Justiça manda que Google Maps desvincule "anticristo" do Templo de Salomão

    Busca pelo termo no Google Maps leva ao endereço do local, que pertence à Igreja Universal do Reino de Deus. Google diz que cumprirá a decisão.

    A Justiça de São Paulo determinou que o Google retire as associações do Templo de Salomão, da Igreja Universal, com os termos "anticristo" e "sinagoga de satanás" do Google Maps.

    A multa diária é de R$ 5.000, caso a empresa não cumpra.

    Google Maps / Reprodução

    O caso veio à tona nas redes sociais no final de julho, e foi noticiado à época pelo BuzzFeed Brasil.

    A Universal entrou com ação judicial na última quinta-feira (19), após, segundo a igreja, esgotar "todas as possibilidades de uma solução" com o Google fora dos tribunais.

    Demétrio Koch / Imagens Públicas / Via fotospublicas.com

    Na decisão, o juiz Fernando José Cúnico determina ainda que o Google forneça informações para que a Igreja Universal possa identificar os autores da mudança no Google Maps.

    Reprodução

    Escreveu o magistrado:

    Diante do exposto, determino que a ré [Google], no prazo de 48 horas, e sob pena de multa diária no valor de R$ 5.000:

    (...)

    II) forneça os dados cadastrais disponíveis, bem como os registros eletrônicos, tais como endereço de IP, data, hora e GMT, atrelados ao(s) responsável(is) pela vinculação dos termos "anticristo" e "sinagoga de satanás" ao principal espaço religioso da autora, na busca da plataforma Google Maps;

    O BuzzFeed Brasil entrou em contato com o Google nesta quarta (24). A empresa informou que desvinculou os termos e "está tomando as medidas cabíveis para cumprir a decisão".

    Às 16h30, a reportagem buscou por "anticristo" no Google Maps e o resultado ainda foi o Templo de Salomão.

    Paulo Pinto / Fotos Públicas

    Leia abaixo a íntegra da nota da Igreja Universal sobre o caso:

    O juiz da 12ª Vara Cível de São Paulo concedeu liminar à Igreja Universal do Reino de Deus, determinando que a empresa Google do Brasil desvincule as expressões “anticristo” e “sinagoga de satanás” das buscas sobre a localização do Templo de Salomão no serviço Google Maps, sob pena de multa diária de R$ 5.000.

    A Universal esclarece que esgotou todas as possibilidades de uma solução junto à empresa Google para que fosse interrompida essa abominável agressão a fé de milhões de pessoas que têm o Templo de Salomão como local sagrado. Felizmente, o Poder Judiciário pôs fim a um grave atentado à liberdade de crença assegurada a todos os brasileiros por nossa Constituição Federal.

    A Igreja Universal não aceita e jamais aceitará calada ataques de preconceito religioso e a promoção do ódio gratuito contra nós. Continuaremos buscando na Justiça a devida reparação e a punição dos culpados.

    Veja mais:

    A busca pela palavra “anticristo” no Google Maps cai no Templo de Salomão

    BuzzFeed Daily

    Keep up with the latest daily buzz with the BuzzFeed Daily newsletter!

    Newsletter signup form

    Utilizamos cookies, próprios e de terceiros, que o reconhecem e identificam como um usuário único, para garantir a melhor experiência de navegação, personalizar conteúdo e anúncios, e melhorar o desempenho do nosso site e serviços. Esses Cookies nos permitem coletar alguns dados pessoais sobre você, como sua ID exclusiva atribuída ao seu dispositivo, endereço de IP, tipo de dispositivo e navegador, conteúdos visualizados ou outras ações realizadas usando nossos serviços, país e idioma selecionados, entre outros. Para saber mais sobre nossa política de cookies, acesse link.

    Caso não concorde com o uso cookies dessa forma, você deverá ajustar as configurações de seu navegador ou deixar de acessar o nosso site e serviços. Ao continuar com a navegação em nosso site, você aceita o uso de cookies.