back to top

17 celebridades que se abriram sobre saúde mental em 2015

"Eu estou numa luta só para conseguir chegar ao fim de cada dia. Eu acho que muitas pessoas também estão."

publicado

1. Emma Stone falou sobre os ataques de pânico que teve na infância para o Wall Street Journal.

"Na primeira vez em que eu tive um ataque de pânico eu estava sentada na casa de uma amiga, e pensei que a casa estivesse pegando fogo. Eu liguei para minha mãe e ela me levou para casa e pelos três anos seguintes os ataque simplesmente não paravam."
Pascal Le Segretain / Getty Images

"Na primeira vez em que eu tive um ataque de pânico eu estava sentada na casa de uma amiga, e pensei que a casa estivesse pegando fogo. Eu liguei para minha mãe e ela me levou para casa e pelos três anos seguintes os ataque simplesmente não paravam."

2. Deepika Padukone revelou sua luta com a ansiedade e a depressão para o Hindustan Times.

"A reação mais comum é 'Como você pode estar deprimida? Você tem tudo o que precisa. Você é a heroína número 1 e tem uma casa cara, um carro, filmes... O que mais você quer?' Mas não se trata do que você tem ou não tem."
John Phillips / Getty Images

"A reação mais comum é 'Como você pode estar deprimida? Você tem tudo o que precisa. Você é a heroína número 1 e tem uma casa cara, um carro, filmes... O que mais você quer?' Mas não se trata do que você tem ou não tem."

3. Kerry Washington conversou com a Glamour sobre a importância da terapia.

"Meu cérebro e meu coração são realmente importantes para mim. Eu não sei por que motivo eu não procuraria ajuda para que os dois fiquem tão saudáveis quanto os meus dentes. Eu vou ao dentista. Então por que eu não iria ao terapeuta?"
Charley Gallay / Getty Images

"Meu cérebro e meu coração são realmente importantes para mim. Eu não sei por que motivo eu não procuraria ajuda para que os dois fiquem tão saudáveis quanto os meus dentes. Eu vou ao dentista. Então por que eu não iria ao terapeuta?"

4. Cara Delevingne se abriu sobre a sua luta contra a depressão no Women in the World Summit de 2015.

"Eu pensava que estava completamente sozinha. Eu queria que o mundo me engolisse e nada me parecia melhor que a morte."Ela passou a compartilhar o que a ajudou em sua recuperação: "É importante encontrar pessoas próximas que desejam o melhor para você de coração. Eu tinha várias pessoas ao meu redor que só estavam interessadas no que eu poderia dar a elas... e não se preocupavam comigo. Então, é importante encontrar pessoas que se importam com você, e que te apoiam. E agora eu pude me tornar alguém que também ajuda as outras pessoas."
Anthony Harvey / Getty Images

"Eu pensava que estava completamente sozinha. Eu queria que o mundo me engolisse e nada me parecia melhor que a morte."

Ela passou a compartilhar o que a ajudou em sua recuperação: "É importante encontrar pessoas próximas que desejam o melhor para você de coração. Eu tinha várias pessoas ao meu redor que só estavam interessadas no que eu poderia dar a elas... e não se preocupavam comigo. Então, é importante encontrar pessoas que se importam com você, e que te apoiam. E agora eu pude me tornar alguém que também ajuda as outras pessoas."

5. Demi Lovato falou com o BuzzFeed sobre suas experiências com depressão e transtorno bipolar.

"Esse tipo de coisa não tem que tomar conta da sua vida, não tem que te definir como pessoa, só é importante que você peça ajuda. Não é um sinal de fraqueza."Ela também se juntou à campanha Be Vocal, que encoraja pessoas a falarem sobre as suas lutas contra transtornos mentais como uma forma de eliminar estigmas negativos e aumentar a conscientização nos EUA.
Jason Merritt / Getty Images

"Esse tipo de coisa não tem que tomar conta da sua vida, não tem que te definir como pessoa, só é importante que você peça ajuda. Não é um sinal de fraqueza."

Ela também se juntou à campanha Be Vocal, que encoraja pessoas a falarem sobre as suas lutas contra transtornos mentais como uma forma de eliminar estigmas negativos e aumentar a conscientização nos EUA.

6. Justin Bieber falou com o NME sobre o efeito negativo que a fama tem em sua saúde mental.

"Eu estou numa luta só para conseguir chegar ao fim de cada dia. Eu acho que muitas pessoas também estão."Ele compartilhou: "Esta vida pode te estraçalhar. [Fico deprimido] o tempo todo. E me sinto isolado. Você está no seu quarto de hotel e há fãs por todos os lados, paparazzis seguindo você em todos os lugares, e isso fica intenso. Quando você não pode ir a nenhum lugar ou fazer nada sozinho você fica deprimido. Eu não desejo isso a ninguém."
Noam Galai / Getty Images

"Eu estou numa luta só para conseguir chegar ao fim de cada dia. Eu acho que muitas pessoas também estão."

