back to top

20 coisas que sua vagina gostaria que você soubesse sobre a masturbação

Você está dando ao clítoris o valor que ele merece?

publicado

1. Primeiro, a masturbação é uma vazão sexual única e importante, não apenas uma substituta do sexo.

HBO / Via octopussoir-.tumblr.com

"Estou me masturbando. Eu te disse que faria isso o dia inteiro hoje."

"Frequentemente a masturbação é vista como uma cidadã de segunda classe", diz Patti Britton, doutora, sexóloga e fundadora da Sex Coach U ao BuzzFeed. "Mas ela é de primeira classe. É um relacionamento vitalício que você tem com seu corpo e com sua própria sexualidade."

2. Fazer do orgasmo o principal objetivo da masturbação pode te deixar ansiosa.

3 Arts Entertainment / Via reddit.com

Às vezes você quer um orgasmo, sabe exatamente como conseguir isso e consegue atingi-lo. O que é ótimo. Mas, se você tem problemas para chegar ao orgasmo, você pode estar se esforçando demais para chegar lá, diz Britton. Nesse caso, afaste-se da masturbação focada em um objetivo e apenas se concentre em se dar prazer, sem se preocupar se você chegará ao clímax ou não.

3. Descobrir como chegar ao clímax sem um vibrador é um ótimo ponto de partida para novos orgasmos.

NBC / Via millsbizz.tumblr.com

"Minha vagina vai fazer alguma coisa e eu vou ficar tipo: 'O que foi isso?'"

Orgasmos com vibradores = ótimo. Mas conhecer seu corpo sem um vibrador pode ser bom e te levar a orgasmos que você não sabia que podia ter. "Descubra sua linha de referência e então explore", diz Britton.

4. Se você está com problemas para gozar, talvez não esteja estimulando o clitóris.

Comedy Central / Via southpark.wikia.com

"Eu sou o clítoris."

O corpo de cada pessoa é diferente, com certeza, mas é MUITO mais comum chegar ao orgasmo pelo estímulo do clitóris do que pela penetração.

"Às vezes, você só precisa comprar um vibrador e ter as instruções de como estimular o clitóris", conta Lauren Streicher, ginecologista e autora de "Sex Rx". "Um dos motivos que fazem as mulheres não chegarem ao orgasmo é a expectativa de que isso só vai acontecer durante uma relação sexual."

5. Muitas pessoas precisam de estímulos simultâneos de várias zonas erógenas para gozar.

DreamWorks Animation / Via abetterchapter.tumblr.com

"-- Os dois?
-- Os dois.
-- Os dois.
-- Os dois está bom."

Se você acha que apenas o estímulo do clitóris não está dando certo, tente chegar ao que os especialistas chamam de orgasmo "misto" — se penetrar com os dedos ou com um consolo enquanto também estimula o clitóris. Ou, quem sabe, talvez você seja alguém que tem outras zonas erógenas que a farão gozar (por exemplo, é possível gozar estimulando os mamilos).

"É muito importante experimentar suas áreas erógenas para descobrir qual vai ser mais estimulante para você", diz Britton.

6. Um vibrador não vai tirar sua habilidade de chegar ao orgasmo sem um.

Alice Mongkongllite / BuzzFeed / Via buzzfeed.com

Há um mito popular de que, se você usar um vibrador, as extremidades nervosas do seu clitóris perderão a sensibilidade. Isso é mentira.

"O orgasmo que você tem com um vibrador pode ser diferente — pode ser mais intenso ou pode vir mais rápido, mas, se você é alguém capaz de chegar ao orgasmo sem um vibrador, você não vai perder essa habilidade devido ao uso do vibrador", diz Streicher.

7. Você pode, no entanto, exaurir os nervos devido a estímulos prolongados e perder um pouco da sensibilidade a curto prazo.

queen-of-motherlode.tumblr.com / Via instagram.com

"Testando a configuração mais forte do vibrador"

Geralmente isso é o resultado de um vibrador grande de alta potência + o estímulo de longa duração. No entanto, você não causará danos permanentes, diz Streicher — você apenas precisa dar um tempo e deixar os nervos relaxarem um pouco.

