back to top

Doria publica indireta a Serra, que chamou medida da prefeitura de "verdadeira monstruosidade"

Na segunda (12), a prefeitura anunciou uma reestruturação da saúde municipal: os serviços das AMAs (Assistências Médicas Ambulatoriais) passarão a ser oferecidos em outras unidades de saúde.

publicado

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), publicou um vídeo no Facebook nesta sexta (16) em que dá uma indireta ao senador José Serra, que também é do PSDB.

No post, ele diz que gostaria de esclarecer uma informação "que está sendo divulgada de forma incorreta e maldosa por algumas pessoas" sobre a reestruturação na área da saúde.

Há dois dias, Serra declarou em entrevista que a mudança que deve ocorrer nas AMAs "é uma verdadeira monstruosidade".

Na segunda, a prefeitura anunciou uma reestruturação da saúde municipal: os serviços das AMAs (Assistências Médicas Ambulatoriais) passarão a ser oferecidos em outras unidades de saúde.

A partir dessa informação, algumas reportagens sobre o assunto noticiaram que as AMAs seriam fechadas, o que a prefeitura nega.

O argumento é que todas as unidades das AMAs são vinculadas a outros equipamentos de saúde municipais, como UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e, portanto, o atendimento à população se dará no mesmo local físico que antes.

As AMAs foram criadas na gestão de Serra na prefeitura, em 2006 — ano em que o tucano largou o cargo para disputar o governo paulista, assim como Doria deve fazer este ano.

Por isso que em entrevista à Folha de S.Paulo, publicada na quarta (14), o senador tucano classificou como "verdadeira monstruosidade" a medida promovida por Doria. "As AMAs são vasos intercomunicantes. Um lugar que deixa de atender acaba descarregando em outros", afirmou ao jornal.

As AMAs, afirma o prefeito no vídeo publicado hoje, não irão fechar. "Elas vão continuar a funcionar, só que num novo modelo, muito melhor", ele continua. "Saúde é prioridade absoluta da nossa gestão." No Twitter, Doria diz que, sem citar Serra, que quer combater "mais uma fake news que estão espalhando".

Apesar de ambos serem tucanos, Doria e Serra fazem parte de grupos adversários dentro do partido.

O prefeito é mais próximo do governador e pré-candidato à Presidência, Geraldo Alckmin, que defende a candidatura dele ao governo do Estado. O grupo de Serra, por sua vez, se mostrou contrário à candidatura de Doria em várias ocasiões.

Alexandre Aragão é Repórter do BuzzFeed e trabalha em São Paulo. Entre em contato com ele pelo email alexandre.aragao@buzzfeed.com

Contact Alexandre Aragão at alexandre.aragao@buzzfeed.com.

Got a confidential tip? Submit it here.