back to top

Cinco frases que Crivella disse, mas prefere que o eleitor esqueça

Após revista publicar foto de candidato fichado, ele negou ter sido preso. Aí repórteres revelaram áudio da entrevista, em que ele diz: "Fui preso e fiquei em uma cela lotada."

publicado

Desde o início do segundo turno, diversas frases ditas no passado pelo candidato do PRB à Prefeitura do Rio, Marcelo Crivella, voltaram à tona. Leia abaixo as mais polêmicas.

1. "Não existe meio-termo. Quem está com Deus luta contra o diabo e seus demônios."

— Trecho do livro "Evangelizando a África", em que Crivella se refere a outras religiões como "diabólicas", afirma que a Igreja Católica "prega doutrinas demoníacas" e diz que a homossexualidade é uma "conduta maligna". A informação foi revelada pelo jornal O Globo. O político se desculpou após a reportagem.

2. "Na minha vida dei um chute na heresia / Houve tanta gritaria de quem ama a idolatria / Eu lhe respeito meu irmão, não quero briga / Se ela é Deus, ela mesmo me castiga."

— Letra da música "Um Chute na Heresia", de 1998, em que Crivella ironiza o episódio em que um pastor da Igreja Universal chutou uma imagem de Nossa Senhora de Aparecida em 12 de outubro, feriado do Dia da Padroeira do Brasil. O caso foi revelado pelo jornal Folha de S.Paulo.

Em 1995, o bispo da Igreja Universal Sérgio von Helde deu socos e chutes em uma imagem de Nossa Senhora de Aparecida, ao vivo, na TV Record. Ele afirmava que a Igreja Católica promove imagens para explorar a fé das pessoas, e que Deus não pode ser comparado "a um boneco desse tão feio, tão horrível, tão desgraçado".

3. “Devido à repercussão da Fazenda Canaã, fui desta vez enviado para a política. Confesso que naquele instante fiquei triste. Aceitei porque na Igreja Universal você não tem opção."

— Crivella, em discurso a pastores e fiéis da Igreja Universal, por volta de 2011. Ele é senador pelo PRB do Rio de Janeiro desde 2002, quando voltou de nove anos de pregação, na África e no Nordeste do Brasil. A existência do vídeo foi revelada pelo jornal O Globo, e Crivella não quis comentar.

4. "Fui preso e fiquei em uma cela lotada."

— Em entrevista à revista Veja, que revelou no último final de semana uma foto em que Crivella aparece sendo fichado. Após a publicação, o candidato negou que tivesse dito a frase, mas os repórteres divulgaram o áudio da conversa, desmentindo a versão dele.

5. "Eu nem sei colocar uma minhoca no anzol."

— Crivella, em entrevista à Rádio Estadão, logo após ser nomeado ministro da Pesca, no governo Dilma Rousseff (2011-2016). No dia seguinte, durante a cerimônia de posse, ele prometeu aprender a colocar a minhoca no anzol.

Alexandre Aragão é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email alexandre.aragao@buzzfeed.com

Contact Alexandre Aragão at alexandre.aragao@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.