back to top

Twitter não faz nada após Frota pregar violência contra venezuelanos no Brasil

Empresa divulgou no mês passado novas diretrizes para combater discurso de ódio na plataforma: "Não é permitido promover violência, ameaçar ou assediar outras pessoas com base em raça, etnia, nacionalidade", diz trecho do documento.

publicado

No último dia de 2017, o ator Alexandre Frota foi ao Twitter criticar a posição do governo federal em relação ao brasileiro que está preso na Venezuela.

"Se nosso governo nada faz […] sugiro dar uma resposta aqui mesmo do Brasil [sic] com o primeiro venezuelano que encontrarmos", escreveu Frota.

Nós temos um Brasileiro preso sendo torturado por Maduro esse assassino comunista amigo de LULA .Se o Nosso Governo… https://t.co/vgwAO5si45

Reprodução

Vários críticos de Frota denunciaram o tuíte, argumentando que o texto faz apologia à violência.

@alefrotabrasil Opa, apologia a tortura é crime, vagabundo! @policiafederal @policiacivil_sp @mpsp_oficial

Reprodução

Muita gente, inclusive, marcou o perfil da Polícia Federal.

@alefrotabrasil Ei @policiafederal dá uma sacada nisso aí

Reprodução

Até quem costuma concordar com as opiniões de Frota fez questão de, desta vez, deixar clara a discórdia.

@alefrotabrasil Eu gosto de você, cara. E não gostaria de entrar em contradição contigo, não. Mas essa dos Vanezuel… https://t.co/eNJZjK1PbJ

Reprodução

O Twitter divulgou, em 18 de dezembro, novas diretrizes para combater abusos na plataforma.

No trecho que fala sobre "propagação de ódio", a empresa escreve que "não é permitido promover violência, ameaçar ou assediar outra pessoas com base em raça, etnia, nacionalidade, orientação sexual, sexo, identidade de gênero, religião, idade, deficiência ou doença grave".

Reprodução

Questionado pelo BuzzFeed News, o Twitter disse que não comenta casos específicos. Leia a íntegra da nota enviada à reportagem:

O Twitter não comenta sobre contas específicas e destaca que possui regras, disponíveis na Central de Ajuda, a respeito de conteúdos e comportamentos permitidos na plataforma, para proteger a experiência e a segurança dos usuários. Contas envolvidas em atividades especificadas nas Regras do Twitter poderão estar sujeitas a bloqueio temporário e/ou suspensão permanente. Além disso, qualquer pessoa pode denunciar um conteúdo ao Twitter pela Central de Ajuda.

Um dos seguidores de Frota argumentou que os venezuelanos que fugiram para o Brasil também são vítimas do governo de Nicolás Maduro, criticado por ele. "Aí você prega violência contra o cara!?", questionou o rapaz.

@alefrotabrasil Beleza, mas o Venezuelano que está no Brasil tambem é contra o Maduro, aí vc prega a violência cont… https://t.co/d6GeiXRmNy

Reprodução

Frota respondeu: "Tem que acabar com essa viadagem no Brasil que dar resposta viril é pregar violência", escreveu.

@JansenMike3 Que prega a violencia Jansen tem que acabar com essa viadagem no Brasil que dar um resposta viril é pr… https://t.co/Lt5x2Pxzws

Reprodução

Alexandre Aragão é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email alexandre.aragao@buzzfeed.com

Contact Alexandre Aragão at alexandre.aragao@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.

Você já tem o app do BuzzFeed Brasil?

Baixe gratuitamente no Android e no iOS para ver todos os nossos testes, vídeos, notícias e muito buzz.