8. Dito isso, algumas pessoas só conseguem chegar ao orgasmo com a ajuda de um vibrador, e isso é perfeitamente normal.

instagram.com

"Vibes positivas
— Você vai ter o melhor dia
— Você consegue
— Urrul!
— Você é a melhor!"

Ou seja, ninguém se torna dependente de um vibrador pelo uso, mas outras pessoas simplesmente não conseguem chegar ao orgasmo sem um, e tudo bem, diz Streicher.

Há uma longa lista de motivos porque isso pode acontecer, como sensibilidade reduzida nas extremidades nervosas devido à menopausa ou ao diabetes. Então, se por qualquer motivo você precisa de um vibrador, não se preocupe — não há hierarquia de orgasmo e qualquer um que te satisfaça é incrível.

9. Além de ser divertida, a masturbação traz benefícios à saúde.

3 Arts Entertainment / Via voldemxrt.tumblr.com

Ela alivia o estresse, ajuda você a se sentir mais relaxada e aumenta os níveis de endorfina e testosterona, o que pode melhorar o humor, de acordo com Britton.

10. Seu clitóris é uma estrutura grande e há várias formas de estimulá-lo.

@virage_v2 / Via instagram.com

Quando você pensa no clitóris, provavelmente pensa na pequena parte visível na vulva. Mas o clitóris, na verdade, tem ramificações que se prolongam sob a pele ao longo de cada lado da vulva, quase como uma fúrcula, segundo Britton. Essas ramificações contêm tecido erétil e podem crescer com sangue da mesma maneira que um pênis.

Para ideias de como brincar com seu clitóris, confira este post.

11. O lubrificante pode ajudar o clitóris tanto quanto ajuda a vagina.

Jennifer Lopez VEVO / Via buzzfeed.com

A lubrificação não é necessária apenas para facilitar a penetração; ela também pode reduzir o risco de irritação da pele do clitóris. Então, se você for esfregar/estimular/brincar com seu clítoris, considere usar um pouco de lubrificante.

12. Se você usa vibradores e consolos, não economize em limpeza e higienização.

http://@sophie.crow / Via instagram.com

Não lavar ou não guardar seu consolo corretamente pode causar problemas, seja porque diminuirá a vida útil dele quanto pelo risco de infecções, diz Britton. "A masturbação não transmitirá uma DST, mas limpeza e boa higienização são importantes para sua segurança."

Você pode aprender o básico sobre como limpar seus brinquedos aqui.

13. Falando nisso, usar camisinhas em seus consolos é uma ótima forma de deixar sua vida muito mais fácil.

@lifestylesbettertogether / Via instagram.com

Isso já é fato para consolos porosos que só permanecem limpos com preservativos. Porém, isso pode ser uma boa escolha mesmo para consolos feitos de silicone e outros materiais não porosos. Usando uma camisinha, você não precisará se levantar para lavar seus consolos assim que acabar de usá-los, diz Streicher. E você pode usar o mesmo consolo na vagina e no ânus na mesma sessão de masturbação (se for um consolo seguro para penetração anal com base alargada) trocando os preservativos em vez de lavá-lo.

Além disso, usar o preservativo abre a possibilidade de usar lubrificantes diferentes, diz Streicher. Por exemplo, lubrificante de silicone e consolos de silicone não se misturam, mas isso não é problema se você tiver um preservativo em seu vibrador.

14. Dito isso, abrace seu método preferido.

NBC / Via buzzfeed.com

"Todos nós temos o que eu chamo de preferência", diz Britton. "Quando você descobrir sua preferência, fique com ela, porque é um caminho certo até o resultado que você quer, que geralmente é um orgasmo delicioso."

15. Se você não consegue chegar ao orgasmo com um(a) parceiro(a), talvez seja bom analisar a forma com que você se masturba.

