10 coisas legais para você experimentar em abril

    Porque nós testamos e colocamos em prática coisas que vão te fazer relaxar, curtir, rir e se emocionar, sério!

    Getty Images / BuzzFeed Brasil

    Aqui no BuzzFeed Brasil estamos sempre testando produtos e ideias que melhorem nossos dias, então resolvemos dividir algumas indicações do que curtimos com vocês.

    Produtos que cada um adquiriu com o próprio dinheiro.

    1. Máscara preta removedora de cravos Avenca – R$ 30

    Isadora Manzaro

    Quando diziam que eu precisava tirar um tempinho da semana para cuidar de mim, minha única reação era "não, obrigada". Sempre fui hiperativa e, talvez por isso, tenha erroneamente associado "cuidar de mim" com "ficar parada fazendo algo supostamente relaxante".

    Mas há alguns anos descobri um jeitinho gostoso e viciante de fazer isso: usando máscaras faciais. Já testei mais tipos e marcas do que tenho coragem de admitir, e esse hábito virou uma das atividades preferidas da minha rotina.

    Nos últimos meses, tenho usado a Máscara Preta da Avenca, feita com argila negra, para remover cravos. Além de fácil aplicação, só preciso deixar por 30 minutos para retirar e lavar o rosto com água fria. E olha, dá para fazer taaaanta coisa durante essa meia hora que acaba passando rapidinho! Com o uso contínuo de uma vez na semana percebi que a quantidade de cravos e de acne diminuiu bastante, principalmente no meu nariz. Além disso, minha pele ficou mais macia e hidratada.

    Super dica: comecei com os sachês individuais de 8g (aproximadamente R$ 5,00 cada) para testar e ver se gostava. Como me adaptei muito bem ao produto, hoje compro o tubinho de 60g que rende cerca de 10 usos por apenas R$ 29,90. Ou seja, cada uso sai R$ 2,99 – quase metade do preço de um sachê individual!

    Acreditem em mim: dá sim para cuidar de você sem gastar muito tempo e dinheiro, e máscaras faciais são tudo de bom! – Isadora Manzaro

    Atividades que colocamos em prática em nossas rotinas e outras recomendações que achamos interessantes.

    2. Arrumar esta bagunça que você chama de Google Chrome fixando abas importantes.

    Reprodução / Google Chrome

    Eu sou o louco das abas do Google Chrome e sei que você também é, porque de médico e louco todo mundo tem um pouco.

    Porém de vez em quando eu fico completamente perdido sem saber afinal o que eu estou fazendo e quais são as prioridades. Por isso eu comecei a deixar as abas mais importantes fixas no navegador pra não me perder nas tarefas do dia a dia.

    É muito simples: clica com o botão direito do mouse na aba que precisa ficar sempre ali, depois clica em fixar guia e já era, suas abas mais organizadas. Facilita um pouco a vida pois sempre que você abre um vídeo ou uma rede social qualquer pra dar um tempinho no trabalho rapidamente você consegue se achar e voltar aos afazeres.

    E se você for metódico o suficiente pode elencar o que precisa fazer a partir das abas, da esquerda pra direita, e depois fechar conforme elas estiverem finalizadas. – Davi Rocha

    3. Organizar sua vida com o app Asana.

    Reprodução / Sony Music Entertainment / Via youtube.com

    Nunca dei muita bola para apps de organização, porque achava que ia ser um trabalho a mais botar todas as minhas tarefas, planos e viagens da minha cabeça em um outro lugar. Pois tive uma surpresa: botar todas as minhas tarefas, projetos etc num lugar só é EXATAMENTE o tipo de investimento de tempo que reverte favoravelmente para você.

    Resolvi dar uma chance ao Asana por sugestão da minha chefe, a Manu Barem. Para vencer o preconceito, decidi que ia fazer uma entrada BEM SUAVE no mundo da organização via sistema: fui usando intuitivamente, para só mais tarde ir procurando tutoriais e desfrutar de todas as funcionalidades. Percebi que muitas vezes a gente fica adiando um negócio porque acha que vai ser muito difícil, já que colocamos como objetivo MANJAR TUDO E SER UM ÁS DO APLICATIVO, mas se você se propõe ir se aprofundando aos poucos, percebe que o negócio realmente foi desenhado também para pessoas como você.

