Espírito esportivo vence rivalidade e colombianos pedem título à Chapecoense

    Atlético Nacional de Medellín, que disputaria final da Sul-Americana contra o clube de Chapecó, divulgou nota oficial em que pede que título vá para o adversário brasileiro.

    by ,

    Logo na manhã desta terça (29), jogadores do Atlético Nacional pediram que o título da Sul-Americana seja entregue à Chapecoense. Os times fariam o primeiro jogo da final nesta quarta, em Medellín. Mas a queda do avião que transportava a equipe brasileira fez ao menos 75 vítimas.

    Copa Sudamericana | Queremos que se declare campeón a @ChapecoenseReal: ‘Alcatraz’ https://t.co/4P1oFIh2Nb

    Gilberto García, do Medellín, em entrevista a uma TV colombiana: "É como um aviso de Deus para seguir melhorando e acreditando em nós mesmos. Vamos esperar a determinação da Conmebol, mas queremos que a Chapecoense seja declarada campeã. E depois vamos ver o que acontece. A iniciativa é nossa e do mundo do futebol. Esperamos que a Conmebol tome essa decisão".

    No início da tarde, a direção do Atlético Nacional de Medellín foi no mesmo caminho e fez um apelo à Conmebol para que o título do torneio seja entregue à Chapecoense. Isso faria com que o time catarinense disputasse a Libertadores em 2017.

    Reprodução

    A íntegra do texto:

    A dor oprime nossos corações e o luto invade o nosso pensamento. Têm sido momentos infelizes quando ficamos consternados com uma notícia que preferíamos nunca ter escutado. O acidente dos nossos irmãos da Chapecoense marca a nossa vida e já deixa uma marca indelével no futebol latino-americano e mundial. Tudo isto era completamente inesperado, por isso a dor. Todos eles, jogadores, comissão técnica, jornalistas e tripulação, eram pessoas com muitos sonhos.

    Ao lamento mundial também se junta toda a família do Atlético Nacional. A direção, jogadores, funcionários administrativos, patrocinadores e torcedores expressam tristeza e desespero diante do absurdo. Solidariedade não se fez esperar e o nosso grupo um sonoro acompanhar o sofrimento de todos aqueles irmãos que nos deixou com sua família e nós compartilhamos uma grande ilusão de ser campeões continentais da Copa Sul-Americana.

    Depois de estar muito preocupado com o lado humano que pensamos sobre o aspecto competitivo e queremos publicar este comunicado onde Atletico Nacional convida Conmebol ao título da Copa Sul-Americana ser entregue à Associação Chapecoense de Futebol como louro honorário sua grande perda e póstuma homenagem às vítimas do acidente fatal que chora nosso esporte. De nossa parte, e para sempre, Chapecoense Campeão da Copa Sul-Americana de 2016.

    Depois, o Atlético Nacional convocou seus torcedores a irem ao estádio em que ocorreria a partida contra a Chapecoense, com velas, vestidos de verde e branco — cores do adversário.

    Mañana 6:45 pm todos juntos al estadio vestidos de blanco y con un vela blanca en símbolo de solidaridad #FuerzaChapecoense

    Outros clubes brasileiros e estrangeiros também deixaram a rivalidade de lado e ofereceram ajuda ao time de Chapecó.

    Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo divulgaram nota conjunta em que oferecem emprestar jogadores de graça à Chapecoense, para a temporada do ano que vem. O gesto também foi tomado por outros times, como Grêmio e Inter.

    Paulo Whitaker / Reuters

    Leia a íntegra da nota dos times paulistas:

    Neste momento de perda e de profunda tristeza, nós, presidentes dos clubes brasileiros que publicam essa nota, gostaríamos de manifestar nossos mais sinceros sentimentos de pesar e solidariedade à Associação Chapecoense de Futebol e seus torcedores, e em especial às famílias e amigos dos atletas, comissão técnica e dirigentes envolvidos na tragédia ocorrida na madrugada desta terça-feira (29).

    Mesmo cientes dos prejuízos irreparáveis provocados por este terrível acontecimento, os Clubes entendem que o momento é de união, apoio e auxílio à Chapecoense.

    Neste sentido, os Clubes anunciam Medidas Solidárias à Chapecoense, que consistirão, dentre outras, em:

    (i) Empréstimo gratuito de atletas para a temporada de 2017; e
    (ii) Solicitação formal à Confederação Brasileira de Futebol para que a Chapecoense não fique sujeita ao rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro pelas próximas 3 (três) temporadas. Caso a Chapecoense termine o campeonato entre os quatro últimos, o 16o colocado seria rebaixado.

    Trata-se de gesto mínimo de solidariedade que se encontra ao nosso alcance neste momento, mas dotado do mais sincero objetivo de reconstrução desta instituição e de parte do futebol brasileiro que fora perdida hoje.


    Veja também:

    O que sabemos até agora sobre a queda do avião da Chapecoense

    Veja fotos da comoção em Chapecó após a tragédia na Colômbia

    O goleiro Danilo da Chape tem recebido votos para prêmio de craque do Brasileirão

    Alexandre Aragão é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email alexandre.aragao@buzzfeed.com

    Contact Alexandre Aragão at alexandre.aragao@buzzfeed.com.

    Graciliano Rocha é Editor de Notícias do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email graciliano.rocha@buzzfeed.com.

    Contact Graciliano Rocha at graciliano.rocha@buzzfeed.com.

    Got a confidential tip? Submit it here

    Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

    Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.