasil, onde atende detentos e detentas. A partir daí, começou a criticar a ignorância de quem acredita que as pessoas "escolhem" a homossexualidade.

Reprodução/TV Cultura

"Primeiro você tem que começar a entender cientificamente o que acontece. Porque as pessoas acham que chega uma fase da vida que [a pessoa diz] 'Eu poderia ser heterossexual, mas como eu sou sem-vergonha eu vou ser homossexual'. Ah, mas alguém pensa uma idiotice dessas? Pensa!"

Reprodução/TV Cultura

"Isso é um desconhecimento total, a ignorância simplifica. É um desconhecimento de toda biologia, da complexidade que vai desde a formação dos órgãos sexuais no embrião. Até quatro, cinco semanas, nós não temos sexo nenhum, nós podemos nos diferenciar para mulher ou para homem."

Reprodução/TV Cultura

"O equilíbrio que faz essa diferenciação envolve mediadores químicos, hormônios, receptores dos hormônios nas células do corpo inteiro. É um mecanismo que começa a ser desvendado agora e as pessoas simplificam assim. Quem é que escolheria sair vestido de mulher? Só quem não encontra sentido na vida de outra forma. Tem razões muito fortes pra isso, isso não pode ser simplificado."

Reprodução/TV Cultura

"E o preconceito é o quê? O preconceito é fruto da ignorância", disse Dráuzio.

Reprodução/TV Cultura

O programa completo está disponível neste link. A resposta de Dráuzio sobre preconceito contra homossexuais e travestis está a partir dos 39min e 53s.

Veja este vídeo no YouTube

youtube.com


Jornalista no BuzzFeed News

Contact Guilherme Lucio da Rocha at guilhermerocha.contractor@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here

Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.