Posted on 29 de mai de 2018

    10 coisas legais para você experimentar em junho

    Porque nós testamos de pasta de dente vegana a apps para facilitar sua vida – e até um condutor urinário para mulheres fazerem xixi em pé!

    BuzzFeed Brasil

    1. Refrigerante orgânico Wewi – R$ 3,50

    Aline Ramos

    Eu amo refrigerante. Já tentei parar de beber várias vezes e sempre falhei. Para tornar esse processo de separação mais tranquilo, passei a substituir o refrigerante normal pelo Wewi, que é orgânico e não tem aquele monte de conservantes.

    Bom, mas aí você vai falar que continua sendo refrigerante e que tem açúcar igual. E você tem razão. Por isso que, com o tempo, fui trocando o Wewi normal pelo sem açúcar.

    Além de todas essas vantagens, ele é muito gostosinho. Pena que não vende em todos os lugares e, em alguns restaurantes, é mais caro que o refrigerante normal. Mas você pode comprar o Wewi em supermercados, sai bem mais em conta. – Aline Ramos

    2. Creme dental vegano Boni Natural – R$ 8,50

    Suria Rocha

    Uma das grandes diversões da vida adulta, pra mim, é ir ao supermercado. A gente sempre vê alguma coisinha diferente que não precisa de verdade mas que dá uma vontade de comprar. Outro dia, parada em frente à seção de pastas de dente (eu perco um tempão nessa seção porque eu tenho dentes muito sensíveis e também porque gosto de experimentar pastas de dente novas já que é uma coisa que eu uso pelo menos 3x por dia), me deparei com esta pasta de dentes vegana, eco friendly, sem parabenos, triclosan (conservantes) e não testada em animais, da marca Boni Natural. Eu não sou vegana, mas resolvi experimentar.

    A textura dela é um pouco mais mole do que uma pasta de dentes comum, e faz um pouquinho menos de espuma na boca. No começo eu achei o gosto um pouco estranho porque é uma mistura de menta (ok, eu sei que gosto tem menta) e melaleuca (o que eu acredito que tenha um sabor que lembra madeira, porque eu fiquei com um gosto amadeirado na boca) mas acostumei super rápido, e depois de algumas semanas eu tive a impressão que meus dentes pareciam mais limpos. Se você for vegano, ou estiver procurando usar produtos que tenham menos impactos na saúde e no meio ambiente, eu super indico! – Suria Rocha

    3. Comidinhas prontas e congeladas da Liv Up – porções a partir de R$ 5,50

    Paula Mascarenhas

    Todo dia que saía para comer na hora do almoço via pessoas do escritório esquentando uns pacotinhos congelados no microondas que, na verdade, pareciam bem pequenos para saciar a fome que eu normalmente tenho. Mas, considerando que eu estava gastando meu VR demais por dia e ainda comendo BASTANTE besteira, resolvi descobrir do que se tratava essa embalagem toda bonitinha.

    Quando entrei no site, já estava completamente vendida. Existem várias opções de combos que você pode pedir (semanais, mensais, almoço + janta, só almoço, só janta, snack, poucas calorias, etc. etc. etc.) mas existe também a possibilidade de montar o SEU menu personalizado – e olha que tem bastante variedade de coisinhas gostosas para pedir. Acabei me empolgando e montando uma semana de almocinhos, escolhendo um combo de proteína + carboidrato ou legumes para cada dia.

    Além de ser super prático de fazer (só tacar no microondas como todo jovem adulto quer), os pratos são bem saborosos, sem aspecto de "comida congelada", saudáveis e, para minha surpresa, colocaram um fundo no meu poço sem fundo. Outra parte boa demais é que aceita Sodexo e dependendo da combinação que você escolher sai por um preço bem justinho. – Paula Mascarenhas

    Obs: as áreas de entrega cobrem os estados de São Paulo e Rio de Janeiro

    4. Condutor urinário para mulheres Uriny – R$ 40

    Juliana Kataoka

    Impactadas por uma propaganda do Uriny no Facebook, entramos em contato com a marca e ela enviou estes mimos para a redação. O condutor urinário existe para te ajudar a fazer xixi em pé em situações de necessidade (tipo bloco de Carnaval) ou dificuldades de mobilidade (pós-cirurgia, por exemplo). Pois muito que bem, fomos checar se ele vale a pena (mas primeiro fotografamos ele limpinho, ok?).

    Anatomicamente é bem simples, só encaixa-lo e mandar ver. A sensação de nós duas foi a mesma: primeiro, ele é grande o suficiente para não escorrer xixi na sua mão; depois, é estranho olhar para a privada em pé e calcular a mira, mas ele direciona certinho.