Fox Searchlight / Via anthonyplatinumice.tumblr.com

Muitas pessoas tem hábitos de masturbação que vêm da infância e que não são adaptáveis ao sexo com um(a) parceiro(a), diz Britton. Por exemplo, talvez você costumava roçar em um travesseiro ou bichinho de pelúcia para ter um orgasmo, mas não há como recriar essa sensação com um(a) parceiro(a).

Sexo com um(a) parceiro(a) não tem que ser focado em ter um orgasmo, mas se você está frustrada, talvez seja bom se afastar de seu hábito confiável de masturbação e ver se você consegue encontrar outras formas de chegar ao clímax — e então ver se você consegue adaptar isso ao sexo com um(a) parceiro(a).

16. Se masturbar pode te ajudar a gostar mais do sexo com outras pessoas.

Logo TV / Via logotv.tumblr.com

"Se você não se ama, como vai amar outra pessoa?"

A masturbação é praticamente a base de toda a atividade com um(a) parceiro(a).

"Se você não sabe o que te faz se sentir bem, não há como você conseguir orientar seu(a) parceiro(a)", diz Sherry Ross, ginecologista e autora de "She-ology The Definitive Guide to Women’s Intimate Health. Period." [Ela-ologia, O Guia Definitivo da Saúde Íntima da Mulher. Ponto final.].

"Isso começa com conhecer seu corpo, explorar seu corpo e não ter vergonha de sua saúde sexual e prazer."

17. Preliminares podem ser tão importantes com você mesma quanto com um(a) parceiro(a).

claryalec.tumblr.com

Além disso, estar adequadamente lubrificada é muito importante, independentemente de estar praticando sexo com alguém ou sozinha. Ficar confortável e excitada é sempre de grande ajuda.

18. Ao escolher um vibrador, visite um sex shop pessoalmente se puder — é mais provável que você encontre o par perfeito assim.

@babeland_toys / Via instagram.com

Comprar pela internet é incrível e discreto, se for o que você precisa. No entanto, às vezes, ir até uma loja vale a pena. "O tamanho e o formato te agradam? Qual a sensação que a vibração provoca em sua mão?", diz Britton.

Se uma vibração parecer muito intensa em sua mão, seu clitóris ou vagina provavelmente não irão gostar. Além disso, há diferentes tipos de vibrações que você só consegue sentir pessoalmente. Algumas são graves e estrondosas, enquanto outras parecem mais ~zumbidos~ e outras se concentram em um ponto, enquanto outras são mais espalhadas — esse tipo de coisa. Comprar pessoalmente te dá a chance de ver quais sensações você prefere.

19. Você pode tecnicamente se condicionar a ficar excitada quando estiver estressada/cansada/triste.

youtube.com / Via reddit.com

Pense nos cachorros de Pavlov: se você se masturbar obedecendo a um padrão, uma atividade pode começar a provocar uma resposta de excitação. Por exemplo, digamos que você se masturba para aliviar o estresse ou como uma forma de se animar quando está para baixo. Isso pode acabar condicionando seu corpo a ficar super excitado sempre que você se sentir estressada ou triste. Seu corpo pode responder ao estresse ou à tristeza com "Acho que é hora de me masturbar! DEIXA EU FICAR EXCITADO RAPIDINHO."

Então varie às vezes. Por via das dúvidas.

20. Se você tem problemas para se masturbar ou chegar ao orgasmo em geral, pode ser algo psicológico, e existe ajuda para isso.

Fox / Via giphy.com

"Isso parece um trabalho para um... terapeuta"

Muitas pessoas crescem cercadas por mensagens negativas em relação ao sexo e à masturbação feminina e à sexualidade, diz Streicher. Por isso, você pode estar lidando com uma vergonha internalizada por causa dessas crenças. Streicher encoraja qualquer pessoa lidando com isso a se consultar com um terapeuta sexual.

"Algumas dessas coisas são puramente clínicas e você pode se consultar com um ginecologista. No entanto, na maioria das vezes, é aí que um terapeuta sexual qualificado entra."

Este post foi traduzido do inglês.

Every. Tasty. Video. EVER. The new Tasty app is here!

Dismiss