back to top

Você é capaz de adivinhar de quem são essas frases a favor do caixa 2?

Afinal, do mensalão ao petrolão, o único consenso entre os políticos é salvar a própria pele...

publicado

Desde que o Supremo Tribunal Federal aceitou a abertura de ação contra o senador Valdir Raupp (PMDB-RO), tornando-o réu na Operação Lava Jato, voltou com força ao Congresso um movimento pela anistia ao caixa 2 eleitoral.

Mas se atualmente a defesa do perdão é feita principalmente por tucanos e peemedebistas, antes, quando o mensalão (2005) veio à tona, foram os petistas que quiseram a medida.

Você consegue identificar os partidos dos autores das frases?

  1. 1.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Aécio Neves (PSDB)

    O senador tucano disse a frase durante um jantar na semana passada, segundo o jornal Folha de S.Paulo.

    Aécio Neves (PSDB)
    Via Fotos Públicas
  2. 2.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Ricardo Berzoini (PT)

    O dirigente petista disse a frase quando havia sido eleito presidente do partido, meses após a descoberta do mensalão, em outubro de 2005.

    Ricardo Berzoini (PT)
    Via Fotos Públicas
  3. 3.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Fernando Henrique Cardoso (PSDB)

    O ex-presidente da República disse a frase na semana passada, quando saiu em defesa de quadros do seu partido.

    Fernando Henrique Cardoso (PSDB)
    Via Fotos Públicas
  4. 4.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Geddel Vieira Lima (PMDB)

    O ex-ministro do governo Temer, cujo nome aparece como beneficiário de pagamentos ilícitos na lista da Odebrecht, soltou a frase no ano passado, quando deputado discutiam a possibilidade de anistiar o caixa dois eleitoral.

    Geddel Vieira Lima (PMDB)
    Via Fotos Públicas
  5. 5.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

    Maior liderança da história petista, o ex-presidente Lula disse essa frase em 2006, durante uma reunião com deputados da sigla após a descoberta do mensalão. O partido sempre defendeu que o esquema era um mecanismo de financiamento eleitoral via caixa dois.

    Luiz Inácio Lula da Silva (PT)
    Via Fotos Públicas
  6. 6.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Edison Lobão (PMDB)

    O senador, presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Casa, disse a frase em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo.

    Edison Lobão (PMDB)
    Via Fotos Públicas
  7. 7.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Antonio Palocci (PT)

    Ministro da Fazenda do governo Lula quando houve a descoberta do mensalão, Palocci também participou da reunião com a bancada de deputados petistas — e, assim como Lula, defendeu o caixa dois eleitoral como um problema menor.

    Antonio Palocci (PT)
    Via Fotos Públicas
  8. 8.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Geraldo Alckmin (PSDB)

    O governador de São Paulo — que apareceu na lista da Odebrecht como "Santo" — achou por bem fazer essa diferenciação.

    Geraldo Alckmin (PSDB)
    Via Fotos Públicas
  9. 9.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Delúbio Soares (PT)

    Ex-tesoureiro do partido, Delúbio Soares deu a declaração durante a CPI dos Correios, que aconteceu na esteira do mensalão.

    Delúbio Soares (PT)
    Via Fotos Públicas
  10. 10.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Lula (PT)

    De novo ele, o ex-presidente Lula. Novamente, a declaração foi dada em relação ao mensalão.

    Lula (PT)
    Via Fotos Públicas
  11. 11.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Alckmin (PSDB)

    O governador de São Paulo, de novo, resolveu explicar a diferença entre joio (corrupção) e trigo (caixa dois).

    Alckmin (PSDB)
    Via Fotos Públicas
  12. 12.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Renan Calheiros (PMDB)

    Se não está tipificado, não é crime. Foi assim que o então presidente do Senado, Renan Calheiros, defendeu a anistia à prática, no ano passado.

    Renan Calheiros (PMDB)
    Via Fotos Públicas
  13. 13.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    FHC (PSDB)

    Foi assim que o ex-presidente tucano tentou diferenciar o mensalão petista do mensalão tucano, que aconteceu em Minas Gerais durante a eleição de Eduardo Azeredo (PSDB-MG) a governador.

    FHC (PSDB)
    Via Fotos Públicas
  14. 14.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Carlos Marun (PMDB)

    O deputado, que usou dinheiro da Câmara para visitar o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na cadeia, foi um dos principais defensores da anistia ao caixa dois na Casa.

    Carlos Marun (PMDB)
    Via Fotos Públicas
  15. 15.

    André Borges/Agência Brasília
    PMDB
    Via Reprodução
    PMDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PSDB
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    PT
    Via Reprodução
    Correto!
    Errado!

    Eunício Oliveira (PMDB)

    O atual presidente do Senado definiu como "muito rígida" a regra eleitoral aprovada no Congresso em 2014, que restringiu as doações empresariais às campanhas — e, pela lógica de Eunício, ajudou a aumentar o caixa dois.

    Eunício Oliveira (PMDB)
    Via Fotos Públicas

Você é capaz de adivinhar de quem são essas frases a favor do caixa 2?

Você errou a maioria. Mas faz diferença?

Com tantas frases parecidas, é mesmo bem difícil saber quem disse o quê.

Você errou a maioria. Mas faz diferença?
Fotos Públicas
Take quizzes and chill with the BuzzFeed app.
Get the app
Foi bem, mas daria pra acertar mais.

Nem sempre dá pra dizer com certeza de onde veio uma defesa do caixa dois — até porque, convenhamos, elas têm vindo de todos os lados.

Foi bem, mas daria pra acertar mais.
Fotos Públicas
Take quizzes and chill with the BuzzFeed app.
Get the app
Seu radar partidário está apurado.

Mesmo com tantas frases parecidas, você foi capaz de identificar de que partido veio cada uma. Muito bem!

Seu radar partidário está apurado.
Fotos Públicas
Take quizzes and chill with the BuzzFeed app.
Get the app


Alexandre Aragão é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email alexandre.aragao@buzzfeed.com

Contact Alexandre Aragão at alexandre.aragao@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.