    Eu faço o uso bem básico, e só profissional, em três passos: 1. qualquer coisa que lembro que preciso fazer no trabalho coloco lá; 2. na segunda-feira, antes de começar o dia, olho as tarefas listadas e organizo os prazos; 3. mantenho uma aba aberta no computador e guio meu dia de trabalho por ali.

    O legal é que o Asana, como a maioria destes sistemas online de organização, tem versão app para celular e desktop. Então, sempre que lembro de algo ou tenho uma ideia relacionada ao trabalho, se não estou no escritório, entro no app e crio uma tarefa lá. Por isso consigo NÃO ESQUECER nada – e foi muito bom eliminar aquela ansiedade horrível de ficar pensando se alguma coisa importante ficou para trás quando chego em casa depois do trabalho. Depois, já sentada ao desktop, é só ordenar os prazos.

    Ainda não curti muito usar as subtarefas (é possível criar tarefas vinculadas a um grande objetivo), nem os boards de projetos – sinto que me dou melhor com o uso simples. Mas, como eu disse, quando chegar a necessidade, é bom saber que é possível contar com um sistema mais elaborado. E aí eu procuro um tutorial! :) – Clarissa Passos

    4. Fazer macramê como um novo hobbie para acalmar a mente.

    Suria Rocha

    Eu gosto muito de aprender coisas novas e quando fico obcecada por alguma coisa, não desisto até fazer aquilo bem. Esse ano, depois de frequentar mil lojas de decoração físicas e online porque me mudei há mais de ano e não terminei de decorar a casa ainda, fiquei muito obcecada por macramê.

    Pra quem nunca ouviu falar nisso, macramê é uma técnica de tecer fios manualmente, não precisa de agulha, ou nenhum tipo de maquinário específico. Você com certeza já deve ter visto aquelas redinhas de corda crua feitas para deixar os vasos de plantas suspensos, ou aquelas bandeiras de parede toda trançadas.

    Vi um desses suportes de macramê para plantas, pensei "Nossa como isso é caro, eu acho que consigo fazer um desses" e quando percebi já estava totalmente obcecada, salvando várias referências no Pinterest e no Instagram.

    Foi mais difícil achar algum lugar que vendesse o carretel de cordão inteiro do que aprender a fazer macramê em si. Mas acordei um dia mais cedo, fui na Rua 25 de março antes do trabalho e nem preciso dizer que eu achei vários tipos de fios e tudo o que eu precisava lá, né.

    Eu não sei fazer crochê ou tricô e nem tenho afinidade com bordados, mas joguei "macramê" no YouTube, aprendi os nós básicos e a partir daí comecei meus próprios designs.

    Fazendo os hangers eu percebi o porquê de ser tão caro: dá trabalho dependendo do desenho, um puta trabalho. Mas ao mesmo tempo para uma pessoa como eu, extremamente agitada, é como uma meditação, fico lá ouvindo uma musiquinha enquanto vou tecendo os fios.

    Assistindo o YouTube eu cheguei à conclusão de que você pode aprender a fazer quase tudo apenas com tutoriais, é só ter disposição! – Suria Rocha

    5. Trocar o pacote com anuidade da sua conta no banco para um de serviços essenciais gratuito.

    Reprodução / Disney / Via giphy.com

    Minha recomendação é muito simples, mas, infelizmente, pouco conhecida, até porque banco nenhum se dá ao trabalho de divulgar: se você paga uma tarifa mensal de administração de conta para o seu banco, principalmente nas versões mais simples e baratas dos chamados “pacotes/cestas de serviços”, provavelmente pode ter um pacote DE GRAÇA e economizar aqueles vinte/trinta reais por mês.

    Acontece que, como estabeleceu uma resolução de 2010 do Banco Central, os bancos são proibidos de cobrarem tarifas pela prestação de serviços bancários considerados “essenciais”. Os serviços essenciais incluem, para se ter uma ideia, ter um cartão de débito, quatro saques por mês, compensação de cheques etc. Você pode ver uma tabela do que é considerado “serviço essencial” pelo BC aqui. Vale a pena comparar essa tabela com o pacote de serviços que o banco hoje está cobrando de você. Talvez não seja uma diferença de serviços tão grande e você possa economizar esse valor.