    O bendito ainda vem com um saquinho impermeável, que testamos com água e realmente não molhou o lado de fora, ou seja, se depender do condutor sua bolsinha ou pochete ficará intacta durante festivais e carnavais.

    Nossa conclusão é que fazer xixi sentada HUMILHA fazer xixi em pé, mas realmente parece uma ideia prática se você está enfrentando dificuldades, inclusive se você foi na academia e está dolorida, como vez ou outra acontece com a gente. – Aline Ramos e Flora Paul

    5. Linha de cachos da Elseve Óleo Extraordinário – shampoo 200 ml R$ 11, condicionador 200 ml R$ 13 e máscara R$ 18

    Aline Ramos

    Se você sempre acompanha as nossas dicas por aqui, há um tempo fiz tranças no meu cabelo. Pois bem, desfiz as tranças porque o tempo de vida delas já estava no final e tive que encarar um cabelo todo embaraçado e seco. Não é culpa das tranças, meu cabelo já estava bem ressecado e com pontas quebradiças antes mesmo de trançar. Eu precisava recuperar a vida dos meus cachos e essa linha da Elseve foi perfeita para esse momento. Além de deixar o cabelo muito cheiroso, o creme de hidratação facilitou na hora de desembaraçar os cachos. E o melhor: deixou meus fios mais brilhosos. Adorei! – Aline Ramos

    6. Tatuar!

    Paula Mascarenhas

    Desde que mudei para São Paulo (sou de Salvador), há quase 8 anos, fiquei com MUITA vontade de fazer uma tatuagem. Já tinha na cabeça o que queria e achei que nunca arredaria o pé. Só tinha um pequeno probleminha: meus pais nunca foram muito chegados na ideia e verbalizavam isso com BASTANTE frequência. Por isso acabei empurrando essa ideia pelos anos enquanto tentava convencer eles, de um jeito bem sutil e fofo, que tatuagem era legal e ~meu corpo minhas regras~. Nem moro com eles e já pago meus boletos, mas sempre respeitei a opinião dos dois principalmente por tudo que eles fizeram por mim.

    Depois que meu catioro, um Akita chamado Kazu, morreu ano passado (velhinho mesmo, viveu longos, ótimos e gulosos 14 anos de vida), a minha ideia inicial da tatuagem foi completamente repaginada e descobri que para a primeira queria fazer algo com bastante significado e que sempre lembraria com muito carinho. Para os meus pais com certeza não seria diferente, já que eles amavam Kazu tanto quanto ou até mais do que eu.

    Resolvi tomar coragem e sair da zona de (des)conforto – de me convencer que não devia fazer porque meus pais não curtiriam – e marquei para exato um ano de sua morte. Encontrei um desenho lindo em origami e fui aos poucos contando para a minha mãe que aquilo ia sair do papel para a minha pele. No começo ela perguntava se não podia ser "menorzinho, no pulso?" mas quando foi chegando mais perto ela só quis saber se o tatuador era de confiança. Alívio.

    Tenho que admitir que no dia eu fiquei uma bela pilha de nervos. Não pelo medo da dor, mas por finalmente colocar um plano de 8 anos atrás em ação. Da minha chegada à porta do estúdio na Augusta ao momento que olhei no espelho para ver como ficou, o tempo voou. Algo tão grande e especial para mim levou apenas 20 minutos para se concretizar.

    Não acho que toda tatuagem precisar ter um significado, imagina. Mas foi o significado por trás da minha que fez com que eu finalmente tirasse ela do papel. Ainda bem, agora posso olhar todos os dias e sentir o coração encher de amor. É isso.

    PS: Minha mãe curtiu MUITO também. Alívio de novo. – Paula Mascarenhas

    7. Usar o Instagram como um Pinterest.

    Reprodução / Instagram

    Já faz tempo que o Instagram permite que você salve as fotos de outros usuários em uma pasta que só você tem acesso, mas foi há bem pouco tempo que eu percebi que além de salvar as fotos, o que eu fazia com bastante frequência, dava também pra separar o conteúdo salvo em pastas (eles chamam de coleções). Foi ótimo porque eu tinha tanta coisa salva, referências legais de decoração, plantas, dicas de viagem, lugares que eu queria conhecer, etc. que demorava um tempão achar aquela brusinha que eu salvei quando não tinha dinheiro pra comprar, mas que ia comprar quando caísse o salário ou aquele penteado que eu ia ~tentar fazer um dia~ . Depois que eu descobri essa função, comecei a usar o Instagram de forma mais parecida com o Pinterest e saio salvando e catalogando as fotos de "vocês tudo" mesmo! – Suria Rocha

    8. Criar um diário emocional digital.

    Reprodução / Cíngulo

    Há muito tempo eu queria registrar como me sentia diariamente, mas não conseguia fazer um diário à mão. Então passei a fazer isso com os aplicativos Daylio e Cíngulo, e percebi que consegui incluí-los em minha rotina.

