Pedimos para a Lea DeLaria, do Orange Is The New Black, desenhar o que ela achava sobre a Parada Gay, o Bolsonaro e a Thammy Gretchen

Nunca rimos tanto em uma entrevista. Sério.

Lea DeLaria, a Big Boo de “Orange Is The New Black”, está no Brasil para participar da Parada Gay e falar sobre a nova temporada da série, que estreia no dia 6 de junho no Netflix.

Aproveitamos para perguntar a ela umas coisinhas.

“O que você espera ver na Parada Gay de São Paulo?”

Paulo Whitaker / Reuters

Rafael Capanema / BuzzFeed

 

“E o que você espera ver no Brasil?”

Filipe Frazão

Rafael Capanema / BuzzFeed

 

“Nos Estados Unidos não pode fazer topless na Parada. Então as mulheres colocam um adesivo no mamilo. É uma imbecilidade. Em uma das paradas que eu apresentei em Nova York, a polícia chegou e eu tive que dizer para as mulheres colocarem as camisetas. Foi muito triste. Foi o dia mais horrível da minha vida.

Aí eu apontei para um ursão bem grande que estava na primeira fila e alertei a polícia: “ei, os peitos desse cara são maiores que os meus! Por que ele pode fazer topless?”

“Que recado você mandaria pra Daniela Mercury?”

Rafael Capanema / BuzzFeed

 

“MUITO BEM!
Me mostra seus peitos?”

“Pena que ela é casada. Ela é uma gracinha.”

“Que recado você mandaria pra Thammy Gretchen?”

TV Globo / Divulgação

Rafael Capanema / BuzzFeed

 

Claro que antes a gente explicou para ela quem era a Thammy Gretchen. E mostramos uma foto.

A reação da Lea foi: “Fantástico! É o meu irmão! Ela sou eu brasileira.”

Continuamos explicando: “A mãe dela era uma sex symbol. E ficou conhecida como a Rainha do Bumbum (em inglês, ‘Queen of Butt’).

O recado da Lea foi: “Queen of Butch” (Rainha das Caminhoneiras).

A Lea adorou a Thammy. Quando explicamos que a Thammy fez um papel de detetive na novela das nove, ela começou a rir: “Já fiz muito papel de investigadora. Eles tendem a nos dar esses papéis”.

“É ótimo que ela tenha assumido, não só como lésbica, mas como masculina. Porque o que acontece é que as lésbicas caminhoneiras e os gays afeminados são afastados da mídia. Nós somos supostamente uma imagem ruim”.

Por fim, perguntamos pra Lea que recado ela mandaria pro Jair Bolsonaro:

Rafael Capanema / BuzzFeed

 

“Tarde demais. Eu tenho quase certeza que um dos seus filhos já é gay. Feliz Orgulho Gay, Brasil!”

Check out more articles on BuzzFeed.com!

Buzzing agora