    Só que, sim, muito provavelmente para fazer todo esse processo de aderir ao pacote de serviços essenciais, você terá que ir a uma agência bancária e solicitar pessoalmente a mudança – novamente, os bancos não estão interessados que você passe para um plano gratuito. E foi isso que fiz neste mês para uma conta que tenho no Bradesco. – Luísa Pessoa

    6. Adotar a regra dos três minutos.

    Esta é a coisa simples que mais mudou minha vida. Quem me ensinou foi a Nadia Ferreira, ex-editora de social media do BuzzFeed Brasil (e bruxa maga e sensitiva, o que é ótimo também mas acho que não vem ao caso). A ideia é fazer imediatamente qualquer coisa que leve menos de três minutos para ser feita. E, sério, mudou minha vida. Já falei? Então.

    Isso porque você descobre que tem MUITA coisa que parece enorme, mas na real leva menos de três minutos. Por exemplo: "fazer a lavanderia das roupas do bebê" é o tipo de coisa que você pensa "meu Deus, vai levar o sábado inteiro, preciso separar um tempão para isso", mas a verdade é que colocar as roupas do bebê na máquina de lavar leva menos de três minutos. Pode cronometrar: é virar o cesto de roupa suja lá dentro, colocar sabão e amaciante na gavetinha e apertar três botões.

    Vale o mesmo para responder e-mail do chefe (antes que essa tarefa cresça e vire uma bronca), lavar o prato, o copo e os talheres do seu jantar (antes que a louça se acumule e vire uma tarefa de meia hora) e arrumar sua cama de manhã (essa tem levado 40 segundos, de tanta prática que adquiri)!

    Você pode adotar essa regra adaptando o prazo (pode ser um minuto, pode ser cinco), como também pode fazer uma variaçãozinha tipo "vou colocar um timer de vinte minutos e arrumar a casa por esse tempo". Você vai ver o impacto que alguns minutos do dia têm sobre sua organização – e sua qualidade de vida. – Clarissa Passos

    7. Decidir ser mãe/pai de plantas.

    Suria Rocha

    Desde que comecei a morar sozinha, queria ter um bichinho de estimação para dar amor e cuidar. Mas, bom, eu moro num apartamento de 40 m² e eu jamais teria coragem de criar um pet num ambiente tão pequeno, ainda mais deixá-lo sozinho o dia todo. Então, eu decidi que ia ter plantas. Comecei com duas ou três mais fáceis de cuidar e hoje tenho umas 15 espalhadas pela casa – mas sempre cabe mais uma(s), né?!

    Uma das coisas que eu acho mais legal é acompanhar elas crescendo e como você pode usá-las como parte da decoração, deixando tudo mais orgânico. Não é porque a planta fica lá parada que ela não precisa de carinho e de cuidado, ela é um ser vivo também, e faz parte errar e acertar. Se ela estiver toda tristinha e murcha é porque você tá fazendo algo de errado.

    Não existe um manual que deve ser seguido a risca e você pode pesquisar um pouco sobre o tipo de planta que você tem, mas é só ir observando e vendo do que as suas plantas gostam mais (mais sol, menos sol, mais rega, menos rega, etc).

    A dica que eu dou pra quem é totalmente novato, é começar com com cactos, suculentas e peperomias, que são plantas que requerem menos cuidados. Mas antes de sair comprando um monte delas e espalhar pelos cômodos, é importante observar sua casa: onde tem mais ou menos claridade? Bate sol de manhã ou à tarde? Não adianta comprar uma planta que adora claridade se a sua casa é super escura ou se o lugar que você escolheu pra ela bater sol demais e você regar pouco. Boa parte do sucesso em criar plantas é a observação. – Suria Rocha

    8. Curtir toda uma nostalgia jogando "Sonic Mania".

    Reprodução / Sega / Via nintendo.com

    Desde de 1994, o Sonic não teve um UM jogo bom.

    Cara, em 24 anos dá tempo de:

    - fazer uma filha

    - assistir cinco Copas do Mundo

    - acompanhar o André Marques engordar e emagrecer

    - ver sua filha entrar e sair de uma faculdade – até duas, se ela for prodígio

    - observar a ascensão e a queda do Orkut

    ... E mesmo assim não jogar UM SÓ novo jogo de Sonic que seja bom.

