Updated on 10 de out de 2018. Posted on 25 de mai de 2018

    23 fotos emocionantes que capturam os horrores do holocausto

    "Esquecer seria não só perigoso, mas ofensivo. Esquecer os mortos seria como matá-los pela segunda vez." — Elie Wiesel

    Jens Kalaene / AFP / Getty Images

    Turistas entre os marcos de concreto cobertos de neve no Memorial do Holocausto de Berlim, em 18 de janeiro de 2017.

    Dea / Getty Images

    Fotografias de crianças judias no Memorial e Museu de Auschwitz-Birkenau em Oswiecim, Polônia.

    Scott Barbour / Getty Images

    "Pare!"

    Cercas de alta voltagem que cercavam o Memorial e Museu de Auschwitz-Birkenau na Polônia. O campo foi libertado pelo exército soviético em 27 de janeiro de 1945.

    Ken Cedeno / Getty Images

    Uma pilha de flores sob o "muro da morte" dentro do Memorial e Museu de Auschwitz-Birkenau.

    Chris Jackson / Getty Images

    Sapatos de vítimas do genocídio no campo de concentração nazista de Auschwitz.

    Emily Langer / The Washington Post via Getty Images

    Esquerda: Tatiana Bucci (esquerda) e Andra Bucci (direita) depois da libertação de Auschwitz. Direita: Mira e Giovanni Bucci em seu casamento, em 1935. Mira, que era judia, foi deportada com as duas filhas do casal, Andra e Tatiana, para Auschwitz em 1944.

    Christopher Furlong / Getty Images

    A sobrevivente dos campos de concentração de Auschwitz e Belsen, Eva Behar, mostra o número de prisioneiro que foi tatuado em seu braço por guardas nazistas.

    Phas / Getty Images

    "Judeu."

    Estrela usada por prisioneiros judeus no campo de concentração de Sachsenhausen em Oranienburg, Alemanha.

    Arterra / Getty Images

    Forcas onde os prisioneiros eram executados no Forte Breendonk, Bélgica.

    Pawel Ulatowski / Reuters

    Óculos que pertenceram às pessoas trazidas a Auschwitz para extermínio.

    Richard Blanshard / Getty Images

    Memoriais de vítimas em uma cela no campo de concentração de Buchenwald, próximo a Weimar, Alemanha. As vítimas chamavam-se Michael Zajac (1908–1941), Albert Kuntz (1896–1945) e Julius Silbermann (1905–1938).

    Richard Blanshard / Getty Images

    Algemas e grilhões em exibição no campo de concentração de Buchenwald, próximo a Weimar, Alemanha.

    Horacio Villalobos / Getty Images

    Um gancho projeta sua sombra na parede da "Sala de Estrangulamento", chamada de Leichenkeller (adega dos cadáveres) pelos nazistas, no porão do crematório do campo de concentração de Buchenwald, perto de Weimar, Alemanha. Lá, 1.100 prisioneiros foram estrangulados e enforcados pela SS. O campo, estabelecido pelos nazistas em 1937, foi um dos primeiros e maiores em solo alemão, confinando cerca de 250.000 prisioneiros entre 1937 e 1945. Cerca de 65.000 prisioneiros morreram ou foram assassinados durante esse período.

    Dave Thompson - Pa Images / Getty Images

    As beliches dos dormitórios femininos no Memorial e Museu de Auschwitz-Birkenau.

    Scott Barbour / Getty Images

    O interior das câmaras de gás no Memorial e Museu de Auschwitz-Birkenau.

    Nurphoto / Getty Images

    O "chuveiro" de gás do campo de concentração de Majdanek em Lublin, Polônia. O campo de concentração de Majdanek foi um campo de extermínio construído em 1941 sob as ordens do comandante da SS, Heinrich Himmler.

    Nurphoto / Getty Images

    As câmaras crematórias do antigo campo de concentração nazista de Majdanek.

    Richard Blanshard / Getty Images

    Uma única rosa branca sobre uma mesa de dissecação do departamento de patologia, no campo de concentração de Buchenwald, próximo a Weimar, Alemanha.

    Lisi Niesner / Reuters

    Relíquias encontradas em um antigo aterro sanitário são exibidas como parte da exibição histórica no antigo campo de concentração de Buchenwald. Entre julho de 1937 e abril de 1945, os nazistas aprisionaram 250.000 pessoas em Buchenwald, com um total de mortes de cerca de 56.000. Buchenwald foi libertado em 11 de abril de 1945 pelas tropas americanas.

    Ralph Orlowski / Getty Images

    Um caderno da morte do campo de concentração de Buchenwald onde se lê "auf der Flucht erschossen" ("alvejado durante tentativa de fuga").

    Nurphoto / Getty Images

    Um local de cremação em massa a céu aberto no campo de concentração alemão nazista de Stutthof em Sztutowo, Polônia. Stutthof foi o primeiro campo de concentração construído fora da Alemanha. Concluído em setembro de 1939, ele ficava localizado em uma área de floresta seclusa e úmida a oeste da pequena cidade de Sztutowo, na área de Freie Stadt Danzig.

    Richard Blanshard / Getty Images

    Montes elevados marcando alguns dos 13 túmulos coletivos no local do antigo campo de concentração de Bergen-Belsen, na Baixa Saxônia, Alemanha.

    Veja também:

    29 fotos perturbadoras de quando a segregação racial era permitida nos EUA

    As 35 fotos mais emocionantes já tiradas

    40 das mais poderosas e emocionantes fotos já tiradas no mundo

    Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.


    A tradução deste post (original em inglês) foi editada por Victor Nascimento.

    BuzzFeed Daily

    Keep up with the latest daily buzz with the BuzzFeed Daily newsletter!

    Newsletter signup form