Updated on 30 de jun de 2019. Posted on 27 de jun de 2019

    Te desafio a não se impressionar com esta história que envolve crianças, morte e cemitério

    "Recolheram meu corpo quando eu caí do carro", falei assim também.

    O Fernando, que tem o apelido Tanto desde a infância, contou no Twitter histórias TENEBROSAS envolvendo a filha dele e o que parece ser uma PARANORMALIDADE.

    Minha filha mais velha sempre teve umas coisas estranhas, uns sentimentos e umas falas que nunca consegui explicar. Por exemplo, ela sempre teve, quando criança, um sentimento preciso sobre os meus sentimentos.

    Caso você tenha algum medo de histórias envolvendo com paranormalidade, aconselho a parar por aqui pois não vou me responsabilizar por seus pesadelos. Bom, vamos continuar.

    Koldunova_anna / Getty Images

    Antes de mais nada adianto que a filha do Tanto já tem 18 anos, se chama Maria e produz este tipo de conteúdo no Twitter.

    O Tanto explicou que no passado a esposa dele teve uma complicação em uma gravidez e perdeu um bebê. Até aí ruim, mas nada paranormal. Anos depois, nasceu a Maria e a os fatos começam a ficar estranhos quando ela tinha 3 anos e resolveu fazer uma revelação bombástica. Tudo começou num papo sobre morte.

    Botei ela no colo e fomos na rua ver o céu, e ela começou com um papo filosófico questionador, me perguntando o que tinha depois da morte. Eu disse a ela que existiam muitas ideias do que acontecia depois da morte, e que cada pessoa tinha sua própria teoria.

    Em uma conversa sobre o que existe depois da morte, Tanto disse pra ela "A gente vira natureza, filha" e ela falou: "Mas minha irmã disse que não, que a gente continua crianças". E disse mais, explicou que a irmã dela era "AQUELA QUE MORREU ANTES DEU NASCER".

    - E no que você acredita, pai? - Eu acredito que a gente vira natureza, filha... - Mas a minha irmã disse que não, que a gente continua crianças Eu ➡️😳😳 - que irmã, filha? - aquela que morreu antes deu nascer...

    É. ISSO. MESMO. QUERIDO. INTERNAUTA. Uma criança de 3 anos falou da irmã dela que morreu antes dela nascer. E essa irmã seria da gravidez da mãe dela que não deu certo. E ela não sabia de nada disso.

    Izusek / Getty Images

    Pra coroar esse diálogo TENEBROSO, a Maria ainda disse que a irmã dela sempre a visitava.

    Quase jogo a criança no meio do mato e saio correndo, um medo desgraçado de ver aquela criancinha falando aqui, mas me limitei a me benzer e seguir no papo. - filha, quem te falou isso? - ela, minha irmã. Ela sempre vem me ver.

    Mas, SENHORAS E SENHORES, o negócio fica ainda tenebroso mesmo neste episódio aqui, que envolve um CEMITÉRIO (sim, tudo pode piorar).

    Um dos caminhos de volta da UFPA passa na frente do cemitério de Santa Izabel, o principal campo santo de Belém. Cemitério enorme, uns dois quarteirões inteiros com vista total da rua. Da grade, se consegue ver todos os túmulos, muitos deles verdadeiras obras de arte.

    Maria, na época com 4 aninhos, virou pra avó dela na frente do cemitério e disse: "Me trouxeram aqui. Me trouxeram pra cá numa caixinha, depois que eu cai do carro".

    - É, minha filha... e conhece como? - Me trouxeram aqui, vovó. - Não, Maria. Ninguém trouxe você aqui, você é muito nova pra vir aqui. - Trouxeram sim, vovó. Me trouxeram pra ca numa caixinha, depois que eu cai do carro.

    Avó, avô e a mãe da criança fizeram exatamente o que todo mundo faria: GRITAR, SURTAR, TER UM PIRIPAQUE.

    Minha mãe conta que foi a maior gritaria no carro. Meu pai quase bateu, do mini infarto que teve, minha mãe deu um grito e minha irmã se benzeu. - Maria, que história é essa!? Quem te falou isso? - Ninguém me falou. Aconteceu, eu ficava aí.

    NO QUE TANGE à história do cemitério, a própria Maria complementou o depoimento no Twitter.

    Sai fora, Maria!!! Ainda posso te mandar pra adoção.

    Bom, a história viralizou muito (até a publicação deste post tiveram pelo menos 2 mil retuítes) e todos os demais tuítes da Maria envolvem a história do pai, como este que lembra que pelo jeito ela sempre está acompanhada.

    @ntupiassu Pense positivo!, pelas histórias que seu pai contou, você nunca está sozinha kk

    A Maria resolveu contar um pouco mais sobre sua paranormalidade. Ela lembra de quando sempre achava que tinha alguém com ela em casa.

    esse negócio de fantasma é bizarro.. eu lembro de uma época aqui em casa em que eu jurava que tinha mais alguém com a gente na casa. eu vi e senti varias coisas: senti uma mão me tocando no ombro enquanto eu ouvia música, vi algo pelo reflexo da tv... ouvia passos. muita coisa

    Inclusive enquanto a coitada estava dormindo o sono dos justos.

    também já acordei de madrugada e vi claramente uma mulher sentada na minha bancada (eu dormia de abajur porque tinha medo de uma história da fada do dente HAHSHSHS). ela tava ali sentada me olhando de branco. eu coloquei o cobertor na cabeça, fechei o olho e tentei dormir

    Por isso, eu, do fundo do meu coração, desejo paz e sucesso pro Tanto, pra Maria, pra você leitor e deixo aqui uma mensagem clássica, porém muito importante.

    Reprodução / Via criarmeme.com.br

    "Melhor sozinha do que mal acompanhada"

    BuzzFeed Daily

    Keep up with the latest daily buzz with the BuzzFeed Daily newsletter!

    Newsletter signup form