Ele compartilhou: "Esta vida pode te estraçalhar. [Fico deprimido] o tempo todo. E me sinto isolado. Você está no seu quarto de hotel e há fãs por todos os lados, paparazzis seguindo você em todos os lugares, e isso fica intenso. Quando você não pode ir a nenhum lugar ou fazer nada sozinho você fica deprimido. Eu não desejo isso a ninguém."

7. Dwayne Johnson falou sobre sua luta contra a depressão no programa Master Class , da Oprah.

"Do outro lado da sua dor há algo bom."Ele se abriu sobre a história dele com a doença e sobre a coisa mais importante que aprendeu: que ele não estava sozinho.
Ilya S. Savenok / Getty Images

"Do outro lado da sua dor há algo bom."

Ele se abriu sobre a história dele com a doença e sobre a coisa mais importante que aprendeu: que ele não estava sozinho.

8. Reid Ewing escreveu sobre o seu transtorno dismórfico corporal e o seu vício em cirurgias estéticas para o The Huffington Post.

"É um problema que raramente é levado a sério por causa da vergonha que as pessoas que já passaram por isso têm do público.""Nós não ouvimos o suficiente de histórias sobre cirurgia estética nessa perspectiva", escreveu ele.
Alberto E. Rodriguez / Getty Images

"É um problema que raramente é levado a sério por causa da vergonha que as pessoas que já passaram por isso têm do público."

"Nós não ouvimos o suficiente de histórias sobre cirurgia estética nessa perspectiva", escreveu ele.

9. Glenn Close conversou com o BuzzFeed sobre a importância de falar sobre transtornos mentais para reduzir o estigma.

"Não falar sobre problemas de saúde mental significa que o estigma tóxico que está por aí vai continuar impedindo as pessoas de pedir ajuda, de conseguir o tratamento que elas precisam e de ajudar as pessoas a entenderem que um transtorno mental é uma doença crônica, como qualquer outra doença crônica. Você não é a sua doença."
Jemal Countess / Getty Images

"Não falar sobre problemas de saúde mental significa que o estigma tóxico que está por aí vai continuar impedindo as pessoas de pedir ajuda, de conseguir o tratamento que elas precisam e de ajudar as pessoas a entenderem que um transtorno mental é uma doença crônica, como qualquer outra doença crônica. Você não é a sua doença."

10. Jared Padalecki falou com a Variety sobre a sua depressão e a sua campanha de camisetas Always Keep Fighting.

"Não é vergonha nenhuma lidar com esse tipo de coisa. Não é vergonha nenhuma ter que lutar todos os dias."
Kevin Winter / Getty Images

"Não é vergonha nenhuma lidar com esse tipo de coisa. Não é vergonha nenhuma ter que lutar todos os dias."

11. Sarah Silverman falou com a Glamour sobre a vida com depressão e ataques de pânico.

"As pessoas usam a expressão 'ataque de pânico' casualmente aqui em Los Angeles, mas eu não acho que a maior parte delas realmente saiba do que se trata. Cada respiração tem que ser pensada. Você está morrendo. É aterrorizante. E quando o ataque acaba, a depressão ainda está ali.""Eu não desejo a depressão para ninguém", disse ela. "Mas se você passar por isso, ou estiver passando por isso agora, apenas saiba que, por outro lado, as pequenas alegrias da vida serão muito mais doces. Os tempos difíceis, os dias em que você está enrolado como uma bola no chão — eles vão passar. Você está jogando um longo jogo, e a vida vale a pena."
Mike Windle / Getty Images

"As pessoas usam a expressão 'ataque de pânico' casualmente aqui em Los Angeles, mas eu não acho que a maior parte delas realmente saiba do que se trata. Cada respiração tem que ser pensada. Você está morrendo. É aterrorizante. E quando o ataque acaba, a depressão ainda está ali."

"Eu não desejo a depressão para ninguém", disse ela. "Mas se você passar por isso, ou estiver passando por isso agora, apenas saiba que, por outro lado, as pequenas alegrias da vida serão muito mais doces. Os tempos difíceis, os dias em que você está enrolado como uma bola no chão — eles vão passar. Você está jogando um longo jogo, e a vida vale a pena."

12. Wayne Brady falou com a People sobre as dificuldades únicas que os homens com depressão encaram.

"Nós sentimos todas as emoções negativas ou aquela nuvem negra pairando sobre você e é como se você precisasse chorar ou falar com alguém sobre isso, mas pensa 'Não, eu não vou fazer isso, porque eu sou um homem.'"Ele continuou: "Que tipo de homem eu iria parecer se eu dissesse a alguém: 'Ei, eu estou tão triste. Eu estou terrivelmente triste. Eu não consigo sair da cama. Eu me sinto vazio. Me ajude.' Eu seria [visto como] um fresco. Eu seria mole. Isso é o que te ensinam. Você foi programado assim."
Noam Galai / Getty Images

"Nós sentimos todas as emoções negativas ou aquela nuvem negra pairando sobre você e é como se você precisasse chorar ou falar com alguém sobre isso, mas pensa 'Não, eu não vou fazer isso, porque eu sou um homem.'"

