Posted on 30 de jan de 2015

    7 vezes em que Alckmin mentiu publicamente sobre a crise da água em SP

    Segundo o governador, São Paulo não sofreria com desabastecimento ou racionamento e a água do volume morto "é perfeita".

    Milton Michida/Governo do Estado

    1. "Não haverá racionamento em São Paulo." (04/02/2014)

    Via Facebook: maes.demaio

    Geraldo Alckmin disse mais de uma vez, em fevereiro do ano passado, que o estado de São Paulo não passaria por racionamento. Em janeiro de 2015 o governador disse que "na prática, o racionamento já existe desde o ano passado".

    2. "Nós estamos preparados para a seca." (04/08/2014)

    Milton Michida/Governo do Estado

    "Temos um cronograma todo delineado para assegurar [a oferta de] água", disse o governador em agosto do ano passado, mesmo sabendo que o Ministério Público Federal havia acabado de recomendar a adoção de racionamento pelo Estado.

    3. "Não falta água em São Paulo, não vai faltar água em São Paulo." (30/09/2014)

    Reprodução / UOL

    A frase foi dita por Alckmin durante debate eleitoral em setembro, quando o governador era candidato à reeleição. No mesmo mês, o jornal El País já apontava que a falta d'água afetava mais de 15 milhões de pessoas no Estado.

    4. "A água do volume morto é perfeita." (13/05/2014)

    Reprodução / G1

    A frase foi dita em maio. Alckmin preferiu chamar o volume morto de "reserva técnica" e disse que "é água igual às outras". Mas a água do volume morto é de qualidade inferior e promotores do Ministério Público, professores universitários e especialistas alertam que a água pode estar contaminada por metais pesados e causar doenças.

    5. "Não planejamos usar a 2ª cota do volume morto." (13/07/2014)

    Governo do Estado de São Paulo

    Durante as eleições, Alckmin disse que não havia intenção de usar a segunda cota do volume morto do sistema Cantareira, mas a Sabesp já estava planejando retirar 100 bilhões de litros desta reserva. Três meses depois, a segunda cota já está no fim e o governo já fala em utilização de uma terceira e última cota.

    6. "Não há risco de racionamento de água em 2015." (30/09/2014)

    Governo do Estado de São Paulo

    Em setembro de 2014 Alckmin voltou a negar a possibilidade de racionamento em São Paulo e disse que o Estado não precisaria nem ter "chuva abundante". "Pode até chover menos do que a média que ultrapassaremos o novo período seco", disse o governador, em entrevista à Folha de S.Paulo.

    7. "Não há risco de racionamento. Nós já temos repetido isso desde o início do ano." (11/11/2014)

    Governo do Estado de São Paulo

    Alckmin repetiu mesmo que não havia risco de racionamento várias vezes ao longo de 2014. A frase acima foi dita em novembro, quando, segundo o que disse próprio governador recentemente, o racionamento já existia "na prática".

    BuzzFeed Daily

    Keep up with the latest daily buzz with the BuzzFeed Daily newsletter!

    Newsletter signup form

    Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

    Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.