back to top

O que muda no cachorro-quente de acordo com as cidades brasileiras

Vai o seu com purê de batata, ovo de codorna ou chucrute?

publicado

Depois deste post sobre São Paulo, o cachorro-quente com purê de batata gerou bastante polêmica: tem gente que ama, tem gente que detesta.

Muita gente achou horrível ideia de purê no cachorro-quente, enquanto outros diziam que cachorro-quente sem purê é inconcebível. Paulistanos defendem o purê dizendo que ele faz a função de argamassa ao manter juntinhos os outros ingredientes do cachorro-quente.A partir daí, decidimos saber mais o que muda no cachorro-quente de cidade pra cidade, de região pra região.
Via polocriativo.com.br

Muita gente achou horrível ideia de purê no cachorro-quente, enquanto outros diziam que cachorro-quente sem purê é inconcebível. Paulistanos defendem o purê dizendo que ele faz a função de argamassa ao manter juntinhos os outros ingredientes do cachorro-quente.

A partir daí, decidimos saber mais o que muda no cachorro-quente de cidade pra cidade, de região pra região.

Por exemplo, em São José do Rio Preto, interior do estado, as pessoas curtem um ingrediente talvez ainda mais polêmico do que o purê: frango desfiado no meio do cachorro quente.

E descobrimos que no Rio de Janeiro o ovo de codorna é um ingrediente comum.

No Rio, aliás, também é normal colocarem UVA PASSA. É isso mesmo, uva passa.

É salpicão ou cachorro-quente?
forum.jogos.uol.com.br

É salpicão ou cachorro-quente?

Em Blumenau (SC) e outras cidades do Sul do país, é normal encontrar o hot-dog recheado com chucrute, influência da imigração alemã.

O chucrute é uma conserva de repolho fermentado.
obagastronomia.com.br

O chucrute é uma conserva de repolho fermentado.

Na Paraíba e em alguns estados do Norte e do Nordeste, cachorro-quente é diferente de hotdog. O primeiro pode ser só carne moída, apenas o segundo é sempre feito com salsicha.

Parece gostoso mesmo assim.
Mundial Lanches

Parece gostoso mesmo assim.

Em Manaus, o que muda é o nome: o cachorro-quente é mais conhecido como Kikão.

Na região norte é comum encontrar sanduíches chamados x-caboquinho, com tucumã, que é o fruto da palmeira da amazônia.

Já no Pará há quem faça o molho de hot dog com tucupi e coloque folhinhas de jambú, que deixa a língua e os lábios um pouco dormentes.

Não é o comum das ruas, mas em alguns lugares da Bahia o purê que vai no cachorro quente é de abóbora com uma pitada de azeite de dendê.

Em Osasco (SP), cidade famosa pelos cachorro-quente de rua, é lendário o dog no prato, que basicamente tem todos os ingredientes do sanduíche em um prato, aprisionados por uma pirâmide de purê de batata.

Em Brasília faz sucesso a pasta de alho, que não pode faltar nas barraquinhas.

E no Paraná, o lugar mais doido do Brasil, tem cachorro quente com queijo, morango, chocolate e leite condensado.

Reprodução / Via g1.globo.com

Os ingredientes podem mudar de cidade pra cidade, mas continuamos hipnotizados por qualquer forma desta iguaria, presente em todo o Brasil.

giphy.com

Na sua cidade tem algum cachorro-quente diferente? Manda pra gente nos comentários!

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.