    [nota do editor: o Gabriel está um pouquinho alterado]

    Mas parece que a Sééégaaaaahh resolveu botar os espinhos de ouriço de fora e fez o MELHOR jogo de 2017, mas que eu só estou jogando em 2018 no meu Xbox One: o "Sonic Mania". Este é um dos últimos jogos lançados do ouriço azul que corre pelado de tênis e luva.

    O jogo não tem firulas, não tem 3D, não tem realidade aumentada, nem inteligência artificial e etc, é só o bom e velho jogo dos anos 90, mas com corpinho de 2017. São as mesmas músicas viciantes, o mesmo visual retrô, o mesmo Sonic batendo o pezinho de tédio, a mesma vontade de quebrar o vídeo game e socar a parede quando chegam as fases de água… TUDO IGUAL!

    Se você quer passar o tempo de uma maneira muito divertida, além de ter uma dose cavalar de nostalgia enquanto descobre que o quanto você envelheceu mal em 24 anos, e repensar suas escolhas de vida, "Sonic Mania" é pra você.

    "Sonic Mania" está disponível para Xbox One, PCs, Playstation 4 e Nintendo Switch. – Gabriel Sukita

    9. Mudar seu visual radicalmente!

    Aline Ramos

    Foram oito horas sentada num salão para trançar o meu cabelo até a bunda. Se me arrependo? Não. Faz dez anos que cortei o cabelo, deixei de alisar e assumi meus cachos. Foi tão custoso deixar ele crescer que acabei ficando com pavor de fazer alguma coisa diferente e acabar com tudo. E além disso, por ter péssimas lembranças da época em que fazia alisamento, a última coisa que queria era passar mais de uma hora com alguém mexendo na minha cabeça. Mas foi a melhor decisão que tomei nos últimos tempos.

    Estava me sentindo muito insegura e isso refletia na forma como me via. Mudar radicalmente o visual fez com que eu relembrasse uma Aline que estava adormecida. Agora, quando olho no espelho, vejo uma mulher forte e capaz de fazer o que quiser com a sua própria vida.

    Vou confessar: no começo, doeu bastante e eu me incomodava com o calor das tranças no meu pescoço. Mas tudo isso passa se você tiver paciência.

    Diferentemente do que muita gente acredita, eu lavo o meu cabelo. E com shampoo e água, do jeitinho que todo mundo faz. A única diferença é que, depois de lavar. fica bem pesado por um tempinho porque as tranças demoram para secar. O único problema MESMO é que elas duram dois meses. Mas agora que quebrei essa barreira, estou empolgada para testar mais coisas no meu cabelo. Quem sabe eu não fico loira? – Aline Ramos

    10. Doar para a Redes da Maré pelo site Benfeitoria.

    Divulgação / Douglas Lopes / Redes da Maré / Via instagram.com

    Depois do assassinato de Marielle Franco, eu, como muitos brasileiros, passei alguns dias lendo sobre a história dela. Um detalhe muito importante me chamou atenção foi que ela só conseguiu passar no vestibular da PUC do Rio de Janeiro pois fez um cursinho popular na favela da Maré. Enquanto estava totalmente consternado, pensei como poderia ajudar de forma prática essa situação toda.

    Foi aí que eu descobri que o cursinho feito por Marielle existe até hoje. Ele é oferecido por uma organização da sociedade civil chamada Redes da Maré, que começou como um cursinho popular, mas depois expandiu a atuação com cursinhos preparatórios para Ensino Médio, Técnico e Fundamental. Dá para ajudá-los com uma doação mensal em dinheiro com valores entre 20 e 100 reais pelo site Benfeitoria.

    Comecei a doar e sinto que assim, de maneira bem modesta e simples, posso ajudar um pouquinho a melhorar a situação da vida de algumas pessoas do Rio. – Davi Rocha

    Veja aqui o que recomendamos em outros meses.

    Você já tem o app do BuzzFeed Brasil no seu celular? Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.

    Want amazing beauty and style tips twice a week? Sign up for the As/Is newsletter!

    Newsletter signup form

    Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

    Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.