    O Daylio é muito mais prático e simples. Primeiro ele pede para você dizer como se sentiu naquele dia através de emojis. Ele já oferece as opções “radiante”, “bem”, “mal” e "horrível", mas você pode personalizar e incluir mais humores. Em seguida, você deve registrar o que fez naquele dia. E novamente, tudo por emojis. Dá para você adicionar quantas atividades quiser, eu coloquei coisas como “conversar com o meu namorado” e “yoga”, já que são atividades que não vieram no app e são importantes para mim. O lado bom é que o Daylio oferece gráficos de acordo com as informações que você registra. Então, consegui ver que eu me sinto melhor quando vou à academia, faço yoga e converso com o meu namorado. Tendo isso em mente, me senti mais estimulada a fazer essas atividades, mesmo quando estava com preguiça.

    O Cíngulo eu utilizo como um complemento. Na verdade, o app é de autoconhecimento e o diário emocional é apenas uma das funções que oferece. O Cíngulo não é tão rápido, já que exige que você escreva o que te fez bem e o que te fez mal na sua vida pessoal e no trabalho. Além disso, há um espaço para você registrar o que aprendeu naquele dia. Eu gostei muito porque escrever sobre isso me ajudou a refletir sobre meus sentimentos e principalmente sobre o que aprendi. É muito bacana porque no final da semana e do mês você pode ver o tanto de coisa que fez e que aprendeu, acho que isso evita que a gente se sinta fracassado por apenas uma coisa não ter dado certo. – Aline Ramos

    9. Fazer seus próprios terrários.

    Thaira Ferro

    Recentemente eu decidi ter um novo hobby e após matar plantas por anos achei uma alternativa que voltou a me inspirar.

    Quando me mudei para São Paulo 12 anos atrás eu sentia muita falta de plantas, verde e flores pois lá no interior isso tinha de sobra e eu nem notava. Tentei em apartamentos pequenos ter desde um vasinho de pimenta ou temperos, até orquídeas, e sempre as matei. Com minha rotina louca de nunca parar em casa e não ter ninguém além de mim para regar, quando eu percebia já era tarde.

    Fiz um curso de terrário no Flo Atelier Botânico e descobri as agora famosas suculentas, que me permitem seguir com a minha rotina, continuar dando amor da forma que posso e elas ainda continuarem ali firmes e fortes. O amor pegou e minha sacada parece um jardim! – Thaira Ferro

    10. Baixar o app PicPay, gratuito para iOS e Android, para transferir dinheiro daquela conta de bar, táxi, pizza ou até as de casa para outras pessoas.

    media.giphy.com

    Eu sabia da existência desses apps de transferir dinheiro lá nos EUA e achava a coisa mais mão na roda do mundo. Eis que outro dia uma amiga me falou: "ai, me paga pelo PicPay"!? Para minha grata surpresa, descobri que existe SIM um app no Brasil que faz tudo isso por nós queridos consumidores.

    Com ele, você se conecta com seus amigos do Face e da sua lista de contatos e pode fazer transferências de din din SEM TAXAS. Ou seja, você não precisa usar o app do banco, pedir os dados da pessoa, digitar um monte de senha e muito menos pagar DOC.

    O melhor de tudo mesmo é poder dividir aqueles gastos que sempre deixam um dos amigos na mão, como dividir a pizza, ou aquele "eu pago o taxi da ida e você o de volta" que nunca dá certo e, principalmente, pra quem divide apartamento. Você pode simplesmente mandar uma graninha pro seu amigo e escrever no descritivo do que se trata. Não importa o valor. Eu nunca mais tive que pedir pros meus 20 amigos descerem na portaria pra pagar a pizza comigo, sabe. É só uma pessoa pagar, todo mundo transfere e pronto, o valor está automaticamente no seu saldo. Você pode transferir esse valor pra sua conta corrente e até carregar seu bilhete único. Já salvou a minha vida várias vezes desde que conheci. – Victor Nascimento

    Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

    Want amazing beauty and style tips twice a week? Sign up for the As/Is newsletter!

    Newsletter signup form