Ele continuou: "Que tipo de homem eu iria parecer se eu dissesse a alguém: 'Ei, eu estou tão triste. Eu estou terrivelmente triste. Eu não consigo sair da cama. Eu me sinto vazio. Me ajude.' Eu seria [visto como] um fresco. Eu seria mole. Isso é o que te ensinam. Você foi programado assim."

13. Lena Dunham contou como ela lida com a ansiedade no Instagram.

"Prometi a mim mesma que eu não permitiria que meu programa de exercícios fosse a primeira coisa a ser adiada quando eu ficasse ocupada com a quinta temporada de Girls e vou explicar o motivo: os exercícios têm ajudado no tratamento da minha ansiedade de formas que eu nunca sonhei que seriam possíveis. Para quem está lutando contra a ansiedade, transtorno obsessivo compulsivo e depressão: eu sei que é muito irritante quando as pessoas te dizem para se exercitar e eu demorei 16 anos medicados para escutar esse conselho, mas agora estou grata por ter ouvido. Não é sobre a sua bunda, é sobre o seu cérebro. Obrigada @tracyandersonmethod por ter me mostrado a luz (e eu comprei essa roupa de malhar inspirada em em mães da Flórida na @bandierfit) #nãoéumpostpatrocinado #aindaestoumedicada"
instagram.com

"Prometi a mim mesma que eu não permitiria que meu programa de exercícios fosse a primeira coisa a ser adiada quando eu ficasse ocupada com a quinta temporada de Girls e vou explicar o motivo: os exercícios têm ajudado no tratamento da minha ansiedade de formas que eu nunca sonhei que seriam possíveis. Para quem está lutando contra a ansiedade, transtorno obsessivo compulsivo e depressão: eu sei que é muito irritante quando as pessoas te dizem para se exercitar e eu demorei 16 anos medicados para escutar esse conselho, mas agora estou grata por ter ouvido. Não é sobre a sua bunda, é sobre o seu cérebro. Obrigada @tracyandersonmethod por ter me mostrado a luz (e eu comprei essa roupa de malhar inspirada em em mães da Flórida na @bandierfit) #nãoéumpostpatrocinado #aindaestoumedicada"

14. Hayden Panettiere falou sobre depressão pós-parto no Live! With Kelly and Michael.

"É algo completamente incontrolável. É muito doloroso e assustador e as mulheres precisam de muito apoio.""Há muita desinformação", disse ela. "Muita gente pensa que não é real, que não é verdade, que isso é algo que é inventado pela mente, que 'ah, são hormônios.' Eles desconsideram o problema."
Frazer Harrison / Getty Images

"É algo completamente incontrolável. É muito doloroso e assustador e as mulheres precisam de muito apoio."

"Há muita desinformação", disse ela. "Muita gente pensa que não é real, que não é verdade, que isso é algo que é inventado pela mente, que 'ah, são hormônios.' Eles desconsideram o problema."

15. Michelle Obama falou com a Glamour sobre retirar o estigma do tratamento para veteranos sofrendo com Transtorno de Estresse Pós-Traumático.

"Nós temos que desenvolver uma cultura de braços abertos e aceitação para que eles se sintam confortáveis dizendo 'Eu sou um veterano. E, aliás, eu preciso de ajuda.'"Ela continuou: "Isso é algo que precisamos fazer neste país com a saúde mental como um todo — tirar o estigma da saúde mental"
Mark Wilson / Getty Images

"Nós temos que desenvolver uma cultura de braços abertos e aceitação para que eles se sintam confortáveis dizendo 'Eu sou um veterano. E, aliás, eu preciso de ajuda.'"

Ela continuou: "Isso é algo que precisamos fazer neste país com a saúde mental como um todo — tirar o estigma da saúde mental"

16. Kristen Stewart se abriu para a Marie Claire sobre ter lidado com ansiedade no passado.

"Eu estava constantemente ansiosa. Eu era controladora. Se eu não soubesse como alguma coisa iria terminar, eu acabava ficando doente ou me fechava em copas e me tornava inibida de uma forma que era realmente debilitante."
Tristan Fewings / Getty Images

"Eu estava constantemente ansiosa. Eu era controladora. Se eu não soubesse como alguma coisa iria terminar, eu acabava ficando doente ou me fechava em copas e me tornava inibida de uma forma que era realmente debilitante."

17. Felicia Day falou com a Forbes sobre lidar com a ansiedade e acabar com o estigma.

"Meu conselho seria conversa com as pessoas sobre [a ansiedade]. Não se sinta sozinho. Trate seu corpo como se você fosse outra pessoa da qual você precisa cuidar e a quem você precisa curar."Ela também escreveu em detalhes sobre suas experiências no seu livro de memórias, You're Never Weird on the Internet (Almost).
Kevin Winter / Getty Images

"Meu conselho seria conversa com as pessoas sobre [a ansiedade]. Não se sinta sozinho. Trate seu corpo como se você fosse outra pessoa da qual você precisa cuidar e a quem você precisa curar."

Ela também escreveu em detalhes sobre suas experiências no seu livro de memórias, You're Never Weird on the Internet (Almost).

Esta semana estamos falando de saúde mental. Se você gostou desta matéria, você também poderá curtir essas outras: